Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

ONDAS DO TEMPO!

"Nada há mais próximo do amor do que o ódio, dizem, pois esses dois sentimentos têm em comum uma sensibilização apaixonada ao outro e se poderia dizer que só trocam de "sinal", no sentido algébrico do termo. O mesmo acontece com os sistemas oscilantes. Quanto mais intenso é o acoplamento, quanto mais fortes são as não-linearidades, mais dois osciladores têm tendência a se sincronizarem na relação racional das suas freqüências, que estiver mais próximo da sua relação natural"

(Pierre Bergé, Yves Pomeau & Monique Dubois-Gance - DOS RITMOS AO CAOS)

 

Notável afirmação desses renomados Fisicos de Vanguarda. Há muitos enigmas envolvendo as Leis da Física ainda a serem desvendados. Viajar no tempo, sintonizar-se com freqüências consideradas perdidas, todavia ainda vívidas - registradas como num filme, no maravilhoso espaço etérico e vibratório que nos envolve! Este sempre foi o grande sonho da humanidade: - voltar ao passado, reviver coisas esquecidas, reviver um grande amor, reencontrar alguém, dizer alguma coisa que deixou de ser dita e assim por diante- enfim, presenciar in loco e assim conhecer as verdades da História quase sempre não contadas. Tudo isso sem, contudo, alterar os rumos dos acontecimentos. Fantástico em demasia? Não! Tal como mostrado na antiga série de TV, essa possibilidade não é inteiramente desprovida de lógica....

 

..... Uma vez que muitos governos e os seus mais renomados cientistas estiveram (como ainda estão) trabalhando nesse sentido! As secretas instalações de Montauk, por exemplo, hoje oficialmente "abandonadas" e situadas em Long Island, EUA, abrigaram nos seus muito bem guardados subterrâneos febris atividades envolvidas nessas avançadas pesquisas, as quais nada mais foram do que um prolongamento da malfadada experiência denominada "Projeto Philadelphia", no qual um navio da Marinha Americana - precisamente o USS Eldridge - foi literalmente transportado para muito além do nosso continuum espaço-tempo, sumindo em pleno mar para reaparecer em um outro local muito distante - e com severos danos aos seus tripulantes - muitos dos quais desapareceram em uma espécie de limbo dimensional para sempre!

 

"COMO CONSTRUIR UMA MÁQUINA DO TEMPO", estampa a capa desse livro, o qual não foi escrito por um simples e imaginoso escritor de ficção, porém, e bem ao contrário, por um dos mais modernos expoentes da Física - o Dr. Paul Davies, uma autoridade em Astrobiologia, Física Quântica e Cosmologia, como também na liderança do Projeto SETI. Sim, pois é mesmo inteiramente possivel viajar no tempo, bastando apenas dispormos da necessária tecnologia! Para viajar ao futuro, segundo o cientista, basta construir uma máquina capaz de viajar rapidamente, muito próxima da velocidade da luz. Quanto mais se viajar nela, mais o tempo no seu interior estaciona, ao passo que aqui fora.... "Dispararia" para frente. E quando houver o retorno, os seus viajantes reencontrarão a Terra muitos milhares de anos adiante, precisamente no seu futuro! Quanto às viagens ao passado, resultariam em um processo mais difícil, porém não impossível, utilizando-se de um Wormhole adaptado a uma "forma de tempo". Ao se "pular" nele, literalmente viaja-se para um outro espaço e um outro tempo recuado. E uma máquina desse tipo artificialmente faria parte da estrutura do Universo!

 

E até que ponto a ficção se aproximaria da realidade? A antiga série dos anos 60 mostrava a experiência militar secreta de um túnel do tempo, o qual permitia não somente visualizar cenas do passado, como inclusive enviar viajantes e exploradores através dele.

