Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

VIAJANDO POR OBLÍQUOS PÉRIPLOS

"Nossa atual concepção do espaço induz-nos a pensar que é próprio dos Universos Paralelos andarem lado a lado sem nunca se encontrarem. Contudo, a experiência nos ensina que as ingerências de entidades pertencentes a um outro mundo e, sem dúvida a um outro tempo, são muito mais freqüentes do que se quer geralmente admitir. Amanhã a Ciência nos proporcionará técnicas avançadas que permitirão contatar os viajantes siderais e aprender as manifestações do mundo invisível. Será então o princípio de uma nova era, a qual já os poetas e os visionários do infinito pressentem há muito tempo"

(Guy Tarade, FRC - Les Chroniques des Mondes Parallèles)

 

Quem não se lembra da hilariante série de TV dos anos 80, denominada ALF (aqui no Brasil ALF O ET-EIMOSO)? Pois é, a história começa quando um alienígena trapalhão sofre uma acidente com a sua nave e se esborracha no quintal de uma casa pertencente a uma típica família de classe média norte-americana. Penalizados coma situação da bizarra criatura, resolvem adotá-la. Passando então a morar com aquela família (às escondidas, é claro, pois os vizinhos jamais poderiam saber da sua presença) o simpático e inteligente bichinho só fazia besteiras e trapalhadas, infernizando a vida de todos naquela casa.

 

"Stand de gatos, aqui - Comida para gatos grátis" , dizem os marotos cartazes de ALF. Não escondendo o seu instinto alienígena, a criatura sempre teve um grande desejo, o qual tentava de todas as maneiras realizar: gatos, no seu planeta de origem, eram uma iguaria muito apreciada. Dessa forma, o pobre gatinho da família que o acolheu era sempre ardilosamente atraído por ALF que ansiava por devorá-lo. Dentre outras diabruras, usando o seu poder mental, certa vez ALF hipnotizava o gato, fazendo-o pensar que era um "saboroso filé". E se o dono da casa não interviesse a tempo o pobre gato ia mesmo para a sua barriga! Mas, o quê teria a série ALF com os assuntos deste nosso Site? De certa forma, TUDO A VER! Saiba que, como sempre e mais uma vez, Hollywood sutilmente nos apresenta verdades. ALF, de acordo com os órgãos de segurança e inteligência do Governo Americano, é a sigla que identifica ALIEN LIFE FORMS ("Formas de Vidas Alienígenas"), ou ainda EBE (Extraterrestrial Biological Entity, Entidade Biológica extraterrestre), para definir as criaturas que tripulam os UFOs, muitas das quais sob sua guarda - notadamente sob a forma de cadáveres! E quanto ao apetite por criaturas vivas para alimentar algumas delas, vale tudo mesmo: gatos, bois, cabras, cavalos.... SERES HUMANOS e assim por diante!

 

Que o diga esta velha imagem, mostrando um autêntico "ALF", nada simpático por sinal, celebrando um famigerado acordo com cientistas e autoridades militares americanas, acordo este - segundo denúncias - que literalmente "vendeu" e entregou a espécie humana para essas "coisas", as quais tiveram ampla liberdade para, em troca do fornecimento de parte da sua avançada tecnologia, aqui se estabelecerem com as suas bases e ainda por cima caçar, seqüestrar e utilizar seres humanos para as suas sinistras e obscuras "experiências".

 

Sinistras experiências que - além dos seqüestros, mutilações e mortes - ainda estão criando ISSO que você vê na ilustração acima! Mediante a utilização forçada, involuntária e violenta das mulheres terrestres como "suportes" para as suas hediondas "experiências genéticas", lentamente assumem a forma humana fabricando criaturas híbridas - uma horrenda mistura entre nós e "eles"! Qual seria então o sinistro objetivo por trás de tudo isso? Algo que só não enxerga quem não quer: lentamente estão se tornando "humanos", se adaptando para uma época qualquer TOMAR (ou quem sabe, retomar) O NOSSO PLANETA!!!

