Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

NENHUMA IMAGEM SERÁ EXCESSIVA!

"Nenhuma imagem será louca demais, nenhuma hipótese será excessiva: aríetes para arrombar a fortaleza. Há engenhos voadores, há exploradores no espaço. E se eles apanhassem, ao passarem, para os examinar, alguns organismos vivos daqui de baixo? Creio que nos pescam. Será que somos muito apreciados pelos superpovoadores das esferas superiores?.... Estou certo que flutuam diversas redes na nossa atmosfera"

(Charles Fort)

 

Você está vendo um dos mais bem guardados segredos relativamente aos UFOs! Nessa impressionante foto, os holofotes e as baterias anti-aéreas do Exército Americano focalizam e atacam um enorme UFO que ostensivamente sobrevoava o território norte-americano em 25 de fevereiro de 1942. Esse episódio, batizado como "A Batalha de Los Angeles", como aliás seria de se esperar, foi totalmente abafado mas não impediu, contudo, que o Jornal Los Angeles Times documentasse o fato e assim obtivesse as impressionantes fotos (secretamente preservadas através de microfilmes para que não fossem confiscadas), e que agora lhe são mostradas:

 

Reveja os detalhes no negativo. Note-se que os obuses antiaéreos detonam ao redor, sem todavia atingir ou causar qualquer dano ao UFO! Aliás, sabe-se mesmo que eles são protegidos por uma potente barreira defensiva - um verdadeiro escudo que torna as nossas armas, mesmo as mais modernas e sofisticadas, totalmente inoperantes. E é sempre bom lembrar que toda a população daquela área, situada nas proximidades de Santa Mônica, viu o objeto, descrito como "largo, enorme, dotado de uma luminosidade alaranjada e pálida", o qual ostensivamente pairava em baixa altitude e ainda por cima deixou toda a cidade sem energia elétrica! Precisamente uma enorme quantidade de atônitas testemunhas que também viram quando, um pouco antes do ataque com as baterias antiaéreas, vários aviões caças da USAF tentaram sem qualquer sucesso interceptar e abater aquele abusado intruso!

 

Aqui, um detalhe ampliado do desconhecido objeto voador, sendo bem visíveis o seu formato discóide, bem como a sua protuberante cúpula. Sem qualquer dúvida, tratava-se mesmo de um UFO - ou, como vulgarmente é conhecido, um inegável e autêntico Disco Voador!

 

Nessa imagem, uma outra tomada mostrando os nítidos contornos do objeto, quando banhado pelos fachos dos potentes holofotes militares. Há especulações em certos setores, considerando-se a época do evento - 1942, e portanto em plena Segunda Guerra Mundial - de que possivelmente tenha sido um UFO nazista do Terceiro Reich em fase de experiência, testando, por assim dizer, a sua performance e os seus dispositivos de proteção em condições reais de combate. Fantástico em demasia? Não! A experiência nos ensina que DE NADA devemos duvidar - tudo foi; é; e sempre será possível!

 

Este mesmo negativo nos mostra que, aparentemente, o UFO reagia aos ataques, uma vez que da sua parte inferior são projetados uma espécie de raios, ou quem sabe projéteis! Não se sabe exatamente como terminou o confronto, do qual o UFO obviamente levou a melhor. E se houve baixas logicamente foi na parte mais fraca - porém, dado ao caráter insólito daquele combate surrealista, o silêncio oficial tomou conta de tudo! E por durante cerca de meia hora o objeto voador desconhecido foi severamente bombardeado, porém NADA, absolutamente nada, aconteceu com a sua estrutura, após o que veio a desaparecer no céu em estupenda velocidade. Diante disso tudo, surge a inevitável pergunta: - Como "eles" desde aqueles recuados tempos, e até mesmo hoje, ainda têm a coragem de negar o fenômeno e oficialmente (mas apenas "oficialmente") insistem em dizer que os UFOs não existem?

 

Porém, ironicamente e em total contraposição a eles, as provas existem! E em estupendas quantidades, dessa forma não mais podendo ser simplista e comodamente negadas. Na recente foto, mostrada acima, um UFO sobrevoa, sem a menor cerimônia e ainda por cima em baixíssima altitude, uma localidade da distante Índia.

