Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

LAÇOS ESQUECIDOS

"Não me peças que acredite que sejam teus filhos. É outra a madeira sagrada de meu povo. Amanhã serás na estreitem da tua embarcação cingida, entre as duas marés de oceano e de neve, a mais amada, o pão, a terra, o filho. De dia o nobre rito do tempo libertado, de noite a entidade estrelada do céu"

(Pablo Neruda - Canto Geral)

 

O inconsciente coletivo da humanidade sadia, racional e lógica, sente e pressente que não estamos sós nessa infinita vastidão estrelada que nos envolve, e também que um laço muito forte e estreito certamente nos une a outros distantes irmãos, humanos, semelhantes a nós, os quais um dia aqui estiveram, e toram os responsáveis diretos pela nossa evolução - enfim, nos fizeram à sua própria imagem e semelhança! Hoje, os livros, os filmes, todas as formas de comunicação, nos dão muitas sugestões nesse sentido - talvez sem o querer fazendo-nos lembrar uma grande verdade oculta bem no fundo do nosso íntimo, vibrando e palpitando no nosso sangue, nas nossas células, no nosso DNA - bem no fundo dos nossos corações! (IMAGEM: cena do filme ET - Universal Pictures)

 

Trilhas ocultas! E as provas quanto a um antigo conhecimento estão bem à vista, disponíveis apenas aos olhos daqueles que as desejam ver. Um visitante do Museu Britânico, por exemplo, diante de um sarcófago egípcio, teve a sua atenção despertada quando se deparou com este estranho e desconhecido caracter hieroglífico, o qual é absolutamente inexistente nos convencionais dicionários de Egiptologia....

 

.... O qual não é um convencional escorpião.....

 

...... Tampouco o tradicional besouro Kheper....

 

..... E, sendo assim, o quê seria então esse curioso hieróglifo que lembra um réptil?.....

 

.... Nada demais, a não ser algo absolutamente insólito: - pois, aquele hieróglifo desconhecido representava exatamente ISTO: - um ELASMOSAURUS (Elasmosaurus Platyurus), réptil pré-histórico da família Plesiosauria - cujos primeiros fósseis somente foram descobertos em 1868 - o qual não era um dinossauro, porém sendo dotado de enorme porte (cerca de 14 metros de comprimento) e que viveu no fim do Período Cretáceo onde hoje se situa o território da América do Norte! Teria sido uma brincadeira para a posteridade do antigo artista egípcio? E QUEM teria transmitido esses conhecimento a ele, já que a ele teria sido impossível ter visto, ou sequer convivido, com esse (há muitos milhões de anos) extinto tipo de animal?

 

Sigamos as pistas. Acima, o cineasta Stanley Kubrick e o cientista Carl Sagan (In Memoriam). Qual a importância desses homens para o conhecimento da humanidade?

 

A verdade sempre nos chega de maneira sutil. O filme "2001 - Uma Odisséia no Espaço" (1968), a obra-prima de Stanley Kubrick, com a colaboração do brilhante cientista Carl Sagan, nos mostrou a história passada em um planeta primitivo, no qual seres humanos incipientes e selvagens se depararam com um monólito. Certo dia, O bando deles se depara com algo muito estranho na paisagem - algo que não pertencia ao seu mundo: - um MONÓLITO, geometricamente perfeito!.... (IMAGEM: MGM/ Warner Bros)

 

..... O bando selvagem se aproxima aos gritos e apenas UM DELES - um deles! - toca no monólito. E APENAS ESTE (preste atenção neste sutil detalhe), daquele monumento recebeu os eflúvios do conhecimento, a luz da inteligência, passando a produzir ferramentas com os ossos de um quadrúpede que encontrara no caminho - começando, assim, o domínio do homem sobre o planeta. Depois, irrompe uma guerra com um bando rival, e o homem forçosamente descobriu as armas. Após golpear com força a cabeça de um inimigo, ele lança o osso ao ar e o vê, na descida, se transformar em uma espaçonave cruzando a atmosfera terrestre. E o enredo continua, quatro milhões de anos depois, quando desde a aurora do homem (isto é, a Pré-história) um misterioso monólito negro parece emitir sinais de uma outra civilização interferindo no nosso planeta, quando, então, já no Século XXI, uma espaçonave terrestre com quatro Astronautas a bordo é dirigida a Júpiter para investigá-lo. Tudo muito simbólico, tudo muito revelador....

