Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

SINAIS PROIBIDOS, MEMÓRIAS APAGADAS

"É verdade, o tempo está encerrado como nas pregas de uma flor de papel japonesa. O menor esforço de memória, e as suas pétalas se desdobram nas águas claras de seu espírito, desabrochando em florações esplêndidas agitadas por brisas primaveris, superando em magnitude a vida real. Sim, o passado está lá. Percebe-se claramente seus eflúvios. Ouve-se o tic-tac do relógio do tempo"

(Ray Bradbury - L'odeur de la Salsepareille)

 

Proibidos sinais, memórias apagadas.... Porém, os tempos mudaram e nada mais pode permanecer oculto! Nessa foto "proibida" você vê, no interior do quadrado, um nítido UFO que acompanhava - sem a menor das cerimônias e ostensivamente - a cápsula espacial Apollo-15, da NASA, quando da sua missão em órbita da Lua!

 

Ei-lo, em maior aproximação. Com negar uma evidência tão gritante quanto essa?

 

24 de outubro de 2004, ou seja, HOJE: UFOs continuam se movimentando na região compreendida entre o Sol e a Terra. Mais uma foto tomada pelas câmeras do módulo de prospecção solar SOHO - lançado em pareceria da NASA com a ESA - Agência Espacial Européia. Mais claro do que isso, impossível!

 

Óbvio, claro como a água cristalina de uma fonte que eles existem! E por acaso você viu o filme de ficção "Independence Day"? Então veja agora esses frames de um filme real da própria NASA, tomado no solo do planeta Marte pela sonda Sojouney, da missão Pathfinder. Primeiramente, você vê naquele árido solo marciano um detalhe do corpo da sonda, bem como alguns dos seus equipamentos espalhados pelas proximidades. Aparentemente tudo normal, mas....

 

..... Subitamente, uma enorme sombra circular se aproxima.....

 

....... Continua se aproximando por sobre a estática sonda norte-americana.....

 

..... Lentamente vai encobrindo uma extensa área......

 

..... Afasta-se......

 

....... E desaparece assim como chegou! Tal ocorrência, dado ao seu caráter absolutamente insólito, provocou um enorme rebuliço na NASA, sendo imediatamente censurada e indo até mesmo parar sob os rigorosos sigilos dos órgãos de inteligência e segurança do Governo Americano. Um dos cientistas da NASA, que obviamente não quis se identificar, "deu com as língua nos dentes" e chegou a declarar: - Foi absolutamente estranho. O modo como a sombra cruzou sobre a Sojourney indica que ela estava sob observação, como se uma outra sonda estivesse fotografando a nossa missão!". Aliás, os técnicos da NASA denominaram esse bizarro acontecimento sob o codinome de "Independence Day", numa clara alusão ao filme de Hollywood, no qual a sombra de uma imensa nave projetava-se sobre a população em pânico das nossas grandes cidades quando a Terra estava sendo atacada e devastada por malévolas criaturas alienígenas!

 

Quer ver mais coisas "censuradas" - sinais verdadeiramente proibidos, assim como muito apropriadamente diz o título dessa nossa página? Então VEJA ISSO: outra foto tomada no solo marciano pela Pathfinder. Repare bem nos círculos brancos os quais, aliás, foram feitos pela própria NASA e - como sempre sutilmente - denominados ETR e ETL. O que se pode nitidamente ver nos seus interiores?......

 

..... ISSO MESMO, INÚMERAS PEGADAS DE CRIATURAS DESCONHECIDAS AO REDOR DO MÓDULO! Observe a ampliação de uma delas......

 

..... E agora reveja com os seus detalhes devidamente reforçados! Sem dúvida alguma, "alguém" teve a atenção despertada e andou espionando o módulo da NASA! E muito embora tais fotos não tenham sido devidamente divulgadas, sabe-se que os cientistas da NASA as consideram como "a mais espantosa prova de vida extraterrestre jamais produzida".

 

Coisas verdadeiramente estranhas andam no solo marciano! Veja, por exemplo, esta outra intrigante foto. O círculo na parte superior da imagem nada tem de insólito: trata-se da marca de um dos air-bags para amortecimento de pouso do módulo Opportunity. O que se torna realmente fantástico são as pegadas fotografadas pelas suas potentes câmeras, bem ao redor dele. E por sinal nitidamente visíveis!

