Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

Devido ao grande volume de informações contido nesta página (e também nas que se seguem), por favor aguarde aqui no topo o seu completo carregamento de modo a obter uma compreensão mais ampla dos assuntos abordados.

A MALDIÇÃO HAUNEBU-VRIL

"O Deus Único retornou para seus filhos esquecidos; os gritos de dor dos desesperados chegaram até Ele, justamente agora que os desamparados perderam a esperança e se sujeitaram aos fortes. Os corajosos fogem para longe, para os montes, para os bosques ou para as cloacas na ânsia de escapar ao rei da Terra, aos homens herdeiros da estirpe dos gigantes da Lemúria que, mais fortes pelo seu poderio, oprimem e matam a esmo. Em cada Estado, em cada país, em cada grupo social, em cada núcleo aninha-se um descendente dos lemurianos. Ele se esconde na hipocrisia e vegeta, mas, logo que alcança a gigantesca estatura dos seus antepassados, devora todos os que atravessam o seu caminho; cria o vazio ao seu redor, e os que conhecem seu poderio, para não serem devorados, tornam-se seus escravos; os poucos, que não temem a sua força, fogem para longe e esperam a volta do carrasco"

(Quixe Cardinale)

 

Maldições existem? De certa forma, SIM - e muitas delas são extremamente sutis, perigosamente letais. Desde os velhos tempos do Antigo Egito elas são bastante atuantes e, até mesmo, ousaríamos dizer, muito eficazes. A capa deste velho livro nos mostra a imagem do führer Adolf Hitler, ditador da Alemanha nazista e apontado pela História como o responsável direto pelo grande conflito em que se tornou a Segunda Guerra Mundial, levada a efeito no período de 1939/1945.

 

A política expansionista, e dominadora pelo uso da força, da Alemanha, a princípio se constituiu em uma guerra convencional sempre se utilizando do rudimentar armamento disponível naquela distante época, tanto pelas tropas aliadas quanto pelas forças da própria Alemanha nazista. Em 1945, todavia, alguma coisa dera errado e finalmente o eixo nazista foi derrotado, isso após a lamentável perda de milhões de vidas em ambos os lados. Porém, certas coisas além da compreensão da época foram encontradas e devidamente confiscadas pelas atônitas altas autoridades das forças norte-americanas e russas que invadiram a arrasada Berlim e os seus antigos centros militares e científicos. Essas coisas eram planos, esquemas técnicos, além das mais surpreendentes fotos - tudo mostrando uma cruel realidade: a Alemanha nazista estava prestes a dominar todo o planeta e, o pior de tudo, FORÇAS EXTERNAS AO NOSSO MUNDO a estavam auxiliando mediante a entrega de uma tecnologia situada para muito além do tempo e do próprio espaço!!!

 

Essa fotos mostravam a princípio os chamados HAUNEBU em pleno vôo - os Discos Voadores do Terceiro Reich, os quais, no entanto e por razões ignoradas, não chegaram a ser empregados nos combates.

 

Nesta foto vemos um colossal Haunebu elevando-se do solo. Compare-o com o tamanho do automóvel "mais moderno" da época!

 

Aqui, um VRIL, um aperfeiçoamento dos Haunebu, quando decolava diante de um outro automóvel. Note-se o paradoxo no que tange ao choque brutal de tecnologias. A grosso modo, o mesmo que hoje compararmos uma carroça com uma potente Ferrari, ou seja, temos aí um automóvel da década de 40, ao mesmo tempo e diante de uma máquina proveniente do ano 5 mil - ou talvez muito mais do que isso!!!

 

Mais uma foto confiscada pelos aliados, mostrando um Haunebu em franca operação.

 

E nesta outra, uma bela moça alemã - possivelmente cientista ou militar - passando diante de uma nave do tipo VRIL pousada em uma base secreta.

 

Mais uma cena mostrando um outro VRIL, pousado e sendo revisado por um militar alemão.

 

Aqui, um detalhe mais aproximado de uma outra nave estacionada.