 

.... Verdades sutis nas entrelinhas! O quê exatamente os iluminados autores desse filme desejaram veladamente transmitir à humanidade, numa época em que a plenitude do conhecimento era (como ainda hoje o é), restrito e oficialmente proibido? Seria o fato de que a NASA já tinha detectado (e ocultado) a presença de um monumento extraterrestre - exatamente um MONÓLITO - na superfície de uma das luas de MARTE? SIM!

 

Pois, estamos nos referindo ao misterioso Phobos, o qual o próprio Carl Sagan já tinha afirmado que seria um elemento ARTIFICIAL colocado por uma antiga civilização em órbita de Marte! E veja esssa recente imagem da NASA daquele satélite, mostrando uma área azulada na qual parece haver ruínas - ou quem sabe estranhos sinais alienígenas! Então, os autores do filme - Stanley Kubrick, supervisionado por Sagan - já sabiam que a NASA ocultava isso?.....

 

..... E mais ainda, que a NOSSA HUMANIDADE se desenvolveu graças ao auxílio de entidades alienígenas, em tempos muito recuados do desconhecido passado terrestre? SIM, POIS TUDO INDICA QUE TERIA SIDO ISSO MESMO, só que não podiam diretamente revelar!

 

Acima, você vê a "evolução humana" tradicionalmente aceita pela Ciência: - "Do primata mais rudimentar ao Homo sapiens sapiens". Mas, terá sido assim mesmo? Até que ponto isso seria verdade?

 

E seria mesmo verdade que descendemos dos primatas? E por que eles igualmente não se desenvolveram - existem até hoje, convivendo conosco? Essa é a primeira pergunta que as pessoas dotadas de bom sendo e raciocínio lógico fazem, principalmente quando se deparam com a realidade vista na imagem acima. Absolutamente ilógico! A menos que algum tipo de homem rudimentar TENHA SIDO GENETICAMENTE MANIPULADO DE MODO A SE DESENVOLVER DE MANEIRA DIFERENTE DOS DEMAIS!

 

Além disso, todos os registros antigos, religiosos e tradicionais, oriundos de várias civilizações que jamais se conheceram, como também afastadas entre si por longos períodos históricos, relatam a presença de portentosas tecnologias - bem como a presença de seres a essas tecnologias associados - estes reverenciados e considerados como "anjos", ou então "deuses". Nesse sentido, o texto bíblico do Profeta Ezequiel é um exemplo bastante típico e muito expressivo. O Profeta se assombrou com avançadas tecnologias desconhecidas no seu tempo e as adorou como manifestações divinas.

 

E você? Acharia isso fantasioso em demasia, ou então impossível? Pois acredite que NÃO! Uma vez QUE ISSO TAMBÉM ACONTECE NOS DIAS ATUAIS! Nas fotos acima, você vê, em pleno Século XX, povos selvagens da Micronésia, os quais quando pela primeira vez foram contatados pelos civilizados, deles recebendo auxílio médico e alimentar, os consideraram "deuses" - a eles rendendo cultos, dirigindo orações e até mesmo, num apelo silencioso, produzindo réplicas das suas tecnologias! Olhos no céu constantemente, rogando que os benevolentes "deuses celestes" retornassem!

 

Tudo, por conseguinte, faz sentido! Aqui, você vê a imagem representativa do DNA humano.

 

E aqui, você vê uma antiga representação da Mesopotâmia, na qual um deus está sendo reverenciado em meio à "Árvore da Vida".

 

E aqui, outra imagem da Mesopotâmia mostrando a clara imagem do DNA humano!

 

Não há mesmo quaisquer coincidências. Tudo é muito claro. COMO eles obtiveram tal conhecimento há muitos milhares de anos atrás?

 

E até mesmo na milenar Civilização Egípcia, tal representação do DNA já era conhecida. Aqui a vemos nas mãos do deus TOTH.

 

Aliás, não foi mesmo à toa que o deus celeste TOTH era reverenciado por aquele povo como O PADROEIRO DAS CIÊNCIAS! Aqui, mais uma vez temos a representação do DNA, como também a da DUPLA HÉLICE!