 

E quem sabe alguém já tenha conseguido viajar no tempo, porém de uma maneira diferente que não de um modo "físico"? Como, por exemplo, o fato de que os poderosos arquivos secretos do Vaticano, o Órgão Superior e Máximo da Igreja Católica, guardam segredos e mistérios profundíssimos - e quanto a isso não restam as menores dúvidas! São segredos ciosamente guardados e proibidos desde os mais remotos tempos históricos da humanidade, aos quais não nos são dado conhecer. Esses segredos diriam respeito à verdadeira gênese da humanidade terrestre; aos verdadeiros Evangelhos (os quais, sabe-se, foram censurados); a verdade sobre Jesus Cristo; evidências e VESTÍGIOS quanto às visitas de seres extraterrestres ao nosso planeta; registros históricos de civilizações perdidas; registros e esquemas de perdidas tecnologias - assim como muitas outras surpreendentes coisas mais.....

 

Assim como ESTA: - na foto, o Padre Pellegrino Maria Ernetti, nascido em 13 de outubro de 1925 e falecido em 8 de abril de 1994. Aos 16 anos ingressou na Abadia Beneditina de San Giorgio Maggiore, em Veneza, Foi um renomado lingüista, estudioso bíblico, também um famoso exorcista - assim como um grande cientistas em Física - um dos maiores do Vaticano!....

 

..... Em 1960, o Padre Ernetti revelou que na década passada construíra um artefato denominado CHRONOVISOR, baseado em estudos em grupo, secretamente efetuados com vários gênios da Física, dentre os quais o Prêmio Nobel Enrico Fermi e - vejam só - até o cientista alemão Wernher Von Braun - aquele mesmo que, oriundo da Alemanha nazista, foi cooptado pelos EUA tendo se transformado no "Pai da Viagens Espaciais"!

 

E o tal CHRONOVISOR nada mais era do que um artefato capaz de..... FOTOGRAFAR CENAS DO PASSADO - uma espécie de "máquina do tempo visual"! Na imagem acima, reportagem do Domenica Delacorriere dando conta dessa espantosa notícia!

 

"INVENTADA A MÁQUINA QUE FOTOGRAFA O PASSADO" - para espanto de todos, estampavam as demais notícias em destaque daquele conceituado jornal italiano.

 

Aquele invento foi baseado no fato de que a energia luminosa e os sons que os objetos emanam (fator hoje cientificamente conhecido como inerente à Memória Atômica da Natureza) ficam registrados, como que literalmente gravados, nos ambientes circundantes. Os esquemas técnicos do Padre Ernetti, isso é, aqueles poucos que puderam ser recuperados, mostravam intrincados processos destinados, através do seu CHRONOVISOR, a captar e reconstruir, por assim dizer, as imagens e até mesmo recuperar os sons presentes em determinados eventos passados!

 

É possível "capturar", por assim dizer, uma onda de tempo? Hoje a Ciência de Vanguarda já trabalha com a possibilidade das viagens físicas através do tempo, justamente tentando "capturar" harmônicas de tempo. Parece mesmo coisa de ficção científica, porém, alguns esquemas nos revelam que o Padre Ernetti estava estranhamente mais avançado do que seria possível na sua época, uma vez que, de certa forma, lidava com os WORMHOLES (aberturas dimensionais que HOJE a Física de Vanguarda estuda para possibilitar as viagens físicas ATRAVÉS DO TEMPO), porém trabalhando no sentido oposto, isto é, viajando não fisicamente, porém virtualmente, ao passado, recuperando cenas históricas! E de ONDE teria ele conseguido isso? Nos arquivos secretos do Vaticano? Quem sabe! Teria ele rompido os poderosos e muito bem guardados selos do sigilo? E se foi este o caso, DE ONDE, ENTÃO, TERIA VINDO ESSA EXTEMPORÂNEA TECNOLOGIA? Estranho, pois certa vez o Padre Ernetti deixara escapar que a construção de tal espantoso artefato fora também calcada não somente na Física Quântica, como também.... Em ARTES OCULTAS!

 

"Artes Ocultas", ou TECNOLOGIAS PERDIDAS? A fantástica resposta é que uma das origens do CHRONOVISOR teria sido resgatada exatamente na misteriosa figura e das obras secretas do profeta Nostradamus!.....

 

..... Sim, pois Michel de Nostradamus (na nossa opinião um viajante do tempo perdido no passado) teria tido um artefato SEMELHANTE, ou talvez muito melhor - elaborado a partir de antigos documentos secretos que descreviam a construção de um ARTEFATO ANTEDILUVIANO (obviamente uma avançado artefato, originário de uma perdida civilização), porém muito mais aperfeiçoado, através do qual ele podia, não somente visualizar cenas do passado, como também... DO FUTURO! E a descrição desse artefato, claro, esteve cuidadosamente escondida nos arquivos secretos do Vaticano - um conhecimento perigoso e proibido!