 

A mesma Índia que em agosto de 2002 foi palco de uma aterrorizante ocorrência envolvendo uma dessas máquinas voadoras desconhecidas e sobretudo HOSTIL! Na foto, você vê a localidade de Uttar Pradesh, próxima a Shanwa - situada quase na fronteira com as montanhas geladas do Nepal (ao fundo), onde por sua vez os UFOs são freqüentes e também habitam os famosos Yetis - ou "Abomináveis Homens das Neves".

 

ET's INVADEM UTTAR PRADESH - diz a manchete deste jornal, onde sete pessoas foram mortas por um assim denominado "UFO assassino", e nada menos que 100 outras ficaram seriamente feridas quando uma esfera voadora emitindo potentes raios azuis e vermelhos, sempre à noite, queimava as pessoas até a morte - possivelmente em razão de poderosos efeitos eletromagnéticos! Um dos moradores teve o seu estômago verdadeiramente estripado e morreu dois dias depois, vítima de atrozes sofrimentos. Diz a manchete que os ditos racionalistas não se convenceram e, como sempre, as autoridades negaram o fato e até mesmo se deram ao luxo de tentar tapar o sol com uma peneira, afirmando que se tratou apenas de uma "histeria coletiva" e que todo esse estrago fora obra de, vejam só,..... "INSETOS"!!!

 

Há, verdadeiramente, perigo no que tange à fenomenologia dos UFOs que assolam o nosso planeta. Alguns deles, ou melhor, alguns dos seus desconhecidos tripulantes, são hostis! E é justamente por isso que escondem essa horrível verdade do grande público e tentam desacreditar o fenômeno - fenômeno que pode ser considerado a maior indagação do nosso tempo. Na foto você vê um F94- STARFIRE da Força Aérea Americana. Em 1 de julho de 1954, um desses caças foi lançado em missão de interceptação a um UFO, o qual havia sido detectado pelos radares da Base Aérea de Griffiss e que, em plena luz do dia, ostensivamente sobrevoava Walesville, distrito de Nova Yorque. Ao se aproximar do objeto desconhecido, em formato de disco, o Starfire foi literalmente "fritado" por uma espécie de raio calorífico de alta intensidade, o qual obrigou piloto e co-piloto a ejetarem o mais rapidamente possível antes de serem queimados vivos dentro da cabine. Ambos desmaiaram, e o ar frio juntamente com o tranco do pára-quedas fez o horrorizado piloto voltar a si, ainda a tempo de assistir o caça se chocar violentamente contra um prédio de apartamentos e simultaneamente destruir alguns automóveis nas movimentadas ruas da cidade, matando várias pessoas e ferindo gravemente dezenas de outras!

 

"UFO: ZONA DE PERIGO - Terror e Morte no Brasil", este é o título de um livro do renomado pesquisador norte-americano Bob Pratt, uma autoridade em Ufologia que percorreu diversos países do mundo em busca das ocorrências mais insólitas envolvendo os UFOs. E foi exatamente aqui no nosso país que ele se deparou com uma infinidade de casos relativos às mortes e aos ferimentos sofridos pelas vítimas dos ataques dessas máquinas voadoras, notadamente naquelas regiões mais afastadas dos grandes centros. Nos últimos 60 anos, Bob Pratt estima que cerca de 10 mil desses avistamentos e as suas ocorrências associadas (as quais chama de "encontros perigosos") foram registradas nessas localidades, muito embora não tenham chegado ao conhecimento do grande público. Entre 1978 e 1981 ele esteve por quatro ocasiões no nosso país, na qualidade de repórter do National Enquirer, épocas em que investigou a fundo dezenas de casos de mortes, levitações, seqüestros, desaparecimentos, como também severas injúrias às vítimas. Depois disso, como pesquisador isolado, voltou ao Brasil por mais nove vezes, sempre investigando tais fenômenos que o intrigavam sobremaneira. E bem ao contrário dos tradicionais negadores e notadamente dos prestidigitadores da verdade, Pratt se convenceu plenamente quanto à realidade dos UFOs. Uma realidade por vezes CRUEL, e que jamais poderia ser atribuída a simples "insetos"....