 

Como também, na Civilização Maia, os deuses eram reverenciados em meio à ÁRVORE DA VIDA! Qual seria o segredo por trás de tudo isso?

 

Dessa froma, a grande e surpreendente resposta esteve diante de todos nós durante muito tempo - e, no entanto, levamos muito tempo para descobri-la! Na imagem acima, vemos o Professor Sam Chang, uma autoridade e líder do Projeto Genoma - uma iniciativa científica em nível mundial de modo a mapear as origens genéticas da humanidade. E um grupo desses pesquisadores chegou a uma surpreendente conclusão: - 97 por cento das seqüências não codificadas do nosso DNA nada mais são do que CÓDIGOS GENÉTICOS DE FORMAS DE VIDAS EXTRATERRESTRES! Explica-se: - seqüências não codificadas são comuns a todos os organismos vivos da Terra, e no DNA humano elas constituem grande parte do Genoma total.

 

As seqüências não-codificadas, conhecidas como DNA-LIXO, foram descobertas há alguns anos atrás e a sua função permaneceu como um mistério. O Dr. Shang, o qual acredita que esse tipo de DNA nada tem de "lixo".... E , na verdade, foi CRIADO POR ALGUM TIPO DE PROGRAMADOR EXTRATERRESTRE! - "Nossa hipótese é que uma elevada forma de vida extraterrestre esteve envolvida em criar uma nova vida e plantá-la em vários planetas.... Não podemos saber seus motivos, se foi um experimento científico ou então um caminho de modo a preparar novos planetas para colonização, ou se trata de um processo desde longo tempo para semear a vida no Universo. Se raciocinarmos em termos humanos, o aparente "programador extraterrestre" esteve provavelmente trabalhando em um "grande código", consistindo de vários projetos, de modo a produzir várias formas de vida para vários planetas... O que vemos no nosso DNA é um programa consistindo de um GRANDE CÓDIGO E UM OUTRO BÁSICO. O primeiro fato é que o programa completo POSITIVAMENTE NÃO FOI ESCRITO NA TERRA, isso agora é um fato comprovado. O segundo fato é que os Genes por si próprios NÃO SÃO SUFICIENTES PARA EXPLICAR A EVOLUÇÃO, deve haver muita coisa mais em jogo. Mais cedo, ou mais tarde, nos depararemos com a inacreditável noção de que toda vida na Terra carrega consigo o código genético de primos extraterrestres e que a Evolução não se deu do modo como pensamos".

 

E quem tacitamente declara isso que você acabou de ler, não é este humilde pesquisador que escreve esta página, mas, sim, um Cientista de renome internacional. E você leu com atenção essas palavras do Dr. Shang? E prestou atenção nos nossos grifos? Um "GRANDE CÓDIGO" - alienígena e deliberado - aliado a UM "OUTRO BÁSICO" - intencionalmente elaborado para nos formar como seres humanos inteligentes! Em outras palavras: - ALGUÉM MODIFICOU UM HABITANTE PRIMITIVO, BÁSICO, ORIGINAL DA TERRA, fazendo-o sobrepujar a todos os demais, conferindo assim amplitude à sua mente e ao seu próprio corpo! Enfim, tal como sutilmente revelado no filme de Kubrick, ALGUÉM EDIFICOU MESMO UM MONÓLITO SIMBÓLICO NO NOSSO PLANETA!

 

Aliás, não poderia ser de outra forma! E VOCÊ, nosso (a) prezado (a) amigo (a) e visitante, conseguiria imaginar uma criatura como essa da ilustração acima, um "primata bípede" tão decantado pela Ciência ortodoxa.....

 

..... Fazendo ISSO? Uma obra de arte, produzida em Lascaux pelos chamados "homens das cavernas" - um primor de cores, detalhes, profundidade e perspectivas - algo que um renomado artista contemporâneo assinaria sem qualquer hesitação? Claro que NÃO! Portanto, basta de farsas, basta de meias-verdades - australophitechus, chimpanzés, neanderthal, cro-magnon, NADA DISSO! O verdadeiro "Elo Perdido" foi finalmente encontrado, e a resposta tão avidamente procurada, tão ansiosamente buscada, esteve todo tempo bem diante, bem dentro de nós! E por que uma notícia tão relevante como esta não foi estampada em todos os jornais?

