Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

OFERENDAS AO DESCONHECIDO

"Convenço-me que os seres extraterrestres que observam a Terra já nos visitam há milênios naquilo que chamamos de "discos voadores". Estes objetos são concebidos e pilotados por seres inteligentes de nível muito elevado"

(Prof. Dr. Hermann Oberth - cientista, considerado um dos "pais dos foguetes")

 

Um dos grandes mistérios do ar é representado pelo inexplicável desaparecimento de um avião de modelo semelhante ao da foto acima, um Lancastrian Stardust-47 petencente à British South American Airways, ocorrido em 2 de agosto de 1947. Quando voava de Buenos Aires, Argentina, para Santiago, no Chile, levando a bordo cinco tripulantes e 6 passageiros, e faltando apenas poucos minutos para a aterrissagem, o enorme quadrimotor simplesmente sumiu em pleno ar! O que mais causou espanto foi uma estranha transmissão radiofônica contendo por três vezes apenas uma palavra desconhecida de qualquer idioma deste planeta, que foneticamente soava como "STENDEC".... E ainda por cima transmitida por uma voz absolutamente sobrenatural e cavernosa que de maneira alguma pertencia a qualquer dos desditosos tripulantes daquele aeronave! Em busca de possíveis destroços, a região dos Andes foi intensamente sobrevoada por unidades de resgate que, como sempre acontece nesses misteriosos e inexplicáveis casos, nada encontraram! Até hoje, em pleno ano 2003 e portanto há mais de 50 anos, os familiares das vítimas e as autoridades daqueles dois países ainda tentam encontrar uma resposta para tão atordoante enigma! Pensava-se que a voz poderia ter sido do operador de rádio daquela aeronave, Dennis Harmer, pelo fato de na época ter existido uma revista de Ufologia espanhola, denominada STENDEK! Coincidência? Claro que não! As investigações revelaram que o fato de o enorme avião ter sumido a apenas 4 minutos do pouso, no caso de um eventual acidente ele teria caído bem próximo de Santiago e obviamente o desastre, ou ainda uma explosão, teriam sido vistos e ouvidos por diversas testemunhas. O inquérito instaurado para apurar o fato terminava com a seguinte conclusão: - "É particularmente perturbador. O avião se evaporou, portanto, no ar. Não há outra possibilidade"!

 

Porém, seja lá o que for aquilo que caça e dá sumiço às aeronaves nos nossos céus, não escolhe as suas vítimas e tampouco respeita as aeronaves militares, mesmo aquelas equipadas com potentes armamentos e pertencentes às grandes potências mundiais! Na foto, uma aeronave de combate da Força Aérea Americana do tipo A-10 Thunderbolt. E foi precisamente em agosto de 1997 que um avião deste tipo, fortemente armado e pilotado pelo Capitão Craig Button, simplesmente também sumiu em pleno ar quando voava a 12 mil pés de altitude nas proximidades de Gila Bend, Arizona, em missão de rotina que partira da Base Aérea de Tucson!

 

E mesmo que tivesse ocorrido uma acidente com o A-10, o experiente piloto poderia ter ejetado. E também, se este tivesse sido o caso, teria entrado em ação um sofisticado equipamento de sinalização que poderia emitir freqüências de localização e assim possibilitar o rastreamento dos eventuais destroços, bem como a posição do piloto, ou do seu cadáver, no solo. O certo é que, até hoje, mais esse intrigante mistério persiste. E como sempre, misteriosamente, nenhum traço de ambos, avião ou piloto, foi encontrado apesar das intensas buscas efetuadas!

 