 

Assim como essas outras, claramente estampadas no avermelhado solo de Marte!

 

Mas não é só isso: essa outra foto tomada pelo módulo Sojourney atesta - segundo pensam os próprios cientistas da NASA - que um pequeno veículo oval desconhecido pousou na superfície marciana, bem próximo da Pathfinder! A depressão no solo. bem com as quatro marcas de sapatas de pouso assinaladas nos círculos, assim o atestam!

 

E tem mais! A coisa fotografada pela Pathfinder, bem na parte superior esquerda da foto, recebeu a denominação de "MONOLITO-2", devido ao fato de em muito se assemelhar ao ao meteorito encontrado aqui na Terra (o ALH84001), no qual foram encontrados restos fossilizados de microrganismos originários de um remoto passado marciano. Só que este mesmo módulo que a fotografou (visto na imagem pousado no solo marciano), detectou que essa tal coisa (que por sinal nunca foi um "monolito") nessa ocasião ENVIAVA SINAIS DE RÁDIO, QUE NÃO PUDERAM SER DECODIFICADOS, EM DIREÇÃO AO ESPAÇO SIDERAL. E mais precisamente, em direção às proximidades do planeta JÚPITER! Em outras palavras, esse artefato misterioso fora propositalmente ali colocado para espionar o módulo norte-americano! Mas, colocado exatamente POR QUEM?

 

Aliás, a própria NASA admitiu que, bem anteriormente, isso em 1979, a sonda Voyager (foto) na sua peregrinação pelo espaço sideral, já havia detectado e inclusive FEZ CONTATO com um dispositivo não-identificado situado na órbita da lua jupiteriana denominada EUROPA! Sabe-se que as todas as suas fotos, como também os registros das detecções sonoras e gráficas dos sinais por ela enviadas com respeito a essa inusitada ocorrência, foram prontamente confiscados e até hoje mantidos nas instalações secretas da famosa Área-51.

 

E também não custa nada rever uma outra coisa que também intriga os técnicos da NASA, que é exatamente a inusitada presença dessas pedras - situadas bem próximas do recente local do pouso do módulo Opportunity no solo marciano. Inusitadas pelo simples fato de serem únicas na paisagem dominante, tudo sugerindo se tratar dos restos de uma antiga MURALHA - ou, em outras palavras, obra de uma antiga civilização! Coisa que não nos causaria supresa alguma, uma vez que até mesmo Inúmeros cientistas da NASA, discordando abertamente do stablishment oficial, já declararam que efetivamnte o planeta vermelho já abrigou seus mares, rios, continentes e.... VIDA!

 

Sem qualquer dúvida, a presença, antiga ou ainda ATUANTE, de seres alienígenas até mesmo no nosso pequeno Sistema Solar já está mais do que provada. E somente não vê ou divulga isso quem finge que não entende, ou então vergonhosamente se cala. Mas não se pode enganar a todos durante muito tempo, não é verdade? A ilustração acima nos mostra a representação de algo surpreendente e que realmente existe: a presença de estranhos OBELISCOS ARTIFICIAIS NA LUA!

 

E os cientistas russos, os quais não fazendo parte de qualquer conspiração corajosamente não hesitam em revelar verdades, foram os autores dessa outra ilustração mostrando, em projeção, aquilo que os seus módulos orbitais detectaram no arenoso solo do nosso satélite. Obviamente obras de seres inteligentes!

 

E por acaso você tem alguma dúvida? Então veja esta foto e compare com o seu negativo, à direita. Nada menos que a espantosa presença de portentosas edificações na Lua! Obviamente que o nosso árido satélite não oferece - pelo menos a nível dos seres humanos terrestres - quaisquer condições de habitabilidade. Porém, a presença de inúmeras BASES alienígenas por lá já está MAIS DO QUE COMPROVADA. Veículos se movendo na sua superfície; poços nitidamente artificiais emergindo de profundas crateras; UFOs acintosamente sobrevoando - além de estranhas edificações, tais como essas aí da foto - não mais deixam margens a quaisquer dúvidas: "alguém" está (e desde muito tempo mesmo!) promovendo uma febril atividade, possivelmente minerações, no arenoso solo - e muito principalmente no subsolo - do nosso pequeno satélite...... Mas, teríamos certeza de que ele é "nosso" mesmo?

 

Próxima Página

Página Anterior

Stripped