Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

POR TRÁS DOS BEM GUARDADOS PORTAIS

"E a despeito da nossa tecnologia, a despeito das asas ligeiras que diminuíram o tempo das viagens, a despeito das vozes instantaneamente ouvidas à distância pelo rádio.... Há, ainda, uma vastidão desconhecida, um limbo nebuloso que amedrontava os nossos antepassados"

(Martin Ebon - The Riddle of the Bermuda Triangle)

 

Essa "coisa" que você vê acima esteve exposta no Museu Britânico por algum tempo em 2005 e nos mostra, segundo a descrição, "um homem primitivo a caminho do supermercado"..... E até mesmo empurrando o seu tradicional carrinho de compras! Logicamente um embuste, uma grosseira farsa, o engraçadinho que "plantou" isso no museu obviamente, e talvez sem o querer, de certa forma tornou-se parte da vergonhosa conspiração que tudo faz para desmoralizar assuntos sérios e da mais alta relevância, como é a realidade de uma avançada tecnologia no remoto passado terrestre. O mais espantoso de tudo isso é que a roda, segundo consta, somente foi inventada na Mesopotâmia há 5500 anos e o tal carrinho de compras nos EUA, precisamente em 1937. Como pôde, então, o tradicional e tão conservador Museu Britânico permitir expor aos olhos do público tal vergonhosa falácia, uma deslavada e pré-fabricada fraude? Qualquer criança logo descobriria esse grosseiro embuste - diante da repercussão do fato logo classificado como "uma brincadeira de um particular" - e que, ao que tudo indica, sequer foi devidamente examinado pelo seu corpo de museólogos. Porém, apesar dessas manobras de descrédito, existem certos "portais" profanos muito bem guardados, bem atrás dos quais esses gozadores (que lamentavelmente se espalham por todo o mundo), SABEM existir certas coisas que, se acaso devidamente reconhecidas e reveladas ao grande público, não só acabariam com as suas pomposas carreiras, como também invalidariam todos os seus títulos de sabedoria em questão de segundos. Vejamos, então, certas coisas bem interessantes que eles não fazem questão alguma de nos mostrar:

 

Montanhas inteiras esculpidas desde tempos imemoriais - não se sabe exatamente COMO e por QUEM - espalham-se por todo este nosso pequeno mundo, atestando assim que não somos a primeira civilização tecnologicamente evoluída a habitá-lo. Muito embora alguns setores mais ortodoxos rejeitem com veemência tais gritantes evidências, para total desespero deles esses bizarros e além de tudo inexplicáveis monumentos existem mesmo. Na foto, visto do ângulo da Zona Norte da Cidade do Rio de Janeiro, a escala menor daquilo que é sua "marca registrada": um gigante-deitado formado pelo Morro do Corcovado!

 

O Morro do Corcovado, sobre o qual se assenta a famosa imagem do Cristo Redentor, volta-se para a Enseada de Botafogo, na qual outra enorme montanha, o famoso Pão de Açúcar, ostenta a forma de um esfinge leonina que adentra as águas da Baía de Guanabara (Foto). Veja as três faces dessa mesma espantosa moeda: as "orelhas" direita e esquerda SÃO IDÊNTICAS, ambas moldadas através de um talho único - gigantesco e retilíneo - na rocha bruta desde uma altitude de mais de 700 metros! Agora observe a imagem central, o rosto dessa esfinge, e honestamente responda: - poderia tudo isso se tratar de um mero capricho da Natureza? Importante ressaltar que, quando visto do alto mar, esses complexos rochosos - juntamente com a distante Pedra da Gávea - mostram a silhueta de um outro verdadeiro "gigante", dessa feita formado por nada menos que 18 quilômetros da cadeia montanhosa que cerca toda a cidade! Mera coincidência? Logicamente que NÃO!

 

Principalmente quando vemos essa mesma montanha, o Pão de Açúcar, ainda por este outro ângulo. Além da imensa esfinge leonina, ainda temos no topo o "Rosto do faráo" e na sua lateral esta colossal "Íbis", ou coisa parecida, que projeta a sua imagem cada vez mais nítida de acordo com movimentação do Sol no firmamento, parecendo um majestoso pássaro querendo alçar vôo e ganhar o céu! NÃO; DECIDIDAMENTE ISSO NÃO É COINCIDÊNCIA!