 

Duas naves da família VRIL, agora em pleno vôo! E não se trata absolutamente de montagens: são imagens autênticas!

 

Aqui, uma outra possivelmente quando pousava. Note-se os detalhes da espantosa tecnologia, visível na sua parte inferior.

 

E nesta velha foto podemos ver, em pleno ar, um avião de caça convencional, do tipo utilizado na época, em comparação com um avançadíssimo VRIL. Simplesmente patético!

 

Mais outra foto de uma nave VRIL tendo ao fundo dois aviões de caça - o que, aliás, havia de mais moderno em matéria de aviação convencional naquela época!

 

Outra nave alemã quando se deslocava pelo espaço aéreo do seu país, possivelmente em fase de testes.

 

E ainda por cima, assim como os "originais", todos elas capazes de efetuar espantosas manobras no ar!

 

E veja o diz a manchete dessa sensacional foto: "Uma gigantesca nave alemã caçada por um P-51. 11 de maio, dois dias após a rendição total da Alemanha". Isso prova definitivamente que os UFOs nazistas, de fato, seguiram todos eles depois da guerra para locais ignorados e secretíssimos de modo a não caírem nas mãos das tropas aliadas. E QUEM você acha que foi o verdadeiro caçador dessa foto, e certamente deve ter abatido sem piedade e também sem qualquer chance de defesa, a sua abusada e além de tudo pretensiosa presa?

 

E nesta espantosa foto, um aperfeiçoado VRIL-7 utilizando o que os nazistas chamavam de "O Raio negro" ou "O Raio da Morte" - em outras palavras nada menos que o LASER!!! Como isso chegou até eles? Por mais brilhantes que tenham sido os seus cientistas, tal tecnologia não estava disponível. Simplesmente não era possível ou sequer sonhada naqueles velhos tempos! Após o término da guerra, em 1945, oficiais dos serviços de inteligência americanos e soviéticos começaram a rastrear esses espetaculares avanços científicos e tecnológicos da Alemanha nazista. Uma vez que foram realmente descobertos nas bases militares alemãs uma sofisticada aparelhagem associada à tecnologia dos Raios Laser, o Departamento de Guerra dos EUA decidiu que aquele país deveria não somente controlar tal tecnologia, como também utilizar os cientistas que trabalharam no seu desenvolvimento, de modo "A assegurar que a América tivesse a plena vantagem desse significativos avanços que eram vitais à sua segurança nacional". E mais: uma correspondência expedida pelo General Hugh Knerr, Comandante das Forças Estratégicas na Europa, dizia textualmente: - "A ocupação das bases científicas e industriais da Alemanha revelou fatos extremamente alarmantes em muitos campos de pesquisas. Se não aproveitarmos essa oportunidade para capturar os aparatos e os cérebros que os desenvolveram, e colocá-los ao nosso serviço imediatamente, ficaremos muitos anos atrasados tentando cobrir um campo já explorado".

 

Os esquemas técnicos confiscados mostram as diferenças entre os diversos tipos de naves discoidais da Alemanha nazista. Existiram, todavia, outros modelos muito mais aperfeiçoados.

 

E esta era a insígnia da privilegiada elite dos pilotos de UFOs da Luftwaffe!

 

Simultaneamente ao seus UFOS, ou se preferirmos Disco Voadores, a Alemanha nazista estava também dezenas de anos à frente das nações mais tecnológicas do planeta, desenvolvendo artefatos bélicos os quais somente HOJE possuímos e assim mesmo se tratando de meras cópias dessa tecnologia, desenvolvidas exatamente por alguns cientistas alemães que após a guerra "se passaram" (um sutil eufemismo de "capturados") para o lado dos americanos e dos russos. A Alemanha foi a pioneira no desenvolvimento e na montagem dos aviões a jato e supersônicos, dotados de asas-delta - como por exemplo este aí da foto que inclusive era capaz de decolar e aterrissar verticalmente - hoje emulado pelos caças Harrier, muito empregados pela Grã Bretanha nos seus porta-aviões!