 

Aqui, vemos uma das raras fotos do que teria sido o CHRONOVISOR: - um monitor acoplado a outros sensíveis equipamentos!....

 

.... Equipamentos estes que eram ajustados para uma determinada época passada, - exatamente nesse monitor a eles acoplado de modo a captar cenas - recebendo, decodificando e reproduzindo radiações eletromagnéticas deixadas pelos eventos pretéritos, inclusive captando as ondas sonoras a eles associados! Algo fantástico em demasia? Talvez não!

 

Aqui, uma das imagens captadas pelo CHRONOVISOR.....

 

.... E aqui, uma outra imagem supostamente mostrando cenas da época da crucificação de Cristo! E segundo o Padre Ernetti, tal artefato "poderia causar uma tragédia", uma vez que as suas imagens permitiram revelar (e comprovar) que a História desse evento.... Não foi bem assim como as Tradições Católicas nos relatam!

 

Claro que o Padre Ernetti "mexeu em um vespeiro", em conhecimentos extremamente perigosos e, portanto, desde muito tempo proibidos à humanidade pela grande conjuração do silêncio e do engano. E para desmoralizar o Padre, tão logo o caso veio à tona, maldosamente divulgaram uma imagem (à esquerda), a qual supostamente teria mostrado no CHRONOVISOR a face de Cristo! Contudo, era apenas a réplica da pintura de um artista (vista à direita). O Padre Ernestti repeliu com veemência essa deslavada fraude, a qual muito evidentemente tinha o intuito de denegrir a sua honra e assim classificá-lo como um mero charlatão.

 

"O Padre e Máquina do Tempo - Fraude? Ou foi uma manobra de autoridade de modo a esconder a verdade?" - Estampava, por sua vez, essa outra manchete de jornal. O certo é que a divulgação de tal invento deve mesmo ter causado profundo malestar nas autoridades católicas. Consta que o Padre Ernetti, um brilhante cientista e homem de reconhecida integridade, tendo sido intimado pelos seus superiores (inclusive pelo próprio Papa da época, segundo revelou) a manter silêncio sobre a sua descoberta, "não falar uma palavra sequer", assim como jamais revelá-la à comunidade cientìfica, igualmente sofreu pesadas perseguições - e poucos antes da sua morte, "oficialmente" teria "confessado" diante de dignitários da Igreja que o interpelavam, de que "tudo se tratou de uma mentira". E depois disso o seu invento, o CHRONOVISOR, bem como as imagens captadas, teriam sido dados como "desaparecidos" (ou destruídos). Aqui, encontramos uma notável contradição: - como, então, essas coisas puderam desaparecer se eram apenas uma "mentira"?

 

Mas, teria sido mesmo uma simples "mentira"? Tudo leva a crer que NÃO! Pois, o Padre François Brune (foto), o qual pelo fato de ser amigo esteve intimamente ligado a Ernetti, posteriormente confirmou que o CHRONOVISOR não só existira mesmo, como, de fato, FUNCIONAVA!....

 

.... E até mesmo chegou a escrever um livro sobre o caso: O NOVO MISTÉRIO DO VATICANO - apenas mais um mistério, dentre tantos outros que dormem nos seus interditos e muito bem guardados subterrâneos! É fato, e trata-se de uma realidade: - muitos grandes conhecimentos foram suprimidos da humanidade - muitos deles ainda fora do seu devido tempo para serem revelados. Nesse ponto, devemos saber que existe uma luta silenciosa no mundo, distante da percepção de uma humanidade apática: - aquela dos sábios que guiam a nossa evolução contra aqueles que, criminosamente, e em contrapartida, a impedem!

