Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

MISSÃO OBSCURA! - II

"Chama-me e Eu te responderei, e contar-te-ei prontamente sobre coisas grandes e incompreensíveis que não sabias"

(Jeremias, Cap 33, Vs. 3)

 

O caráter mágico de adoração estelar todavia não se encerrou desde os tempos do Antigo Egito - CONTINUA em pleno curso na NASA! Por sinal, o nome "NASA" deriva do antigo idioma Hebreu, literalmente significando: - "Ascender ao Paraíso". Acima, vemos o logotipo das próximas e futuras missões de exploração espacial, as quais farão parte de um Projeto especificamente denominado.... ÓRION! Como sempre a letra "A" de Osíris, também a estrela Sirius (associada à deusa Ísis) e, em destaque, as três mais brilhantes estrelas do Cinturão de Órion: - ALNITAK, ALNILAM E MINTAKA!

 

Aqui, através dessa magistral fotografia, tomada aqui na Terra mesmo, vemos o MESMO alinhamento existente entre SIRIUS e aquelas três mais brilhantes estrelas da Constelação de Órion. Linda imagem, não? Sim, e era exatamente ESTE - PRECISAMENTE ESTE! - o alinhamento RITUAL em que os Antigos Egípcios celebravam o RENASCIMENTO DE OSÍRIS - No momento em que Ísis, ao se erguer no Horizonte, deixava o "mundo dos homens" para galgar o "Mundo dos Deuses"! E foi EXATAMENTE ESTE - PRECISAMENTE ESTE e nenhum outro - o alinhamento que ESTEVE PRESENTE NOS HORIZONTES DA LUA, EM TODAS AS MISSÕES APOLLO DA NASA - COMO TAMBÉM NOS POUSOS NÃO TRIPULADOS DAS SONDAS, POSTERIORMENTE LEVADOS A EFEITO EM MARTE! E as localizações desses pousos sempre obedecendo ao número mágico de Cydonia e Egito: 19,5 GRAUS de elevação, ou então seus múltiplos - como também na mágica posição dos 33 GRAUS de localização! Fantástico? Sim, e membros da própria NASA confirmaram a Hoagland as suas suspeitas nesse sentido: - REALMENTE a NASA obedece a essa conjunção estelar em todas as suas Missões! Meras coincidências? NÃO! ABSOLUTAMENTE NÃO! Foi (e ainda é) tudo mesmo deliberado, cuidadosamente planejado!

 

Tudo planejado - tudo mesmo deliberado, de modo a REVIVER a Antiga e Sagrada religião Egípcia, a qual teve os seus expoentes na Tríade Osíris, Ísis e Hórus! Pois, diz a Antiga Tradição, a Religião Egípcia não morreu, os seus Deuses estão apenas "adormecidos"! Hoagland revela ainda que as Missões da NASA, além de obedecerem ao preciso alinhamento estelar e sagrado desses Deuses, para eles deixaram reverentes "oferendas" ao partirem da Lua! Pois, assim como todas as religiões modernas, aliás, os Astronautas não deixam de fazer as suas "oferendas" àquelas antigas divindades estelares! E essas "oferendas" místicas da NASA foram deixadas justamente através dos módulos que levavam os Astronautas aos pousos, os quais eram lançados ao solo lunar nos momentos das partidas, quando de volta à Terra. O que continham? Só Deus sabe! Misticismo, Esoterismo puro, uma alucinante espécie de Magia? Sim, sem qualquer dúvida! Mas, orquestrada POR QUEM? (FOTO: © insecula.com)

 

Talvez nunca chegaremos a saber - não ainda! DARK MISSION nos faz ainda espantosas revelações sobre a última missão tripulada à Lua - precisamente a Apollo-17. Note-se, no seu logotipo acima, a sempre presente águia (ou seria uma homenagem a Hórus, o Falcão Celeste?) e as mesmas três estrelas do Cinturão de Órion: ALNITAK, ALNILAM E MINTAKA!

 

E para começar, vamos, agora, examinar o mapa dessa região lunar. Veja o curioso lugar onde a Apollo-17 pousou, assinalado pela cruz vermelha, à direita. Estranho, não? Que outro lugar, e que muito mais logicamente, VOCÊ, por exemplo, escolheria para pousar um módulo, senão o bem ao lado, e bem próximo - um lugar por sua vez plano e extremamente propício, que seria justamente o Mar da Serenidade?....

