Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

AS CRÔNICAS DOS TERRITÓRIOS PROIBIDOS

"Porque mil anos são a teus olhos como um dia, como um ontem que passou, a vigília de uma noite"

(SALMOS, Cap 90, Vs. 4)

 

Ao largo das costas do Taiti, as redes dos pescadores trouxeram uma surpresa. Uma surpresa arrepiante provando que os oceanos escondem segredos que sequer possamos imaginar. E, principalmente, que as lendas muitas vezes não são mesmo simples lendas! Desde a mais remota antigüidade, o mito da existência das sereias sempre esteve presente, não só nos relatos como também nos diários de bordo dos antigos navegadores.

 

Detalhes do cadáver da estranha criatura, visto em posição dorsal. Um horrível mistura de criatura humana com peixe! Observe-se as costelas, omoplatas, braços, mãos e a coluna vertebral - tudo tal como no Homem - e também as nadadeiras situadas logo abaixo.

 

E eis o rosto, se é que pode ser assim chamado, da bizarra criatura marinha! As lendas só não conferem justamente neste detalhe. Ela diziam que as sereias eram mulheres muito belas, longos cabelos, com metade do corpo de peixe, que mediante seus cantos e encantos atraíam os navegantes levando-os consigo para a morte no fundo dos mares! Mas só se hipnotizassem os naturalmente "famintos" marinheiros modificando as suas horrendas aparências através de uma espécie de controle, ou sugestão mental. Já pensou?

 

E aqui está um outro bizarro esqueleto, de procedência e origem ignoradas, mostrando, talvez, aquilo que também outrora foi uma lendária criatura: o Unicórnio, uma espécie de eqüino dotado de chifre!

 

Sim, há coisas estranhas no céu, na terra e no mar. Esta espantosa foto foi recentemente tomada por uma jovem americana em uma antiga ruína no seu país. Essa criatura humanóide porém, ao contrário das mostradas acima, estava bem viva e emergia do subsolo quando foi flagrada pela lente da câmera fotográfica antes de rapidamente retornar ao seu local de origem! E que diabos seria isso?

 

Em uma área de um deserto norte-americano, no Colorado, este caçador atirou e matou um animal bastante estranho.... Nada menos do que o filhote, ou uma espécie adaptada, de um animal pré-histórico que oficialmente se julgava extinto há mais de 60 milhões de anos, vulgarmente conhecido como "O lagarto do rio"! (FOTO: American Bio Fortean Rewiew)

 

Veja-o mais perto (também em negativo, à direita) e tire a suas próprias conclusões.

 

A terra tem, de fato, muitos mistérios! Nesta foto das ruínas de Machu Picchu, Peru, um enorme rosto escavado na rocha bruta, ao alto, fita o espaço! Antecedendo em muito a Civilização Incaica, não se sabe quem foram os seus misteriosos construtores e também de que modo transportaram e colocaram naquela enorme altitude os colossais blocos rochosos que foram utilizados no seu fantástico complexo arquitetônico, visto em plano inferior!

 

E "lá fora" - bem no ainda mais fantástico espaço exterior - também existem coisas verdadeiramente espantosas! Nesta foto da NASA, tomada por astronautas na superfície lunar, uma outra curiosa "escultura" sobressai na rocha bruta....

 

..... Nada menos que o rosto de uma criatura, obviamente alienígena! Uma antiga marca da passagem de "alguém" pelo nosso árido satélite. Mas exatamente QUEM?

 

E as inúmeras fotos "proibidas" provam que não só na superfície como também ao redor da Lua, coisas estranhas se manifestam. Observe bem a foto e verá um estranho objeto bem ao centro da imagem......

 

..... Que por sinal foi nitidamente fotografado ao se aproximar no plano inferior do módulo da NASA!!! Um estranho artefato, quem sabe um satélite ou talvez uma espaçonave, obviamente fruto de uma engenharia praticada por seres inteligentes que não os homens que habitam o pequeno planeta Terra!

 

E o nosso estimado amigo e visitante deste Site, Silvio Guerrinha, de Portugal, fotografou a bela paisagem da sua cidade (Sines) e ainda por cima um enorme UFO que sem menor cerimônia desfilava lá por cima.....