 

Justamente porque, durante milênios sem conta, o conhecimento "do Homem sobre o Homem" esteve mergulhado na penumbra. Por interesses religiosos, científicos e políticos, foi criminosamente suprimido! E a grande dúvida que desde sempre afligiu a humanidade - "Quem somos, de onde viemos e para onde vamos? - já está, então, parcialmente respondida. Pois, precisamente agora, já se sabe QUEM realmente somos e de ONDE viemos. Mas, quanto à última parte dessa crucial pergunta: - PARA ONDE VAMOS?, caberá unicamente a nós mesmos tomarmos essa grande decisão e finalmente respondê-la!

 

Aldrin, ex-Astronauta da NASA, o segundo homem a pisar na Lua, recentemente declarou em uma entrevista que HÁ, DE FATO, UM MONÓLITO em um dos satélites de Marte - uma estrutura não convencional - e que a humanidade deveria investigá-lo. Por outro lado, o cientista Alfred McEwen, da Universidade do Arizona, também declarou que o exame das fotos da exploração espacial comprova que, não somente na Terra, como também em Marte e outros planetas, existem vários monumentos retangulares semelhantes, os quais jamais poderiam ter sido monumentos naturais! Quão profético foi o filme de Stanley Kubrick.....!

 

Na imagem acima, um outro Astronauta da NASA no solo da Lua, em meio às marcas das suas próprias pegadas. Uma imagem simbólica, altamente simbólica, que nos leva a refletir quantas outras MUITO MAIS ANTIGAS pegadas as precederam em meio a tantos outros corpos celestes na maravilhosa vastidão estrelada que nos cerca!

 

Sim, faz sentido, uma vez que a aventura humana é muito mais antiga do que possamos imaginar. As marcas existem, continuam silenciosas, porém vívidas - ainda bem diante dos nossos olhos - assim atestando que outras civilizações muito mais antigas, HUMANAS e evoluídas, nos precederam na grande aventura cósmica da humanidade. A História, qualquer que seja ela, é cíclica e, portanto, sempre se repete. Quem sabe um dia, NÓS também estaremos fazendo a mesma coisa, isto é, levando a nossa Ciência e os nossos genes a outros mundos primitivos, aprimorando seres rudimentares porventura neles encontrados - a eles levando a evolução - a eles transmitindo a Luz da nossa própria inteligência?

 

"As provas incontestáveis estão aqui - O cientista da NASA que ajudou a enviar o homem à Lua oferece espantosas evidências de que NOSSOS ANCESTRAIS VIERAM DE OUTRO ESPAÇO" - estampa a capa deste livro. Já não há mais necessidade de segredos. Aqueles que sabem já podem, enfim, romper as pesadas cortinas do engano, violar as sulfurosas brumas do silêncio, e livemente falar!

 

A Grande resposta, então, é: - Deus criou o homem, e os "deuses" o aperfeiçoaram.... À sua imagem e semelhança! Pois, o Universo estrelado, Obra Maravilhosa do Sempiterno Deus, é povoado por miríades de criaturas - muitas delas inteligentes, e muitas delas bizarras, não correspondentes aos nossos tradicionais padrões de beleza. Todavia, o Homem, isto é, a espécie HUMANA, assim como nós, parece ser uma constante em muitos mundo habitados. E ao que tudo indica, essa espécie necessita mutuamente se auxiliar, ajudando os irmãos menos evoluídos - descendo do alto cume da montanha para amorosamente dar as mãos àqueles que ainda se encontram rastejando logo abaixo. E quer possamos chamar a esses nossos Irmãos mais evoluídos de "Anjos", "Deuses", ou qualquer uma outra denominação, estivemos realmente, em tempos muito recuados, nos braços deles - nos amorosos braços dos distantes Anjos - aqueles que foram os nossos verdadeiros ancestrais!

 

Agradecemos à nossa estimada visitante Luciana da Silva pela valiosa colaboração prestada para a elaboração desta página

 

Próxima Página

Página Anterior

In The Arms of The Angel - (Sarah Mclaughlin)