 

Mas, bem ao invés disso, e muito estranhamente, a NASA (ou alguém) escolheu para o pouso da Apollo-17 exatamente esse local cuja imagem você vê acima, precisamente Taurus-Littrow, absolutamente perigoso e escarpado, porém sempre obedecendo ao posicionamento dos constantes do Grau 19,5. Seria uma temeridade pousar em um lugar desses, o que, pelo fato de implicar em um alto risco para os Astronautas, tendo estes que pousar em meio a altas escarpas e a uma profusão de crateras, exigiu extrema habilidade e perícia da sua tripulação. Porém era necessário, uma vez que aquela Missão tripulada da NASA tinha um objetivo bem claro - um objetivo além de tudo muito, MUITO específico:

 

Precisamente um local (seta) que recebeu o curioso nome de Sculptured Hills - COLINAS ESCULPIDAS! Contudo, tais "colinas esculpidas" (sabe-se lá por quem) não eram bem o alvo desejado, mas, sim....

 

SOUTH MASSIF, um local extremamente "interessante" que já fora detectado por missões anteriores da NASA e que, durante a aproximação do Módulo, exibiu aos Astronautas uma profusão de destroços luminosos, brilhando ao seu redor! Um local muito "interessante" que seria agora, enfim, explorado in loco pela Missão Apollo-17.....

 

..... Um local estranhamente branco e que decididamente não se tratava propriamente de um "maciço", mas, sim, DE UMA ANTIGA ESTRUTURA HEXAGONAL, OCA E DESTRUÍDA - destruída ou, quem sabe, bombardeada em um conflito bélico ocorrido em tempos muito remotos e esquecidos!

 

Aqui, uma visão da Missão Apollo 17 tendo, ao fundo, South Massif - aparentemente uma montanha lunar como outra qualquer, não fosse a sua muito destoante tonalidade branca, muito branca - algo, aliás, inédito e inexistente em toda a face da Lua.....

 

.... Aqui visto através de foto da Missão Apollo-17, tomada com maior aproximação. Contudo, o quê realmente desejava explorar a NASA mediante a realização dessa arriscada Missão?

 

Simplesmente explorar aquilo que ela mesmo, a NASA, denominara: - "REGIÃO DE ACESSO". Mas, "Região de Acesso" para se chegar a QUÊ exatamente? Um "Acesso" para ONDE?

 

Justamente uma "Região de Acesso" ao INTERIOR do majestoso complexo artificial destruído de South Massif - uma entrada precisamente localizada em um do seus pontos mais notáves e chamado de "Cratera" NANSEN - situado, claro, aos exatos 19,5 Graus!....

 

..... Exatamente ESTA entrada de "acesso"....

 

..... E aqui melhor visualizada! Hoagland denunciou que todas as missões da NASA sempre se utilizam de dois tipos de câmeras: uma que toma as imagens em preto e branco e a outra (e mais importante), em cores. Contudo, as imagens em cores são proibidas, a não ser que devidamente autorizadas - isso, claro, de modo a esconder alguns preciosos, evidentes, além de muito embaraçosos detalhes!

 

Aqui, uma outra visão da tal "Região de Acesso" - uma entrada situada em meio à destruição reinante - uma destruição a qual, talvez há muitos milênios, causara o colapso parcial daquela outrora imponente estrutura!

 

E aqui, uma outra foto, já tomada em cores porém (e, é claro) convenientemente desfocada, de um dos Astronautas da Apollo-17 penetrando na tal "Região de Acesso". Nesse exato momento, um tenso diálogo foi travado entre os membros daquela Missão, tendo (mas só "oficialmente") Eugene Cernan desligado a sua câmera enquanto explorava o interior daquele misterioso complexo. Jamais saberemos o quê, de fato, o perplexo Astronauta encontrou lá dentro - com qual terrível verdade teria ele se defrontado!