 

E não há nada de fantasioso nisso, uma vez que a Natureza tem, de fato, a sua própria espécie de "máquina do tempo", onde todas as vibrações são registradas e devidamente armazenadas. Na foto acima, vemos como era a cidade japonesa de Hiroshima antes de ser totalmente devastada pela explosão da primeira bomba nuclear, em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial: - uma cidade densamente habitada, repleta de pontes, estruturas viárias e de grandes construções. Tudo foi impiedosamente volatilizado pelo fogo infernal! Todavia, até hoje, dizem que, de quando em vez, e por breves instantes, surgem no espaço os espectros diáfanos de suas velhas pontes e construções, como se revivessem e - tal como fantasmas sem descanso - retornassem no tempo! Sintetizando: - as ondas vibratórias ainda estão por lá, bastando apenas e tão-somente conhecer um método para captar as suas freqüências e devidamente sintonizá-las - o que parece ter sido conseguido pelo Padre Ernetti no seu fantástico CHRONOVISOR!

 

Po vezes, os "filmes" do passado retornam mesmo! Um outro exemplo bastante típico ocorre com o abandonado campo de aviação de Drem, em Edinburgo, fora de operação dsde os tempos da Primeira Guerra Mundial. Hoje, transformado em um campo de pasto para o gado, assim é a sua desolada imagem. Todavia, de vez em quando igualmente o passado ali retorna por breves instantes! O Marechal do Ar Victor Goddard, da RAF (Força Aérea Inglesa), quando o sobrevoava em 1935, durante um céu escuro e sombrio, foi afetado por uma estranha turbulência, a qual quase estancou o motor da sua aeronave, forçando-o a uma manobra espiralada descendente. Penetrando talvez em uma outra dimensão do tempo, surgiu então diante de si uma cena inusitada: - abaixo das nuvens, o tempo iluminou-se como que por encanto e o campo estava em plena atividade, com os seus hangares, vários aviões da Primeira Guerra estacionados, além de uma intensa movimentação humana ao redor.... Tal como o fora no passado! E do mesmo modo como surgiu, a alucinante imagem desapareceu num átimo diante dos seus atônitos olhos, ocasião em que a sua aeronave retornou às condições normais do operação, possibilitando então que fosse novamente controlada!

 

Nada de espantoso nisso, uma vez todo o Universo que nos envolve parece ser uma Grande Mente, aliás é mesmo isso - tal como nos afimavam as antigas Filosofias. E, por sinal, hoje a Ciência de Vanguarda já admite essa fantástica hipótese. Fred Hoyle, notável astrônomo e cientista, concluiu que as galáxias são verdadeiras "zonas de consciência", dotadas de um inteligência poderosa e inerente. Tudo, por conseguinte, no Universo são vibrações e energias. Os Antigos ensinavam que essa Inteligência verdadeiramente registra e guarda todos os eventos - denominados "Registros Akhásicos", os quais podem eventualmente ser consultados, bastando apenas saber COMO acessá-los. Para darmos um simples exemplo, muitas das estrelas que vemos no céu, já deixaram de existir há muitos milhões de anos e, no entanto, estão registradas HOJE no nosso campo de visão, uma vez que luz delas emanadas viajou (e continua viajando!) pelo espaço sideral durante todo esse tempo - ficando, portanto, de certa forma "registrada" no Éter Universal! O nosso planeta é um organismo vivo, sensível, inteligente, cercado por e vibrando através de radiações desconhecidas. E, desse modo, através dos tempos também imerso nos seus próprios "registros" dos eventos passados.

 

- "Sou o guardião dos meus Registros Akhásicos, de tudo aquilo que é, e o que será; Eles são a eternidade e o Eternamente. Ó Três Sendas e Dois Pilares, abram os seus portais" - dizia essa antiga invocação egípcia, provando assim que os sábios daquela civilização, muito antes da nossa Ciência, já tinham o devido conhecimento disso - e talvez muito mais do que possamos imaginar! A palavra Akhasa vem do sânscrito, na verdade com origens muito mais antigas, significando: "Espaço". ou "Éter". descrevendo os registros que contêm a totalidade dos conhecimentos gravados em um plano muito sutil da não-existência física. Esses registros guardam todo o conhecimento da experiência humana e da própria história do Cosmos! Genericamente, poderíamos classificá-los como sendo uma espécie de "computador Cósmico" ou, num plano mais elevado, como a Própria Mente de Deus - em outro sentido, a Própria Inteligência Suprema que a tudo sustenta e a tudo permeia!