 

Mas, por quê exatamente sugerimos a palavra "retomar"? Ao que tudo indica - e essa tese fomos o primeiro a levantar nos nossos livros - essas criaturas (exatamente os greys, ou cinzas) nada mais seriam do que os sobreviventes da NOSSA PRÓPRIA ESPÉCIE HUMANA após um grande conflito nuclear no nosso futuro. Assim, graças a uma tecnologia futurística, eles dominariam as técnicas das viagens através do tempo para, VOLTANDO AO PASSADO, não só se alimentarem, uma vez que involuiram tornando-se quase insetos e canibais, como também de modo a recuperarem geneticamente a sua espécie - já que (e isso não custa nada relembrar), como eles mesmos afirmam para as suas vítimas: "devido a uma acidente as suas fêmeas se tornarem estéreis e, portanto, estão buscando aqui AQUILO QUE LHES PERTENCE, para que a semente do homem não se perca"! Não é mesmo muito estranho, além de tudo bastante sutil? Mais uma vez chamamos a sua atenção para a incrível semelhança existente entre o biotipo do cadáver dessa "fêmea" grey, recolhido dos destroços de um UFO, com a raça humana. Está claro que poderia se tratar de um ser terrestre que, em uma época futura qualquer, sofrera involução devido exposição à radioatividade. E "eles" ainda dizem às vítimas das suas "experiências" que o mundo do qual vêm acha-se "em fase de extinção". O prelúdio para uma invasão! Logicamente, querem se assenhorar da Terra e, por extensão, "ocupar" o nosso próprio tempo - um tempo que, um dia, já foi deles!

 

E quando o assunto é este, "experiências e hibridações genéticas", essas abjetas criaturas não têm mesmo quaisquer escrúpulos ou sequer sentimentos. O que você vê acima é uma ilustração e fez parte de um relatório médico, tendo sido inclusive objeto de uma reportagem na conceituada revista norte-americana FATE. Em um caso clássico de abducção, mulher terrestre, 28 anos de idade, cujo nome era Johanna Sophia Schmied, vivendo Taucha, perto de Leipzig, Alemanha, foi inseminada por essas entidades. Como teria sido usual, a vítima deveria ter sido novamente seqüestrada ao quarto mês de gestação e o feto híbrido devidamente retirado e levado para incubadoras especiais nos laboratórios especializados desses supostos alienígenas greys. Como ocorrera uma falha, simplesmente o descartaram deixando a pobre mulher com essa aberração no ventre, a qual teve que ser cirurgicamente retirada pelo Dr. Gottlieb Friderici. A conclusão dos exames a que essa coisa foi submetida simplesmente revelou que TUDO nela simplesmente não correspondia aos padrões humanos!

 

Por outro lado, essa curiosa notícia acima revela os estudos de alguns cientistas, os quais permitiram concluir como seriam HOJE os grandes répteis do nosso passado pré-histórico se acaso tivessem sobrevivido e continuado a sua escalada evolucionária: TORNAR-SE-IAM CRIATURAS BÍPEDES E INTELIGENTES, MUITO SEMELHANTES AOS ALIENS!!! Até 65 milhões de anos atrás, os répteis e os grandes sáurios dominaram a Terra, reinando absolutos. Uma espécie em particular, porém, segundo descobriram os cientistas, evoluiu em uma direção que eventualmente lhe proporcionou uma avançada inteligência, além de um grande cérebro e da faculdade da visão estereoscópica! Dois cientistas do Canadian Museum of Nature, de Ottawa, Canadá, projetando um eventual desenvolvimento dos "Stenonychosaurus", chegaram à espantosa conclusão de que, caso não tivessem sido extintos, viveriam no nosso Século XXI conforme ilustrado na notícia acima - ou seja, seriam quase "humanos" e bastante idênticos a certas criaturas que hoje tripulam os UFOs! Isso não quer dizer que os tripulantes dos UFOs sejam os répteis do passado..... Pelo menos NÃO DO PASSADO TERRESTRE. Esses mesmos cientistas, porém, revelaram que muito provavelmente em alguns planetas do Universo a vida tenha se desenvolvido de forma análoga à da Terra. E a transformação progressiva dos seus répteis em criaturas bípedes e inteligentes PODERIA SER IGUALMENTE POSSÍVEL! Está, pois, devidamente esclarecida na sua maneira mais lógica a origem dos REPTILIANOS - uma raça de tripulantes de UFOs, muito semelhantes aos lagartos na sua aparência e constituição, a qual assola o nosso planeta aqui promovendo horrendas mutilações e mortes!

 

E os nosso céus continuam a ser espreitados, acintosamente percorridos por essas insólitas máquinas desconhecidas! A foto acima foi tomada no ano de 2004, quando um enorme UFO silenciosamente pairava sobre o topo de uma montanha nos EUA, pouco se importando com o espaço aéreo mais vigiado e protegido do mundo.

 

Por milênios, séculos e décadas, estamos verdadeiramente sofrendo um silencioso e além de tudo inquietante cerco perpetrado pelos enigmáticos tripulantes desse objetos voadores - altamente sofisticados e situados para muito além dos nossos próprio tempo e conhecimentos. Esta antiga imagem, tomada há muitas décadas em uma praia dos EUA, nos mostra um deles, bem atrás da família que alegre e inocentemente posava para a foto. Veja a sua ampliação no detalhe, abaixo e à esquerda.