 

Assim como jamais poderia ter se tratado de mero acaso a existência dessa antiqüíssima bateria, até bem pouco tempo exposta no Museu de Bagdá. A idade de tal extemporâneo artefato - encontrado em meio às antigas escavações efetuadas na região do Iraque e cuja procedência é totalmente desconhecida - remonta há milhares de anos. E espantosamente, TAL COMO NAS NOSSAS MODERNAS PILHAS E BATERIAS, um elemento químico desconhecido permeava um núcleo bastonado central de modo a armazenar e distribuir um determinada carga de eletricidade!

 

E que tal..... ISSO? Guardado no famoso Smithsonian Institution, vemos na foto a imagem de um crânio pré-histórico ostentando uma perfuração de saída produzida por um desconhecido projétil - igual, ou pelo estrago que foi causado (chegando a dividir o crânio), talvez muito melhor do que aqueles disparados pelas nossas modernas armas de fogo!!! Quem sabe uma espécie de Laser? Aliás, o Smithsonian Institution vem sendo acusado e também denunciado através dos tempos, pelo fato de esconder inúmeras provas relativas à existência das avançadas civilizações que nos precederam - como também de ocultar inúmeras provas das mais insólitas tecnologias existentes no nosso remoto passado..... (FOTO: © Dave Hunt, Smithsonian Institution)

 

..... Como, por exemplo, esqueletos gigantes tais como esse aí da foto. Note-se o estranho sarcófago bem ao lado. Tudo isso prova aquilo que as mentalidades mais evoluídas e abertas para a verdade já pressentiam desde muito tempo: O HOMEM NÃO DESCENDE DOS PRIMATAS. E principalmente que a sua presença aqui na Terra (originária sabe-se lá de onde) é muito mais antiga do se divulga.... E dessa forma também conflitante com tudo aquilo que erroneamente é ensinado nos convencionais compêndios de Paleontologia, História e até mesmo Biologia!

 

E escondem muito mais ainda que a nossa Terra já foi visitada e até HABITADA desde tempos imemoriais por seres originários de outros mundos - possivelmente advindos de inúmeras orbes espalhadas pela imensidão do espaço sideral! Na foto, outra insólita "curiosidade", dessa feita AUTÊNTICA, pintada em uma caverna norte-americana pelos chamado "homem primitivo". Simplesmente notável! Vemos duas criaturas de pequeno porte, usando capacetes e, ao seu lado, nada menos que a nítida representação de um UFO em movimentação ascendente!

 

Comprove através do negativo. Até mesmo podemos ver as aberturas, ou quem sabe as luzes, na base do UFO! O 'homem-macaco" que pintou isso com tanta fidelidade e tamanha exatidão de detalhes era, de fato (e apesar de "primata desenvolvido" assim como pregam os sábios) um artista bastante notável! O fato é que essas antigas pinturas, mostrando UFOs e aliens - verdadeiros testemunhos de FATOS HISTÓRICOS - são altamente relevantes para a elucidação de alguns dos mais estonteantes enigmas.

 

UFOs, Fantásticas máquinas voadoras de origens desconhecidas que, de fato, já circulam por aqui há bastante tempo! Na foto, você vê a desolada paisagem denominada "Comanche Point', nas proximidades do Grand Canyon, Arizona, EUA, no qual o mesmo Smithsonian Institution é acusado de, já em 1908, ter abafado e escondido a mais sensacional descoberta arqueológica das Américas - um gigantesco complexo de edificações circulares no interior das suas montanhas, repletos de inscrições, artefatos exóticos e, ainda, inúmeros sarcófagos contendo múmias desconhecidas! Em 1997, porém, Comanche Point foi palco de uma outra sensacional e mais recente descoberta - a qual, como seria de se esperar, foi de imediato abafada: OS RESTOS DE UM UFO ACIDENTADO HÁ MILÊNIOS NAQUELA REGIÃO!!! Desde algum tempo os satélites já tinham localizado lá por aqueles lados alguma coisa estranha e absolutamente não-convencional profundamente enterrada em uma camada de calcário acumulada por durante milênios. Uma equipe governamental, especialmente chamada para examinar os destroços do UFO, avaliou a idade do acidente em cerca de 4 mil anos! Esses cientistas, membros de uma força tarefa militar altamente secreta, inspecionaram os restos ainda bem conservados daquela máquina esférica, elaborados através de uma substância metálica desconhecida na Terra e ainda emitindo baixos níveis de radiação, o que os levou a concluir pela inquestionável procedência alienígena do objeto - o qual possuía grande porte, medindo cerca de 31 metros de comprimento! Obviamente, tais destroços foram imediatamente removidos do local sendo levados para uma instalação governamental altamente secreta. O assunto, porém, vazou. E de acordo com documentação altamente classificada do Governo Americano, o Dr. Henry Leaumont, astrônomo da Califórnia, revelou que tal máquina tinha a capacidade de transportar entre 12 a 20 passageiros, aparentemente dotados de morfologia humana - porém menores do que nós em estatura!