Uma audácia realmente sem limites. E quando se fala em audácia advinda de criaturas desconhecidas, é sempre bom recordar o espantoso Caso Coyne, no qual um helicóptero do Exército Americano foi atacado e quase sugado para o interior de um enorme UFO, quando em vôo noturno de rotina sobrevoava Mansfield, Ohio, em 1973! Ao retornar para a base, situada em Columbus, eram precisamente 23:00 horas quando a tripulação composta por quatro militares viu um enorme objeto avermelhado que avançava em estupenda velocidade, em rota direta de colisão lateral contra o helicóptero! O Comandante Coyne (foto) estava a uma altitude de 2500 pés e manobrou bruscamente de modo a evitar o impacto do UFO forçando uma descida abrupta para 1500 pés. Neste momento o UFO estacionou sobre a aeronave militar e os tripulantes puderam vê-lo de maneira nítida, descrevendo-o como "um objeto alongado em forma de charuto, de aparência cinza metálica e dotado de luzes branca, verde e e vermelha"! Tudo ao redor e também no interior do aparelho militar adquiria uma estranha e intensa luminosidade esverdeada. Os controles do helicóptero ficaram inoperantes e este começava a ser sugado para cima, atingindo em alguns segundos a altitude de 3500 pés! Quando o altímetro marcava 3800 pés, Coyne com toda a sua tripulação tomada pelo pânico e banhada de suor, subitamente consegiu retormar o comando do helicóptero, efetuando um mergulho temerário e desesperado para fugir da iminente tentativa de captura pelo UFO! Desistindo então da caçada, o UFO partiu em grande velocidade em direção às camadas superiores da atmosfera - onde qualquer aparelho convencional terrestre jamais poderia atingir! Testemunhas, no solo, presenciaram a audaciosa tentativa de seqüestro e por sinal relataram no inquérito militar instaurado que também viram quando o helicóptero parecia estar banhado na tal intensa luz verde, situada bem abaixo do enorme UFO que o sugava sem a menor cerimônia!

 

Algo, contudo, bem pior ocorreu em 24 de julho de 1924 com um avião militar britânico de reconhecimento, quando efetuava patrulha no Deserto da Mesopotâmia. Pilotado pelo oficial W. T. Day e tendo como co-piloto D.R. Stewart, o avião não regressou à hora prevista. As intensas buscas o encontraram no dia seguinte, pousado na vastidão do deserto e em perfeito estado, ainda repleto de combustível e em totais condições de operação. Além das marcas naturais da aterrissagem, nenhuma outra trilha feita por seres humanos ou mesmo animais e máquinas sulcava as areias do deserto hostil! As pegadas dos dois pilotos, porém, saiam do avião e avançavam lado a lado por uma distância de cerca de 40 metros quando repentinamente desapareciam sem qualquer explicação.... Como se ambos tivessem sido sugados na direção do céu. E nunca mais se ouviu falar deles! As conclusões oficiais foram de que "algo obrigara o avião a pousar e os dois pilotos foram seqüestrados". Mas - perguntamos nós - seqüestrados COMO e POR QUEM?

 

Sim, coisas estranhas circulam no ar! Os inexplicávies desaparecimentos de um incontável número de aviões e de todos os seus resepctivos tripulantes e passageiros é realmente assustador, muito embora escondam isso. A resposta parece estar exatamente na existência dos UFOs e das misteriosas criaturas que as tripulam. Na foto acima, você vê uma cena do filme "Alien - O Resgate", na qual uma horripilante criatura alienígena invade um helicóptero em pleno ar. Algo que não parece estar muito distante da cruel realidade!

 

O mar também esconde as suas sinistras armadilhas, não se sabe exatemente feitas por quem e para quê! Desde os tempos mais remotos as crônicas existem e talvez a mais apavorante delas nos dê conta daquilo que aconteceu em 1881 com a escuna Ellen Austin, quando navegava a oeste dos Açores. Em certo momento, a tripulação avistou uma outra escuna, em perfeito estado e à deriva, mas sem vivalma a bordo. O capitão determinou então a abordagem e, de acordo com a lei do mar vigente na época, tomou posse da outra embarcação. Uma parte da sua tripulação nela embarcou e deveria seguir o Ellen Austin até o seu destino. Porém, uma súbita turbulência causou algo semelhante a uma tempestade e a escuna fantasma sumiu de vista, somente reaparecendo dois dias depois.... Também à deriva e sem vivalma a bordo! A tripulação substituta sumira sem deixar vestígios! Intrigado, o capitão determinou que uma segunda turma ocupasse a escuna e ambas seguiam novamente lado a lado quando a tal "tempestade" misteriosa voltou, fazendo-a desaparecer pela segunda vez! E quando alguns dias depois reapareceu, toda a segunda tripulação substituta também se evaporara! Achando melhor não mais desafiar o desconhecido e diante dos protestos da sua tripulação cujos membros se recusavam a ser as próximas vítimas, resolveu deixar aquela valiosa presa de lado e sabiamente tratou de sair dali o mais rapidamente possível!

