Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

ACHTUNG!

"Os atores aprendem a "colocar a voz". Quando aprenderemos a "colocar" a atenção?

(Louis Pauwels & Jacques Bergier - O Despertar dos Mágicos)

 

Adolf Hitler, ditador da Alemanha durante um dos mais cruciais períodos da História do Século XX, foi o responsável pela eclosão da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), após ter tornado aquele país a maior potência militar do planeta. Personagem enigmático da História, todos aqueles que o conheceram viram nele um intermediário entre forças muito maiores e desconhecidas. Na verdade, tornou-se o supremo dirigente de uma sociedade secreta que exotericamente, isto é, externamente, se escondia sob o nome do Nacional Socialismo, ou nazismo. Um dos seus "mestres espirituais", por assim dizer, cujo nome era Rauschning enigmaticamente afirmava que: - "No fundo, todo alemão tem um pé na Atlântida, onde procura uma pátria melhor e um melhor patrimônio".

 

A foto mostra Hitler com alguns dos seus mais altos e fiéis oficiais: Keitel, Goebbels e Bormann. Esse grupo de "iniciados" em uma misteriosa sociedade secreta, cujo nome era Tule (aliás o mesmo nome de uma perdida civilização glacial, pátria dos Hiperbóreos, uma ilha desaparecida no extremo norte do planeta), foi fundada em 1910 por um certo Felix Niedner. Sociedade secreta esta que foi o centro mágico do nazismo, posteriormente denominada "Ahnenerbe", a qual seguia os passo dos ensinamentos de Hitler que, conforme as palavras que deixou, consistiam basicamente de que: - "A Criação não está terminada. O homem atinge nitidamente uma fase de metamorfose. A antiga espécie humana já entrou no estágio de desaparecimento. ... O motivo da luta que se realizará mais tarde é o advento dos Filhos de Deus. Toda força criadora se concentrará em uma nova espécie. As duas variedades evoluirão rapidamente em discordância. Uma desaparecerá e a outra desenvolver-se-á. Ultrapassará infinitamente o homem atual....". Baseado na crença da supremacia da raça ariana, Hitler buscava nas regiões mais remotas do planeta o contato com antigas civilizações perdidas e, principalmente, as suas esquecidas fontes de tecnologia, visando evidentemente a empregá-las para estabelecer um reinado que "duraria mil anos sobre a face da Terra", governado pela nova raça a qual chamava de "Homens-deuses". Expedições nazistas foram comprovadamente enviadas ao Tibete e até mesmo à Floresta Amazônica Brasileira, nesse caso em busca das três cidades perdidas (Akhaim, Akhanis, Akhakor) em uma das quais os "deuses" teriam deixado há milênios um certo objeto que já começara a emitir sinais!

 

A "mutação biológica" necessária ao advento do "homem-deus", conforme apregoada pelo nazismo, consistia em eliminar o que os seus teóricos consideravam como "raças inferiores", notadamente os Negros, os Ciganos e os Judeus, todos, segundo eles, não descendentes dos milenares ancestrais da pura raça ariana. A "solução final" adotada por Hitler consistiu no extermínio em massa desses povos, principalmente sob o comando de Heinrich Himmler, o qual recebera diretamente de Hitler a ordem de prioritariamente suprimir de cinco a seis milhões de Judeus! O tal objetivo - também teorizado por Alfred Rosenberg - era de criar uma raça superior, "um povo privilegiado que deveria subjugar o mundo e governá-lo", fez parte da tal organização que cada vez mais se tornava secreta e poderosa. Porém, curiosamente e movido pela necessidade de apoio dos seus aliados na guerra, Hitler abriu mão dessa filosofia e em 1940 declarou os japoneses, muito embora não pertencentes à raça ariana branca, como "arianos honorários"!

 

Além disso, quando a guerra findou, as forças aliadas ficaram também surpresas com o estranho tipo de material que capturou, mostrando esquemas relativos a uma tecnologia talvez milhares de anos à frente daquela época. E ficaram mais surpresas ainda quando obtiveram fotos dessa tecnologia futurística em plena operação, além dos depoimentos dos cientistas alemães capturados que comprovavam o fato de que uma misteriosa ajuda de certas forças desconhecidas foi a responsável direta pelo fornecimento dessa extemporânea e fantástica tecnologia. Certas forças que seriam ALIENÍGENAS, conforme mais tarde tacitamente afirmaria o Professor Herman Oberth, o pai dos foguetes nazistas e, depois da guerra, a serviço dos EUA! O próprio Hitler afirmava que (grifos nossos): - "Estou fundando uma ordem. É de lá que sairá a segunda categoria, a do homem medida e centro do mundo, do homem-deus. O homem-deus, a figura esplêndida do Ser, será como uma imagem de culto. Mas existem OUTRAS CATEGORIAS DE QUE NÃO ME É PERMITIDO FALAR".