 

As minuciosas inspeções posteriores realizadas por aquela equipe governamental permitiram concluir que a tripulação daquela nave alienígena abandonou-a naquela local e, logo a seguir, nas proximidades da área passou a viver por um determinado período de tempo - estimado em cerca de 50 anos. Os documentos secretos da Força Aérea Americana revelam ainda que a existência da antiga colônia alienígena no Grand Canyon é confirmada pelas pinturas rupestres espalhadas por diversas cavernas da região. Em suma: fica definitivamente provado que os UFOS existem. E - mais do que isso - fica provada a existência de uma antiga colônia alienígena no Arizona, desde 2 mil anos Antes de Cristo! Tudo de maneira secreta porém devidamente atestado por órgãos altamente credenciados do próprio Governo dos EUA!!!

 

Fica, assim, também definitivamente desvendado o bem guardado segredo das colossais estruturas subterrâneas do Grand Canyon, das suas criptas, das suas misteriosas múmias desconhecidas! E para produzir tal portentosa edificação, evidentemente foi utilizada uma tecnologia naquela época inexistente no nosso planeta - e ainda hoje muito difícil de ser igualada.

 

E todos os quadrantes deste nosso pequeno mundo ostentam as provas dessa fantástica e inusitada tecnologia: uma propaganda da Aero-Condor - tradicional empresa aérea peruana - em conjunto com a Rede de Hotéis Sheraton, tacitamente reconhece as linhas de Nazca como "Mistérios do Passado". Neste mapa, que por sinal não mostra a totalidade das enigmáticas figuras voltadas para o céu e tampouco as chamadas "pistas de aterrissagens" que, aliás, cobrem toda essa vasta área, vemos os pontos de localização daquilo que na falta de um nome melhor, atribuem às figuras de "baleia, trapezóides, triângulos, cão, mãos, macaco, condor, árvore, papagaio, aranha, beija-flor, alcatraz e.....

 

..... Como, aliás, muito apropriadamente não poderia deixar de ser, "O ASTRONAUTA"! Tudo isso gravado desde tempos imemoriais por uma desconhecida civilização, a qual empregava fantásticas formas de tecnologias de modo a produzir maravilhas como essas que sinalizam para o espaço exterior. O que certamente demandou o emprego de MÁQUINAS e também o uso da TOPOGRAFIA. E quem se utilizava disso no antigo Peru? Também não há como, por exemplo, explicar como os antigos egípcios conseguiam perfurar o duro granito com PERFURATRIZES desconhecidas 500 vezes mais rápidas dos que as nossas! De onde teria vindo isso? Dessa forma, por mais que certos setores façam os seus "malabarismos" (e também por muito que eles se esforcem), não dá mais para esconder: a nossa Terra não só abrigou culturas muito evoluídas tecnologicamente, como também tem sido visitada desde milênios por seres originários de outros mundos. Não existe outra explicação mais lógica!

 

E as mais espantosas evidências nos dizem que não só ontem, como também HOJE, as coisas estranhas e os mistérios nos cercam por todos os lados. Observe bem essa foto, tomada ao acaso em uma movimentada avenida norte-americana. Repare bem naquilo que a película fotográfica captou - bem ao lado do motorista da caminhonete mostrada em primeiro plano....

 

..... Eis o negativo. Um defeito da película; uma ilusão de ótica; um reflexo do sol; um fantasma; uma simples brincadeira; ou quem sabe um "alien" aqui infiltrado pegando uma carona de modo invisível - como eles, aliás, efetivamente podem fazer mediante a manipulação das ondas de luz.....???

 

 

Próxima Página

Página Anterior

Sanctum