Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

EM BUSCA DE ANTIGOS ENIGMAS

"Existem, no ar, muito mais coisas voando do que os tradicionais aviões de carreira"

(Aparicio Torelly - o Barão de Itararé, referindo-se aos "segredos" e às sujeiras da política)

 

 

E, acrescentaríamos nós, na escuridão do espaço exterior brilham certamente muito mais coisas do que os corpos celestes! O astronauta americano Neil Armstrong, por exemplo, fotografou estes dois OVNI que tranqüilamente acompanhavam o módulo da NASA, já bem próximo da órbita terrestre!

 

E agora, em março de 2002, a NASA finalmente admitiu a posibilidade de ter existido vida em Marte! Esta foto noturna foi obtida pela sonda Mars Odyssey, tendo os seus sensores detectado expressivas quantidades de hidrôgenio e gelo, o que permitiria sintetizar ainda hoje a água! E mais: que o gelo nas áreas mais aquecidas daquele planeta pode significar a ocorrência de um derretimento periódico, o que aumentaria ainda mais as chances de ainda existirem por lá alguns organismos vivos! Os cientistas da NASA, dentre os quais Philip Christensen e William Boynton, acreditam também que outrora a água já foi abundante, devido à presença dos inúmeros cânions escavados na superfície marciana.

 

E aqui por baixo, existem algumas controvérsias quanto a esta estranha foto que mostra, bem ao centro e próxima do topo da montanha nas ruínas de Macchu Pichu, Peru, a imensa face de um alienígena do tipo humanóide - ou grey. Alguns mais céticos pretendem ver nessa imagem uma fraude, simples produto de uma fotomontagem. Mas teria sido mesmo?

 

Examinemos, portanto, esta outro foto daquele imponente complexo e prestemos atenção naquele exato ponto da montanha. Veremos que a rocha foi realmente esculpida com reentrâncias que lembram os detalhes de um rosto!

 

Ei-los, mais destacados. Nenhuma novidade nisso, pois em várias partes do planeta antigas culturas fizeram coisas semelhantes, utilizando-se de impressionantes técnicas de perspectiva e do jogo de sombras. Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro, é um exemplo típico, uma vez que a imensa face de granito literalmente altera a sua expressão de acordo com a posição do sol! A utilização de tais fantásticas técnicas faz com que certas imagens somente apareçam em determinadas épocas do ano, ou ainda em determinadas circunstâncias do dia. Tudo é, pois, magia e mistério no nosso passado recuado e esquecido!

 

E voltando-se à misteriosa Pedra da Gávea, além de o rosto alterar a sua expressão fisionômica de acordo com a posição do sol, existe MAIS UMA OUTRA intrigante surpresa - igualmente aproveitando-se e utilizando a perspectiva e o jogo de sombras. Observe com atenção as imagens contidas no retângulo.......

 

...... Precisamente as imagens de dois enormes seres dotados de aparência semi- humana e que somente são visíveis bem cedo, pela manhã, assim que o sol se eleva e ilumina a lateral leste da montanha! Observemos com bastante atenção os detalhes estampados na rocha bruta, em um paredão de 90 graus e por sobre um enregelante abismo de quase 900 metros: braços, rostos, corpos e etc.... Isso não é absolutamente fotomontagem e tampouco mera coincidência ou fraude. A foto é de nossa autoria! Relembremos a LENDA DOS DOIS IRMÃOS, contada pelos índios aos portugueses - isso na época da colonização do Brasil - falando sobre a espaçonave que tripulavam, abatida por outra em um confronto no céu, por sobre o local onde hoje se situa a Enseada de Botafogo! E também que essa lenda relatava o fato de ambos terem sido aqui sepultados pelos demais seres da sua raça, originários de uma estrela distante!

 

E aqui está, devidamente ampliado, o estranho rosto de uma daquelas figuras. Note-se que usa uma espécie de capacete e também aquilo que seria o seu braço, voltado para a esquerda!!!

 

E por vezes o passado nos traz não só uma alucinante espécie de magia como também mistérios simplesmente infernais! Essa foto aérea nos mostra as impressionantes ruínas de Mohenjo Daro, situadas a cerca de 400 quilômetros ao norte do Paquistão e onde habitou há muito milênios uma antiga civilização. Os restos dessa cidade se estendem por mais de dois quilômetros e o arqueólogo David Davenport concluiu que naquelas ruínas, onde aliás os atuais habitantes evitam e até chamam de "O campo da Morte", ocorreu há mais de 6.000 mil anos o epicentro de.... UMA EXPLOSÃO NUCLEAR! Um calor infernal derreteu as rochas e as edificações, comprovadamente tendo se irradiando em ONDAS DE CHOQUE que revelaram três diferentes graus de destruição! Nas suas camadas inferiores, Davenport descobriu alguns esqueletos dos antigos habitantes, abraçados como se tivesse inutilmente tentado se proteger daquele calor infernal e maldito que volatilizou tudo! E QUEM extamente utilizava armamentos nucleares naqueles tempos?

 

E como exatamente os grandes répteis que dominaram a Terra por durante vastos períodos de tempo desapareceram todos, repentinamente e de uma só vez? São muitas as hipóteses, desde a suposta queda de um imenso meteoro que teria eliminado por algum tempo o oxigênio da atmosfera, até algumas que pretendem ter ocorrido uma súbita degeneração na sua capacidade de procriação. Contudo, o mistério maior é que vários deles foram abatidos em conjunto, como se tivessem fugido de alguma coisa que os caçava! Uma cinza letal e maldita efetivamente veio do céu o os aniquilou. Quem sabe o emprego controlado de explosões nucleares? E vários deles apresentam estranhos orifícios circulares, semelhantes aos causados pelos nossos projéteis de armas de fogo, porém com uma diferença: não deixaram vestígios. Sugerindo, talvez, o emprego de uma arma poderosíssima semelhante ao laser! E quem possuía tais armas há milhões de anos atrás e porquê exatamente fez isso? Talvez para "limpar o terreno" de modo a colonizar o planeta? Tudo é possível! Além do mais, trata-se de uma hipótese que merece ser devidamente considerada!

 

Próxima Página

Página Anterior

Xfiles - 2