 

Trata-se, na verdade, de um problema muito antigo aqui no Brasil, e no entanto sempre mantido sob intenso sigilo. E certamente não foi nenhum "inseto" aquilo que promoveu um inusitado ataque contra o Forte Itaipu - instalações litorâneas do Exército Brasileiro (foto) - precisamente no distante ano de 1957. Tudo começou quando, cerca de 2 horas da madrugada, uma luz muito intensa sobrevoava aquelas instalações militares. Apenas dois sentinelas montavam guarda e o UFO (ilustração à direita) descia em tremenda velocidade na direção do forte. A cerca de 1000 pés de altitude, reduziu bruscamente a velocidade e então desceu lentamente sem emitir qualquer som. Seu brilho era alaranjado, e o formato circular, sendo nitidamente visto pelos dois militares quando ostensivamente chegava a 150 pés de altitude (cerca de 46 metros) exatamente por sobre aquelas instalações de segurança nacional. Armados com metralhadores leves, ambos ficaram amedrontados e não se sabe se chegaram a disparar contra o audacioso intruso. Porém, o ataque promovido pelo UFO contra ambos foi inegavelmente DELIBERADO.... E sobretudo cruel!

 

O UFO, logo em seguida, subitamente emitiu um intenso zumbido - tal como um gerador elétrico - e depois uma poderosa onde de calor, ou radiação dirigida, veio a atingir os dois sentinelas (ilustrações). Suas fardas ficaram em chamas. Um deles caiu de joelhos e desmaiou. O outro, gritando de dor, correu para debaixo de um canhão, inutilmente tentando se abrigar. Seus gritos acionaram o alarme e as tropas daquela guarnição saíam dos seus alojamentos quando toda a energia elétrica foi inexplicavelmente neutralizada. Em meio à intensa escuridão e ao tumulto causado, o UFO afastou-se em altíssima velocidade, perdendo-se no céu - não sem antes que TODOS os militares de Forte Itaipu o vissem! Logo após, as luzes voltaram ao normal e os dois, gravemente feridos, foram recolhidos e levados ao posto médico daquela base para tratamento. O Comandante do Forte, então, expediu mensagem urgente ao Quartel General do Exército Brasileiro e a Força Aérea foi imediatamente acionada para proteção da área. A seguir, altas autoridades brasileiras pediram auxílio ao Governo dos EUA, fato que levou oficiais do Exército e da Força Aérea Americana (USAF) a promoverem investigações no Forte. O fato foi mantido em absoluto sigilo, não se sabendo o que realmente sucedeu aos dois desditosos militares, se dificilmente lograram sobreviver - horrível e gravemente queimados através de uma atitude desconhecida, desnecessária e sobretudo deliberadamente hostil!

 

Coisas causadas por bizarros "insetos"? Coisas voadoras, por exemplo, tais como estes mostrados nessa foto, muito recentemente tomada nas proximidades do famoso Monte Shasta, Califórnia, EUA - local de notável incidência dos UFOs e aonde até mesmo estranhas edificações desconhecidas, de origem evidentemente ignorada, já foram mapeadas no seu topo por satélites espiões?

 

E muito possivelmente marotíssimos "insetos" do mesmo gênero do que estes, fotografados - adivinhe onde?..... NO SOLO DO PLANETA MARTE, pelos módulos da NASA! E ainda por cima vemos uma grande muralha que os separa!

 

Aqui, outra foto da superfície de Marte, mostrando aquilo que eles mesmo chamam de "As Sentinelas". Obviamente, nada menos do que três espaçonaves estacionadas, ou quem sabe veículos alienígenas em plena locomoção!

 

E aqui, ainda em Marte, podemos ver os nítidos destroços de um outro bizarro "inseto". Repare nas suas "asas".

 

Como de fato, por mais que escondam não tem mesmo jeito: as chocantes evidências gritam por todos os lados! E o quê temos agora aqui? Um gigantesco verme marciano......

 

...... E aqui um outro saindo do seu esconderijo subterrâneo, ou.....

 

.... Quem sabe gigantescas tubulações alienígenas? O perfeito detalhe mostrado nessa foto, pela primeira vez revela uma curvatura desse intrigante objeto, o qual e de fato, mais nos lembra um enorme tubo flexível articulado! Como, então, explicar isso? Possivelmente se trataria de fantásticas obras de engenharia, promovidas por desconhecidos "criadores de insetos"? E desde quando UFOs podem ser confundidos com "insetos"? Não é que são mesmo simplesmente hilariantes esses negadores, sempre e inutilmente pretendendo esconder o óbvio?

 

Próxima Página

Página Anterior

A10TION (Lee Jackson)