 

Aliás, o interesse nazista pelos UFOs parece ter principiado bem antes do início da guerra pela queda de um desses aparelhos alienígenas na longínqua Spitisbergen (atual Svalbard), nas proximidades do Pólo Norte. Sabe-se que os restos do UFO foram capturados por tropas alemães - e isso possivelmente com alguns dos seus tripulantes humanóides ainda vivos! Daí parece ter sido estabelecido uma espécie de acordo para o fornecimento dessa tecnologia, mais tarde aproveitada no desenvolvimento dos Discos Voadores nazistas. Pode ter se tratado de uma "isca", assim como se suspeita ter ocorrido muito mais tarde o Caso Roswell, em 1947 no Novo México, EUA. "Acidentes" forjados como um pretexto dos aliens para se aproximar das grandes potências beligerantes da terra e, certamente com escusos interesses por trás de tudo, fornecer parte da sua tecnologia em troca de certos favores, ou quem sabe se livrar da incômoda presença dos seres humanos na Terra para dela tomar posse um dia, quem sabe estimulando assim por trás dos bastidores a nossa própria destruição.

 

"Os Discos Voadores foram idealizados em 1942 na Itália e na Alemanha" - dizia a manchete desse jornal....

 

"A esfera voadora, uma arma ítalo-alemã?" - perguntava essa outra...,.

 

...... Uma pergunta cuja incrível resposta era: SIM!

 

E não se tratava de mero sensacionalismo jornalístico. Os Discos Voadores alemães, os quais Hitler chamava de Wunderwaffen, algo que soa como "maravilha voadora", existiram de fato! E até mesmo chegaram a voar em fase de testes!

 

Algo que em princípio poderia parecer fantasia ou mito, porém as espantosas evidências encontradas provaram exatamente o contrário!

 

E conforme nos mostra essa velha foto, esse estranho "choque de tecnologias" pode ser verificado mediante o contraste existente entre o automóvel mais "moderno" daquela época e o enorme Disco Voador nazista pousado bem ao seu lado. Uma tecnologia ainda hoje desconhecida e muito tempo à nossa frente - e além de tudo, segundo esquemas técnicos encontrados, totalmente invisível aos radares!

 

O mesmo choque tecnológico que pode ser visto nessa outra imagem da época, numa foto capturada pelas tropas aliadas ao fim do conflito mundial.

 

Também os caças aliados chegaram a encontrar nos céus essas estranhas máquinas voadoras, chamadas de Foo Fighters, não se sabendo com exatidão quanto à ocorrência de confrontos diretos com elas.

 

Aqui, uma outra imagem nos mostra um moderno caça da época tendo ao lado um artefato voador muitos milênios à sua própria frente!

 

Seriam os UFOs nazistas um mero blefe de propaganda, ou quem sabe um mito? DE MANEIRA ALGUMA! O assunto é real e bastante sério. Veja, por exemplo, o esquema técnico acima mostrando uma tecnologia ainda hoje inalcançável! Curiosamente, esses Discos Voadores possuíam vários modelos, os quais sempre eram batizados com nomes místicos de divindades, ou então de certos simbolismos inciáticos ou cósmicos - como, por exemplo, Andrômeda, VRIL e ODIN. Acima, vemos o intrincado esquema do Projeto VRIL-ODIN.....

 

...... E aqui, um deles em pleno vôo. ODIN era um poderoso deus da mitologia Nórdica!!!

 

E este era o esquema do VRIL. Segundo a Tradição, VRIL era o nome de uma poderosa força cósmica também utilizada pelos deuses nórdicos e que teria sido empregada por perdidas civilizações que habitaram a Terra!

 

..... E aqui está um VRIL também em pleno vôo!

 

E aqui, vemos uma foto tomada de bordo de uma aeronave mostrando um outro Disco Voador nazista no ar. Tratava-se de um avançado tipo de tecnologia bélica que certamente poderia ter decidido os destinos da guerra, porém, talvez enfrentando outras despesas para manter as diversas frentes de batalha, tal projeto pode (em princípio) jamais ter passado da fase de testes. Possivelmente nunca saibamos a verdadeira razão. Mas o fato de alguns deles terem sido guardados e não empregados diretamente em combate pode ter uma razão bem mais lógica do que possamos supor:

 

Estamos nos referindo a uma certa expedição da Alemanha nazista de Hitler levada a efeito nos anos de 1938/1939 e, portanto, antes do início da Segunda Guerra Mundial. O objetivo era fundar uma base secreta nazista no continente gelado da Antártida, a qual teria o nome de Neu-Schwabenland.

 

Alfred Ritscher foi o o oficial alemão e o cientista responsável por aquela expedição.

 

As fotos da época nos mostram aviões, navios, cientistas e tropas dirigindo-se ao continente gelado da Antártida.

 

Nessa outra imagem, um aeroplano nazista é lançado de um navio de apoio logístico, também rumo à Antártida.

 

E os mapas alemães da época mostravam claramente os contornos de Neu-schwabenland - precisamente em uma isolada região antártica denominada "Terra da Rainha Maud".

 

E neste outro mapa podemos ver esses contornos muito bem delineados. O objetivo era fundar uma base super secreta e altamente fortificada sob os gelos eternos da Antártida. Mas, para QUAL finalidade? O quê poderia ter havido por trás de tudo isso? Continuemos, então, a examinar algumas chocantes evidências.....

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

Próxima Página

Página Anterior

BLOOD music