 

Simplesmente fantástico, uma realidade assustadora: essas aeronaves dos sonhos e pertencentes a um futuro ainda não alcançado, voavam através de meios de propulsão desconhecidos, sem serem dotadas de motores convencionais!

 

E até mesmo existiu a espantosa montagem de um HELICÓPTERO SUPERSÔNICO, baseado na tecnologia dos VRIL-7 e desprovido dos convencionais rotores de cauda e principal, capaz de realizar ascensão vertical de 800 metros por minuto, atingir a altitude de 24.200 metros e velocidades acima de 2.200 quilômetros por hora! E chegou mesmo a voar em fase de testes, sob o comando do piloto Joachim Roehlike, em fevereiro de 1944.

 

E você sabia que, conforme apurado pelos atônitos serviços de inteligência militar das forças aliadas, os Discos Voadores nazistas eram movidos sem quaisquer tipos de combustíveis convencionais ou conhecidos, mas, sim, por processos de ANTIGRAVITAÇÃO e ELETROMAGNETISMO- algo que ainda hoje, em pleno Terceiro Milênio, não possuímos? Alcançando estupendas altitudes e vertiginosas velocidades de até 40 mil quilômetros por hora, eram impulsionadas por um tal "Thule Tachyomator-7B"!

 

Tudo isso soaria fantástico em demasia? NÃO! Acredite que não! Na foto você vê o militar norte-americano Richard Cornwell, que foi investigador do Serviço de Contra Inteligência do Exército dos EUA (CIC) durante a Segunda Guerra Mundial, o qual revelou ter pessoalmente examinado uma aeronave nazista em forma de cilindro, desprovida de asas e com cerca de 300 pés de comprimento (conforme observou, "muito maior do que um submarino aliado"), destinada, segundo documentação associada, ao transporte de suprimentos, materiais diversos e pessoal..... PARA A LUA!!! Tal sensacional e inusitada descoberta foi efetuada em profundas instalações subterrâneas ultra-secretas, situadas nas Montanhas de Harz. Os cientistas nazistas, contudo, removeram o sistema de propulsão da nave, bem como alguns equipamentos desconhecidos, notadamente no painel de controles, antes de abandonarem aquelas instalações. Segundo Cornwell, essa portentosa nave era confeccionada em uma estrutura peculiar, muita fina, composta por um material desconhecido, dotado de uma rara aparência cinzento-esverdeada e semelhante ao vidro!!! Detalhe curioso: a insólita nave espacial não ostentava quaisquer insígnias do Terceiro Reich, como seria de praxe. Seria, então, um artefato genuinamente alienígena? E o quê o Governo Americano teria feito com ele? Não se sabe. Cornwell foi obrigado por agentes governamentais dos escalões superiores a silenciar por durante muitas décadas.

 

Nada demais nisso! Os detalhados esquemas técnicos que caíram nas mãos dos vencedores (fotos) serviram, aliás, de base aos desenvolvimentos militar e científico de TODOS os países do bloco aliado na Segunda Guerra (EUA, Rússia, Inglaterra e assim por diante) - aproveitando-se todos eles, e "por tabela" (isto é indiretamente), de uma tecnologia obviamente alienígena! Há, porém, nisso tudo uma armadilha muito sutil, um verdadeiro e cruel anátema que até hoje nos acompanha!

 

Pois, contudo e ainda no cenário da guerra, máquinas voadoras fantásticas, e além disso situadas para muito além do seu tempo e da sua época, começavam a cruzar intensamente os céus da Alemanha e também a preocupar os serviços de espionagem das forças aliadas. Alguma coisa muito estranha estava acontecendo. E essas coisas muito estranhas, que de fato aconteceram, resultaram na maldição que pesa até hoje, e cada vez mais intensa, sobre as nossas cabeças, podendo como horrível conseqüência acarretar o inevitável fim da tresloucada humanidade terrestre!

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

Próxima Página

Página Anterior

WITCHAVEN