Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

DESAFIANDO MURPHY

"Se alguma coisa tiver que dar errado, ela certamente dará errado. E da pior maneira possível"

(Lei de Murphy)

 

Pois é, apesar de cáustica, e também sarcástica, a Lei de Murphy está coberta de razão. É sempre temerário e por vezes perigoso desafiar o desconhecido e tentar dar passos cujas pernas ainda não podem alcançar. E foi exatamente isso que aconteceu ao imenso poderio bélico do Terceiro Reich, na Alemanha nazista, que começava a se agigantar no distante ano de 1945 mediante o auxílio de entidades alienígenas desconhecidas!

 

Começavam a surgir, ainda em fase de testes, máquinas muito à frente daquele tempo - inclusive Discos Voadores - em uma época em que o mundo ainda não estava pronto, ou sequer preparado para isso. Até parece que existe (e aliás existe mesmo!) uma espécie de "supervisão", ou monitoramento, exercidos por outras entidades superiores e desconhecidas que impedem por todos os meios que a humanidade avance, progrida e evolua antes do tempo que lhe foi determinado. Ou quem sabe involua, cometendo erros irreversíveis que poderiam ser fatais e causar a sua própria destruição! Mas o ser humano terrestre ainda é bastante teimoso, tem verdadeiramente a "cabeça dura" e não sabe aprender as grandes lições ou sequer compreender muitas (graves) advertências....

 

Aleluia, Aleluia! Finalmente, após vários - e além de tudo inexplicáveis - misteriosos desaparecimentos de missões anteriores, uma sonda terrestre acaba de tocar o solo avermelhado e enigmático do planeta Marte! A sonda norte-americana Spirit pousou no planeta bem no início de janeiro de 2004 e começou a transmitir as primeiras imagens (foto AP) que mostram apenas pedras lisas e angulares, além da tradicional poeira avermelhada que encobre toda a superfície daquele longínquo mundo.

 

Aqui, uma das primeiras fotos em preto e branco enviadas pela Spirit momentos após o pouso, mostrando, bem ao fundo, um monte - ou quem sabe uma velha pirâmide destruída.

 

Mas POR QUE exatamente escolher um lugar tão inóspito e deserto como aquele para o pouso, SE existem outras regiões bem mais interessantes - como por exemplo Cydonia, repleta de rostos de pedras e enormes pirâmides, obras inegáveis de uma antiga civilização, que por sinal a NASA SABE TER EXISTIDO POR LÁ? E por que exatamente não escolher lugares onde existem os restos de antigas florestas fossilizadas e encobertas pelo gelo, provas de que há milhares de anos Marte possuiu plenas condições de VIDA, com mares, rios, lagos e vegetação? Escolher um lugar desses mostrado na foto da desolada paisagem do Spirit é o mesmo que, por exemplo, uma hipotética civilização alienígena, após explorar bastante o nosso planeta através das suas sondas, mandar um módulo de prospecção para o Egito, repleto de velhas ruínas e pirâmides, e fazê-la pousar bem longe, no Deserto do Saara, onde saberia existir apenas areia! Ou será que após inúmeros fracassos, a NASA entendeu o sutil recado e finalmente reconheceu que os desertos marcianos se constituem nos únicos lugares onde seria "permitido" aos terrestres tocar o solo do planeta, e dessa forma impedir que estranhos, isto é, os habitantes da Terra, bisbilhotem mais de perto os seus incontáveis segredos?

 

E um dos objetivos principais da Spirit é justamente explorar com o seu robô acoplado (foto) uma "depressão coberta de pó" situada nas proximidades, e sutilmente batizado pela NASA de "Sleepy Hollow" - ou seja "Escavação Adormecida"! Mas, caberiam as perguntas:...."Escavação" feita por QUEM? E por que exatamente "Adormecida"? E o QUÊ precisamente as sondas orbitais anteriores teriam fotografado de tão interessante assim nela, para que pudesse merecer tamanha deferência - uma sonda caríssima viajando 6 meses pelo espaço apenas para explorá-la? Contudo, o robô da Spirit está previsto para "percorrer e explorar" algumas regiões mais próximas.

 

Mas por que não escolher como local de pouso nas futuras missões uma região infinitamente melhor, denominada Elysium, onde uma profusão de gigantescas pirâmides poderia servir como ponto de referência para ser muito mais proveitosamente "percorrida e explorada", gerando excelentes (porém muito embaraçosas) fotografias?