 

Outro parênteses nosso: - teria sido "aquilo" que o Astronauta Cernan da Missão Apollo-17 viu em Nansen? Exatamente aquilo que a misteriosa imagem mostrada no excelente documentário THE ORION CONSPIRACY silenciosamente exibiu na sua seqüência final, sem contudo revelar maiores detalhes?.... (FOTO: © The Orion Conspiracy)

 

..... Teria sido, então, EXATAMENTE ISSO? Acreditamos que muito provavelmente FOI! E, se foi, o quê exatamente o Astronauta da NASA teria encontrado lá dentro, em meio a essa paisagem tipicamente lunar, devastada e soturna? (FOTO: © The Orion Conspiracy)

 

Jamais o saberemos! Contudo, faz-se necessário aqui mais um outro parênteses nosso: - existe um filme proibido que mostraria os Astronautas da Apollo-17 tendo um encontro com um alienígena do tipo gray, não se sabe no interior da tal entrada de acesso a South Massif, ou em um outro lugar da Lua. As imagens existem, mas, e como sempre, através de quadros desfocados - algo bem típico dos costumeiros procedimentos de acobertamento da NASA.

 

Vejamos, então, a mesma imagem anterior, já no seu correspondente negativo. O alien seria a figura branca situada na extremidade direita do frame. Que é lá muito estranho, lá isso é, uma vez que não se tratava de nenhum dos Astronautas da Missão Apollo-17! O quê, ou QUEM, teria sido então?

 

Bizarro? sim! Mas - lembremos, por oportuno - foi justamente nas proximidades de South Massif que os Astronautas daquela Missão encontraram essa misteriosa máquina avariada. Oficialmente (isto é, aquilo que a NASA oficialmente afirmou ser) tal anomalia se tratava apenas de uma simples "rocha".

 

Porém havia ainda algo mais! Também nas proximidades de South Massif, já no interior de uma outra "cratera" chamada Ballet, os Astronautas fotografaram uma profusão de DESTROÇOS MECÂNICOS, além de um solo em muito diferente, extremamente destoante da tradicional paisagem lunar:

 

Um solo LARANJA, revestido de TITÂNIO - algo absolutamente incomum na Lua. E apesar de a NASA ter afirmado que não se tratava de algo muito surpreendente, sabemos que o Titânio é um metal extremamente forte e resistente - por isso mesmo LARGAMENTE EMPREGADO NA CONSTRUÇÃO DE ESPAÇONAVES, até mesmo pela própria NASA! Então, podemos deduzir que os inúmeros destroços metálicos ao fundo da Cratera Ballet foram provenientes de uma astronave acidentada ou, quem sabe, ABATIDA em um confronto, ocorrido há muitos milhares de anos atrás - quando o atual homem, o habitante da Terra, sequer sonhava em chegar à Lua! Aliás, como se pode ver no seu próprio Site oficial, a NASA admite que existem ANTIGOS TRAÇOS DE RADIAÇÃO NA LUA! Radiação Nuclear, vestígios de uma guerra?

 

Quem sabe! O que reforça essa muito lógica suposição, é exatamente aquilo QUE ESTAVA EM MEIO AOS DESTROÇOS DA CRATERA BALLET: - uma estranha cabeça decepada! Retorne à foto maior, bem a do fundo da cratera, e poderá vê-la! Aliás, tal acidente na paisagem lunar poderia não se tratar de uma "cratera" propriamente dita, porém do estrago causado pelo violento impacto de uma antiga astronave contra o solo! (FOTO: © entreprisemission.com)

 

E aqui, Hoagland nos mostra - também em meio à profusão de destroços naquela cratera - a ampliação de uma grande peça metálica avariada. Nela, podemos até discernir alguns tubos de conexões na sua parte superior. (FOTO: © entreprisemission.com)

 

Nesse sentido, o Site da NASA nos mostra esses estranhos fragmentos vitrificados, trazidos da Lua pelos Astronautas da Apollo-17. Em outras palavras, apesar das "explicações" oficiais, trata-se de TECTITES - vitrificações resultantes de explosões nucleares! Claros vestígios de um antigo confronto bélico?