 

..... Aqui devidamente ampliado. E quanto a isso não resta a menor dúvida: é mesmo um UFO!

 

Insólitas tecnologias...! E falando nisso, veja mais outra surpreendente "curiosidade" arqueológica, encontrada no fantástico complexo de túneis subterrâneos que percorrem todo o território do Equador. Uma espiral, colocada em uma placa de ouro, que, no escuro, emite estranhas luminosidades pulsantes - em tonalidades diferenciadas! Até hoje ninguém conseguiu explicar a natureza, a origem e também as estranhas propriedades relativas ao intrigante fenômeno! Só se sabe que é fruto de uma avançada civilização que deixou as surpreendentes marcas da sua passagem no desconhecido e bastante remoto passado terrestre!

 

Sim, uma antiga civilização, vinda sabe-se lá de onde, habitou a face da Terra em épocas que o próprio tempo esqueceu. E essa civilização por algum motivo ignorado procurou refúgio, ou se estabeleceu, em túneis subterrâneos misteriosos - existentes aliás em todo o nosso planeta! Na foto você a entrada para as chamadas "Criptas de Ishibutai", Japão - oficialmente atribuídas a uma "obra de dinastia imperial muito antiga".... Mas teria sido isso mesmo? E por que exatamente o nome de "Criptas".....

 

...... Se até agora nada que sugerisse a existência de "criptas" naquele local foi descoberto? Há em Ishibutai um pesado e colossal bloco rochoso que serve para vedar o interior do intrigante complexo subterrâneo. Na foto, arqueólogos japoneses trabalham junto a essa colossal porta, ou portal. Note-se a perfeita superposição de pesadas rochas no corredor de acesso. Surge, então, inevitavelmente, a mesma pergunta pertinente aos demais túneis e complexos subterrâneos que percorrem todo o globo terrestre: - Como poderia ter sido feito isso sem o necessário auxílio de máquinas? E quem dispunha de tal tipo de maquinário há quem sabe milhões de anos atrás?

 

O Museu de Cochabamba, Bolívia, guarda esta estranha e importante "curiosidade" arqueológica. Dá para notar o quê de estranho existe nela? Sim, marcas profundas de antigas e desconhecidas mãos. Só que NÃO FORAM ESCULPIDAS. Foram MOLDADAS no granito - assim como colocamos as mãos e as deixamos marcadas em um moderno bloco de cimento antes de seco! As antigas lendas e tradições de várias e milenares culturas do passado - Maias, Aztecas, Egípcios, Tibetantos, etc. - dizem que na antigüidade mais remota, no tempo das civilizações perdidas, os seus evoluídos habitantes (muitas vezes tomados como "deuses") conheciam o segredo (ou a tecnologia) para liquefazer as rochas, e assim transportá-las, moldá-las e manipulá-las à vontade! Isso, sem dúvida alguma, bem poderia explicar alguns dos grandes mistérios do passado, relativos aos enormes monumentos que desafiam a Ciência pelo fato de terem os seus colossais blocos de pedra transportados a grandes altitudes, sendo perfeitamente dispostos e ainda por cima milimetricamente ajustados! Nada de espantoso ou mirabolante nisso. O nosso popular cimento não é, também e de certa forma, uma "pedra liquefeita e moldável"?

 

"Pedras moldáveis" que nos levam certamente a muitos lugares! Nelas, as eternas rochas, rostos misteriosos, tão antigos quanto o alvorecer dos tempos, nos fitam silenciosa e enigmaticamente em todos os quadrantes deste planeta! Na foto, você vê alguns exemplos da chamada "Cidade dos Ídolos", em Saint-Barnabé, França. Essa intrigante profusão de esculturas é, como aliás sempre acontece, atribuída à "erosão". Mas terá sido isso mesmo? Quem foram esses misteriosos personagens retratados desde épocas imemoriais pelos mais diversos continentes, e que papel teriam eles desempenhado na História oculta do planeta Terra? Continuemos então seguindo as intrigantes pistas....

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

 

Próxima Página

Página Anterior

A10TION (Lee Jackson)