Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

SENTINELAS DO MISTÉRIO

"Certas coincidências são verdadeiramente estranhas. A montanha é um ser vivo repleto de coisas sagradas. Por conseguinte, por que rejeitar a idéia de que, se quisesse uma representação simbólica, esotérica, de um poderoso e santo império, esse povo teria escolhido uma montanha.... uma montanha ou um tepe que seria o santuário do deus-sol, como o que encontramos dos dois lados de um oceano chamado - por acaso? - Atlântico?"

(Marcel Homet - Na Trilha dos Deuses Solares)

 

Litoral Sul do Brasil, mais uma gigantesca e muito antiga escultura, popularmente denominada "Pedra do Frade", ergue-se tal como um misterioso sentinela à beira-mar. Como sempre comodamente atribuída a "mais uma obra da Mãe-natureza", bem ao contrário disso qualquer um pode notar que esses colossais blocos rochosos superpostos NÃO SÃO originários da região próxima e, portanto, foram obviamente transportados desde algum lugar mais distante do litoral. Além de ter sido claramente esculpido, tal insólito monumento está perfeita e misteriosamente equilibrado e muito certamente tinha por objetivo retratar algum personagem de um passado remoto e desconhecido. Contudo, não é o único: existem, espalhadas por todo o Brasil, algumas pedras com idêntica disposição. Como sempre, e já vimos isso em páginas anteriores deste Site, todas elas se voltam para o interior do continente, como se fossem marcos alusivos à chegada de uma raça distante, vinda precisamente do mar, em rota direta ao nosso antigo país.

 

E agora VEJA ISSO: Serra da Bocaina, situada entre os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo - região Sudeste do Brasil. Esta bizarra escultura também tem a denominação popular de "Pedra do Frade". E que "frade" mais estranho é mesmo esse, não? Aqui, a riqueza de detalhes chega a ser chocante: repare nos olhos, sobrancelha, nariz e boca do enigmático personagem há muitos milênios retratado no topo de uma alta montanha!

 

E ainda, no litoral Oeste da Cidade do Rio de Janeiro, precisamente na região de Guaratiba - um pouco além da Pedra da Gávea - temos essa curiosa formação rochosa que é denominada "Pedra da Tartaruga", graças à inusitada formação rochosa que podemos ver no alto, logo à direita da foto.......

 

.... A qual, na verdade, não é bem uma "tartaruga", lembrando, porém, uma cabeça de falcão voltada para o mar - além de tudo muito semelhante ao deus egípcio Hórus!

 

E por falar nisso, já na aprazível região serrana do Rio de Janeiro, dessa feita em Teresópolis, temos uma outra bizarra formação rochosa bem no topo de um monte, também denominada "Pedra da Tartaruga". (FOTO: Raul Vaz)

 

Teresópolis tem, de fato, os seus intrigantes mistérios. Na foto você vê a alta montanha denominada "O Dedo de Deus" - nada menos que uma colossal mão, cujo dedo indicador aponta para o céu! (FOTO: Raul Vaz)

 

Como também tem duas curiosas montanhas cujo nome comum é "Os Morros dos Frades". Note-se que ambas ostentam as imagens de dois estranhos rostos..... (FOTO: Raul Vaz)

 

..... Alguma dúvida? Então comprove isso no negativo!

 

E talvez a imagem mais sensacional de Teresópolis seja esta - denominada "O Morro da Mulher de Pedra". Aqui temos um colossal e perfeito rosto voltado para o céu. Tudo isso seria mera coincidência? Jamais! (FOTO: Raul Vaz)

 

Novamente voltamos ao Sul do Brasil, precisamente litoral do Estado de Santa Catarina. Em meio a uma profusão de inscrições rupestres, datadas dos tempos pré-históricos, destacam-se essas outras estranhas esculturas profundamente gravadas em relevo nas rochas. Oficialmente seriam "amoladores de pedras" dos antigos e pré-históricos habitantes do lugar. Porém,"macacos nos mordam" se isso aí não representaria UFOS!

 

Estado de São Paulo, Sudeste do Brasil, cidade de Iperó. Esse monumento rochoso é conhecido como "PIRÂMIDE" - aliás é mesmo uma velhíssima pirâmide (embora já muito desgastada), soterrada pelas intempéries e pelo passar dos milênios. Note-se o ápice da estrutura.

 

Nesta outra foto (também cortesia e de autoria do nosso estimado visitante Adalberto Seiblitz), vemos, em maior aproximação, essa pirâmide de Iperó. Já totalmente tomada pela vegetação, as pedras superpostas todavia ainda se fazem bem visíveis. Quem a construiu e quando? Um mistério total!

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

 

Próxima Página

Página Anterior

In The Air Tonight (Phil Collins)