 

Que há estranhas ruínas na Lua, além de certas "crateras" muito suspeitas, não restam mais quaisquer dúvidas! Ken Johnston, o mesmo ex-funcionário da NASA que desobedeceu ordens superiores para destruir milhares de fotos comprometedoras tomadas SOBRE a Lua e Marte, como também nas suas superfícies, auxiliou Hoagland na sua pesquisa para a elaboração de DARK MISSION. Nessa imagem proibida, dessa feita relativa à Missão Apollo-14 e cedida por Ken Johnston, vemos um Astronauta nas proximidades de um imenso paredão vítreo, possivelmente próximo a um dos inúmeros domos lunares! Essa imagem, foi posteriormente mascarada pela NASA de modo a fazer "desaparecer" tal anomalia. Aliás, vários membros dos quadros da NASA igualmente revelaram a Hoagland que esse procedimento é algo usual dentro da NASA - ou seja, mascarar e deturpar fotos e evidências de modo que não cheguem ao conhecimento do público e da Imprensa, além de suprimir as verdadeiras cores presentes nos solos da Lua e de Marte, falsamente transformando-os em lugares cinzas, avermelhados e monótonos! (FOTO: © enterprisemission.com)

 

E aqui DARK MISSION também nos mostra a imagem de um curioso pôster do consórcio NASA/BOEING, relativo às futuras missões tripuladas ao espaço sideral. Muito sutilmente, nela vemos dois Astronautas.... EM MEIO A RUÍNAS MARCIANAS! O Presidente George W. Bush, no ano de 2004, compareceu às dependências da NASA, praticamente como que intimando-a, e insistiu em "Retornar com a máxima urgência à Lua" (e o quê exatamente ele queria por lá?), chegando mesmo a solicitar ao Congresso uma valiosa soma para tal iniciativa. Contudo, desde a época do seu pai, o qual também fora Presidente e detentor da mesma idéia, tal iniciativa foi estranhamente abortada e sabotada - não se sabe como e por que - enfim, por razões totalmente ignoradas. Seria porque há perigos na Lua? Haveria nela, perigosamente infiltradas, forças e entidades desconhecidas, muito poderosas e ameaçadoras - em outras palavras, outras entidades - isto é, os atuais "proprietários" do nosso (?) satélite, os quais impediriam o acesso dos humanos terrestres nos seus atuais domínios? Ou haveria por lá uma verdade a qual seria proibido à humanidade conhecer?

 

Jamais o saberemos. Há, contudo, aqueles que SABEM, e o sabem muito bem! Voltemos, então, à Missão Apollo-17. Aqui vemos, mais uma vez, um do seus Astronautas, Eugene Cernan, precisamente o Comandante daquela Missão, aquele que penetrou na tal "Região de Acesso", em Nansen, caminhando pelo solo lunar - precisamente aquele que viu coisas fantásticas em South Massif! Talvez apenas mais um dos vários outros dos seus colegas que tenham colidido com uma verdade cruel e estarrecedora, sendo, porém - e tal como aconteceu com todos os outros que o precederam - vergonhosamente obrigados a silenciar.

 

E aqui vemos o mesmo Cernan, à direita em uma imagem atual, durante uma cerimônia comemorativa dos 25 anos da Missão Apollo-11 para a qual fora convidado. Cernan, nessa ocasião, foi o protagonista de uma curiosa reação: - ao ser chamado pelo Presidente Bush para subir ao palco e se pronunciar, simplesmente, e através de uma atitude considerada deselegante, simplesmente se recusou a fazê-lo, permanecendo em total silêncio. E notadamente a sua rude fisionomia chamou a atenção de todos os presentes e até mesmo da Imprensa! O ex Astronauta, justamente aquele mesmo que viu coisas fantásticas e talvez perigosas demais em South Massif, assim como todos os demais Astronautas das Missões anteriores da NASA, certamente fazia um silencioso protesto - saberia que retornar à Lua implicaria em perigos. Que seria, talvez, uma temeridade - ou, então, fazia um silencioso porém muito expressivo protesto em razão da sistemática supressão da verdade que há muito tempo vem sendo produzida pela NASA - e que, no entanto, muito lamentavelmente ainda continua! (FOTO: © DARK MISSION)

 

Qual o terrível segredo, então, que a NASA e o seu Governo guardam assim tão ciosamente e a "sete chaves"? Abramos, portanto, mais um parênteses, retornando ao excelente documentário THE ORION CONSPIRACY, de Seb Janiak - assunto este que, aliás, já abordamos em uma página anterior deste nosso Site. Lembram-se do lema que o seu grupo de pesquisas criou para aquele excelente (e além de tudo muito revelador) documentário?..... (IMAGEM: © theorionconspiracy.com)