 

Daí, o fato de que essa Inteligência a tudo inerente não pode ser negada. Ela está sempre presente ao nosso redor! Temos a prova disso, precisamente na Parapsicologia, onde certas antigas mansões e velhos castelos, ainda guardam nas suas paredes, tais como se fossem sutis condensadores, as suas lembranças atômicas - crimes, dramas, explosões emocionais etc. - sendo notáveis pelas aparições daquilo que vulgarmente chamamos de "fantasmas". Um outro exemplo típico, são as aparições do lendário navio-fantasma do Holândes Errante, notadamente na área do famigerado Triângulo das Bermudas, tal como mostrado na ilustração acima. Assim como que voltando no tempo, esse espectro assustador de um velho galeão surge por breves instantes diante de embarcações, até mesmo as militares - como foi o caso HMS Inconstant, da própria Marinha Real Britânica, e até mesmo do transatlântico Queen Mary, diante dos assustados olhos dos seus tripulantes e passageiros! Não que isso seja um fantasma propriamente dito, apenas o fato de que a sua freqüência de onda específica, de certa forma registrada no passado, fora captada no nosso continuum espaço-tempo por alguns breves segundos.

 

Aqui, uma imagem do famoso "fantasma" que se manifesta no castelo normando de Killyleagh, supostamente atribuído à figura de Lady Alice Moore, que ali ali assassinou por envenenamento o seu esposo no Século XVII. Aqui podemos comprovar a diferença fundamental entre um autêntico fantasma - que é uma aparição advinda de uma outra dimensão paralela à nossa - e uma manifestação da memória atômica dos ambientes: - simplesmente fantasmas autênticos são vibrações energéticas, vultos diáfanos, não usam roupas! O caso acima, portanto, é típico da captação momentânea de uma onda - um flash espontâneo da memória atômica da Natureza preservada nos ambientes!

 

Que é o "passado", e que é o "futuro" - a não ser uma linha contínua, onde NÓS e todos os eventos se produzem e se movimentam? Tudo é mesmo muito relativo. Se eventualmente toda a nossa civilização vier a ser extinta, nada mais dela restando (o que inclusive não está muito longe de acontecer!), quem sabe se num futuro distante alguém venha a suspeitar que uma "perdida civilização" dispunha de "discos fantásticos", capazes de guardar imagens, sons, e cenas passadas? Logicamente, esse alguém seria chamado de visionário, e talvez louco.

 

Onda do Tempo, alucinante espécie de magia, onde tudo se torna mesmo possível. E não é mesmo verdade que NÓS - também e de certa forma - dispomos dos nossos sofisticados "Cronovisores", nos quais podemos voltar ao passado, assistindo nas nossas multicoloridas telas as cenas e os sons que se desenrolaram há muito tempo atrás - vívidas com se estivessem acontecendo hoje....

 

..... Assim como podemos "reviver" aqueles que já se foram - por breves instantes, cheios de vida, diante dos nossos olhos, como se subitamente pudessem retornar dos insondáveis meandros do passado, do espaço e das dimensões? Raios catódicos, ondas de luz, direção do "tempo", "espelho mágico", um tanto ou quanto diabólico - tal como nas velhas lendas uma experiência a nos ensinar a suprema capacidade de sermos humildes - de jamais duvidarmos das possibilidades possíveis - de reconhecermos que nem sempre as grandes verdades, veladas através dos tempos, são mesmo "lendas" no estrito sentido desse termo..... "Maquina do tempo", onde o próprio "tempo" e as distâncias se anulam e, por outro lado, pateticamente clamam! Enfim, aquilo que chamamos de "Tempo" simplesmente não existe. Tudo parece ser linear e muito relativo, dependendo apenas da nossa percepção, ainda muito restrita, verdadeiramente limitada - uma vez que o Tempo, na medida em que o vivenciamos e o conhecemos, absolutamente não existe em escala cósmica. Uma vez que tudo se passaria como exatamente já escrevera Tom Wolfe: - "O tempo está no início e no fim de cada vida humana, e cada homem tem seu tempo, seu tempo diferente".

 

Próxima Página

Página Anterior

Descent music