 

E não é somente por lá que colossais faixas de pirâmides se espalham pela misteriosa superfície marciana! Veja um outro nesta foto. Como tem, realmente, lugares muito mais interessantes em Marte para se pousar! Mas.... Será que deixam?

 

E já está provado que não se trata de obras da erosão, ou sequer da natureza daquele planeta. São mesmo construções ARTIFICIAIS - em outras palavras, e para sermos diretos, restos e ruínas de uma antiga civilização!!!

 

E a partir de fotografias obtidas pela sonda Mars Orbital, a NASA montou este mapa topográfico de uma dessas regiões repletas de monumentos. Note-se ao fundo algumas pirâmides, obviamente tratadas como "morros", isto é, retocadas, de modo a não chamar muito a atenção!

 

Algumas poucas sondas da NASA que, no passado, conseguiram tocar o solo de Marte, mostram nas suas fotografias coisas verdadeiramente espantosas. Observe bem a área assinalada pelo círculo.....

 

E reveja com maior aproximação. São, obviamente, estruturas artificiais - possivelmente um antigo monumento soterrado. Muito possivelmente a mão (ou a pata) de uma colossal estátua!!!

 

Aqui, uma outra foto, mostrando detalhes de uma outra desolada região marciana. Há, contudo, certas pedras bem interessantes nessa paisagem, denotando terem sido trabalhadas e cortadas, talvez restos de antigas edificações. Ao fundo, uma região chamada "Twin Peaks"onde existem pirâmides soterradas!

 

Nesta outra foto, podemos ver, bem ao fundo, o que parece ser um monumento representando uma criatura deitada, como tantos iguais existem aqui mesmo na Terra - nas intrigantes montanhas da cidade do Rio de Janeiro, por exemplo!

 

E ao que parece, as antigas missões que começavam a tocar o solo de Marte estavam incomodando a "alguém", ou quem sabe a "alguma coisa"! A partir de uma certa época, começaram então a sumir misteriosamente, uma após a outra, as sondas exploratórias enviadas ao intrigante planeta vermelho. Em 1999 a Mars Climate Orbiter (ilustração: NASA), por exemplo, foi uma delas.....

 

..... E nesta foto, é mostrado o tenso ambiente no Centro de Controle da NASA quando por ocasião daquele inexplicável desaparecimento. Os técnicos e os cientistas daquele órgão espacial, como aliás sempre acontece, não encontraram quaisquer motivos para o repentino silêncio do módulo que custou 125 milhões de Dólares!

 

E também a Mars Polar Lander engrossou as estatísticas dos inexplicáveis silêncios ou desaparecimentos desses sofisticados equipamentos. Não havia nada para dar errado ou mesmo qualquer explicação para isso, a não ser.....

 

..... Que a espantosa resposta tenha sido dada exatamente pelas fotos enviadas pela sonda soviética Phobos-2, antes de igualmente "sair de circulação" como as suas similares americanas! Pouco antes de emudecer e simplesmente sumir no espaço sideral a Phobos-2 enviou esta foto, mostrando algo bastante estranho que se aproximava da sua trajetória.......

 

.... E que até mesmo deixou a sua "inconfundível" sombra por sobre a superfície avermelhada de Marte - mostrada aqui em uma das derradeiras fotos enviadas pela Phobos-2 da extinta URSS!

 

Aliás, o estranho objeto, obviamente um UFO, já tinha sido mesmo detectado pelas câmeras da Phobo-2, possivelmente um pouco antes de ser seqüestrada por ele. Nessas duas imagens, o vemos quando evoluía nas proximidades das luas marcianas - tal como faz um astuto tubarão antes de abocanhar a sua presa!

 

Na recente foto (REUTERS), o renomado Professor Colin Pillinger, cientista-líder da equipe britânica envolvida na Missão Beagle-2 da ESA (Agência Espacial Européia) quando em uma conferência realizada em Londres tentava achar e também fornecer explicações para a estranha perda daquele módulo que pousou na superfície marciana precisamente no dia de Natal de 2003 e simplesmente silenciou. Evidentemente, alguém o levou, ou algo o sabotou. E certamente não foi o Papai Noel! A expressão corporal do Professor, magistralmente captada pelo fotógrafo, é bem adequada: não existem quaisquer explicações lógicas para o intrigante mistério. Simplesmente, é tudo mesmo de "botar as mãos na cabeça"!!!

 

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

Próxima Página

Página Anterior

JUNGLE!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VRIL-7