 

..... Acreditamos que sim, o lema era: - "AS ÚNICAS COISAS NOVAS SÃO AQUELAS QUE FORAM ESQUECIDAS"! Vimanas, máquinas voadoras na antiga ìndia; aeronaves esculpidas no portal de um milenar templo egípcio, e assim por diante. Por conseguinte, não há NADA DE NOVO, NADA DE NOVO MESMO! Então, já não há mais necessidade de segredos! O nosso mais remoto e esquecido passado dar-nos-á, finalmente, a resposta espantosa, final e conclusiva a esse tão intrigante e estonteante mistério:

 

Atlântida, Lemúria - civilizações muito antigas e avançadas que, segundo as mais Antigas Tradições e as mais velhas lendas, nos precederam. Ambas destruídas após uma catástrofe não identificada, a qual literalmente as varreu da face da Terra - da mesma forma como aconteceu com algumas das suas COLÔNIAS. Uma guerra travada entre elas.... Ou contra algo que veio "de fora"? Lendas, lendas e Tradições! Mas até que ponto as lendas seriam mesmo e tão-somente meramente "lendas"? Ambas civilizações extremamente avançadas as quais possuíam tecnologias ainda hoje insuspeitas - sequer sonhadas pelos homens, como também jamais ainda alcançadas pela Ciência do nosso moderno e tão decantado Século XXI. Civilizações que espalharam pela face da Terra a sua sabedoria, os seus suntuosos templos, as suas geométricas pirâmides.....

 

....Geométricas pirâmides e ruínas de velhos templos, tais como também espalhados pela superfície da LUA......

 

.... Como igualmente por toda a superfície de MARTE......

 

Como também.... Geométricas pirâmides e velhas ruínas - aqui mesmo na TERRA, e mediante idênticas arquiteturas! Portanto, não fomos os primeiros e sequer seremos os últimos! A Grande Aventura Cósmica, uma antiga colonização espacial, não viera de "lá de fora", porém PARTIRA DAQUI MESMO! Enfim, o mistério que a NASA e o seu Governo tanto guardam, se resume mesmo no parágrafo final do excelente livro DARK MISSION, de Richard C. Hoagland e Mike Bara, o qual principia com as célebres palavras de Neil Armstrong, Comandante da Missão Apollo-11, quando tocou os seus pés pela primeira vez no solo da Lua (grifos nossos): "- Este é um pequeno passo para o Homem e um grande salto para a Humanidade"- O quê realmente Armstrong reconhecia para uma "audiência oculta", em código naquela noite. Ele representava o "Homem" pisando na superfície da Lua, talvez pela primeira vez APÓS DEZ MIL ANOS. - que a raça humana ("Homem") é apenas um ramo de uma imensamente grande, imensamente mais antiga, infinitamente mais dotada de conhecimento, PORÉM GENETICAMENTE RELACIONADA À RAÇA HUMANA, e da qual, de algum modo, estamos engatinhando nas cinzas de um GRANDE CIVILIZAÇÃO de modo a fazer O MESMO QUE ELES O FIZERAM - para viajar para outros mundos e tocar a Face dos Deuses..... Essa é A VERDADEIRA HISTÓRIA DA RAÇA HUMANA, a razão clandestina para a criação do nome "APOLLO"... Senão a mais suprema "Missão Obscura" para a existência da própria NASA? Seria essa a "Máscara Protetora da Verdade" que Armstrong implorou para o povo jovem da América REMOVER na celebração do vigésimo quinto aniversário da Apollo-11?

 

Agradecemos sinceramente ao nosso estimado amigo e visitante João Cláudio da Costa (EUA) pela valiosa e inestimável colaboração prestada para a elaboração dessa página!

CLIQUE NO BOTÃO "VOLTAR" DO SEU NAVEGADOR

PARA RETORNAR À PÁGINA ANTERIOR

* LEIA O LIVRO E VISITE O SITE DO AUTOR DE DARK MISSION, RICHARD C. HOAGLAND:

www.enterprisemission.com

 

Tripods