 

E aqui, uma "nuvem" marotíssima, flagrada por um fotógrafo mais atento quando percorria os céus de São Paulo, Brasil. Obviamente um OVNI camuflado - artimanha tecnológica muito utilizada pelos seus tripulantes para percorrerem os nossos céus em plena luz do dia e - reunindo o útil ao agradável - sem despertar maiores suspeitas! (FOTO: Grupo de Pesquisas Ufológicas de Americana - SP)

 

E nessa outra impressionante imagem, dois deles, igualmente muito bem camuflados sob a forma de "nuvens", pairam sobre o topo dessas montanhas norte-americanas. Há, exatamente nas mais altas montanhas, alguma coisa que atrai sobremaneira a atenção dos seus enigmáticos tripulantes! O quê seria?

 

E é precisamente nessas altas montanhas espalhadas por todo o nosso planeta, que as indefectíveis "marcas" das criaturas totalmente fora dos padrões terrestres acham-se estampadas nas milenares rochas. Aqui em Otusco, existe algo verdadeiramente fantástico: além do perfil daquilo que parece uma criatura feminina (bem na extremidade esquerda da foto), temos, logo na entrada de uma inexplorada caverna, outra "preciosidade". Observe bem os contornos efetuados na foto......

 

..... E agora reveja na correspondente ampliação, como também no seu negativo. Não é mesmo chocante?

 

Os cientistas já sabem que os cometas e os asteróides, que por sinal constantemente circulam pelo Universo, são verdadeiros mensageiros de VIDA. Os microrganismos e até mesmo alguns fósseis por eles transportados estão apenas latentes e verdadeiramente viajam de planetas para planetas, de mundos para mundos. E aonde quer que cheguem, desde que existam condições propícias - notadamente a água - começam a se desenvolver criando assim o que se poderia chamar de "novas" formas de vida no seu mais recente habitat.

 

Isso, aliás, é algo que muito bem poderia explicar certas coisas totalmente fora dos tradicionais catálogos de Biologia, as quais de vez em quando surgem aqui e acolá, fazendo a alegria dos adeptos da Criptozoologia - a nova ciência que estuda esse intrigante fenômeno. A "coisa" não-identificada mostrada na foto acima é apenas mais um exemplo típico......

 

..... Da mesma forma que isto - uma estranha mistura de réptil e peixe! (FOTO: Stileproject).....

 

..... Como também esse estranho animal, um predador não-identificado abatido nos EUA! Repare no insólito detalhe das suas "patas", embaixo à direita. Guardadas as devidas proporções, quase um pé humano!!! Sem dúvida, talvez tenhamos mesmo, vivendo entre nós, certas criaturas que literalmente vieram de "muito longe".....

 

.... E talvez a mais "extraterrestre" de todas as criaturas seja o adorável golfinho. Incrivelmente semelhante ao ser humano, esse mamífero marítimo - um remanescente dos tempos pré-históricos - é altamente organizado socialmente, e além de tudo muito inteligente. Dotado de emoções, comunica-se entre os da sua espécie através de uma complexa e sofisticada linguagem que os atônitos cientistas já começam a decifrar. Tem uma enorme afinidade com o homem. Em 30 de outubro de 2004, vários nadadores de Whangarei, Nova Zelândia, iam ser atacados por um feroz tubarão branco quando um grupo de golfinhos veio em seu socorro e os cercou, protegendo-os por durante 40 minutos até que pudessem nadar em segurança até a praia! (FOTO: AFP)

 

Vivemos em um mundo realmente fantástico. Existem até mesmo mutantes entre nós! Na foto, a adolescente russa Natasha Demkina, da cidade de Saransk, 17 anos de idade. Ela impressionou os cientistas e médicos de seu país devido à sua inusitada capacidade de enxergar através do corpo humano, como fosse dotada de uma insólita visão de Raios-X! A menina consegue até mesmo diagnosticar doenças sem a necessidade de aparelhagem de ultrassom. Natasha com apenas 6 meses de idade já falava, e com 1 ano recitava poemas de cor. Além disso, devido a uma estranha peculiaridade do seu organismo, era incrivelmente resistente ao frio, caminhando na neve sem precisar de quaisquer tipos de agasalhos! E não se trata de qualquer fraude, uma vez que as suas extraordinárias habilidades foram comprovadas até mesmo nos EUA através da Commission for Paranormal Phenomena, de Nova Iorque, sendo até mesmo objeto de um documentário realizado pelo sóbrio e conceituado Discovery Channel. Fantástico? Sim! E por que não?

 

Próxima Página

Página Anterior

Refueling Base - DOOM2 music