 

De fato, o mar também esconde as suas armadilhas, que caçam não só os aviões que o sobrevoam como também imensas embarcações, tais como o Marine Sulphur Queen - um cargueiro com o comprimento de 141 metros e todos os seus 39 tripulantes que simplesmente sumiram sem deixar quaisquer traços região do Triângulo das Bermudas, em 2 de fevereiro de 1963!

 

E o "Misterioso Desconhecido" igualmente levou consigo o enorme cargueiro panamenho "Sylvia L. Ossa" em 13 de outubro de 1976 e na mesma área do sinistro Triângulo das Bermudas, logo após o comandante ter enviado uma mensagem dizendo que o navio estava em meio a "estranhas turbulências"! Mais de 17 dias de intensas buscas realizadas pela Guarda Costeira Americana não encontraram sequer um mínimo vestígio do navio e de toda a sua tripulação, que incluía nove cidadãos brasileiros! As famílias desses tripulantes brasileiros, aliás, ficaram 7 anos lutando nos tribunais dos EUA e do Brasil para receber seus direitos, uma vez que não havia cadáveres para provar as mortes, impossibilitando assim a emissão dos necessários atestados de óbitos.

 

E o triste desfecho oficial das infrutíferas buscas, realizadas durante 60 dias consecutivos, não apagou até hoje a dor das famílias das cinco geógrafas do Projeto RADAM - desaparecidas desde 13 de maio de 1980 em pleno ar, juntamente com o avião Islander PT-KHK de uma empresa de táxi aéreo (pilotado por dois tripulantes), quando, a partir do litoral oeste da cidade do Rio de Janeiro (Pedra da Gávea!), seguia em missão sigilosa destinada a rastrear estranhos túneis subterrâneos e bizarras edificações desconhecidas presentes em uma vasta área do subsolo! Túneis e edificações que por sinal foram localizados e mapeados anteriormente através de levantamentos aerofogramétricos com a utilização de tecnologia infravermelha! E até aquela data, 13 de maio de 1980, nada menos que seis outros aviões igualmente sumiram lá por aqueles lados sem deixar vestígios! O quê exatamente estaria por trás disso?

 

Misteriosas edificações subterrâneas que aliás percorrem todo o nosso planeta! E estariam mesmo estabelecidas por aqui algumas dessas perigosas criaturas que nos caçam? E para quê exatamente nos caçam? O que você vê acima não é uma paisagem da superfície da lua como poderia à primeira vista parecer. Trata-se de uma foto "proibida", supostamente mostrando as entradas para uma base alienígena subterrânea - situada em pleno território dos Estados Unidos da América, possivelmente em Dulce ou Groom Lake - Área 51! E se isso for mesmo uma base "alien" estabelecida aqui no nosso mundo, algo ainda mais estranho do que isso salta aos olhos: - O QUÊ exatamente estariam fazendo nas suas proximidades os veículos militares americanos vistos na imagem? E que tipo de estranha "convivência pacífica" seria mesmo essa? Haveria então uma espécie de "quinta coluna" terrestre dando cobertura às obscuras atividades dessas criaturas? Diante das muitas coisas estranhas e inexplicáveis que acontecem, podemos pensar que SIM!

 

Nesse particular, o simples nome "DULCE" evoca os calafrios! Dulce é uma pequena localidade, situada em uma remota região próxima ao Novo México. E seria bem por debaixo de uma formação montanhosa denominada "Archuleta Mesa" (foto) que existiria uma instalação secreta que pode ser considerada como "o maior circo de horrores de toda a Terra"! Segundo um denunciante, Thomas Costello, oficial de segurança que alega lá ter trabalhado até o ano de 1979, essas instalações subterrâneas compostas por seis níveis, abrigariam uma sórdida aliança tecnológica e científica entre certos setores do Governo Americano e duas raças alienígenas que aqui promovem as suas nefastas atividades - cerca de 180 mil "grays" e centenas de "reptilianos", justamente os mais perigosos! Costello denunciou ainda que horrendas experiências genéticas ali são praticadas com seres humanos e também mediante a utilização de outras formas de vidas existentes na Terra, tais como focas, peixes, pássaros e ratos. Exatamente no Nível-6, conhecido como o "Hall dos Pesadelos", existiriam tanques contendo partes mutiladas de corpos humanos e ainda outras bizarras criaturas em desenvolvimento, frutos dessas horrendas misturas genéticas envolvendo os aliens - tais como uma bizarra espécie de "homens-morcego"! No Nível-7, existiriam embriões humanóides preservados em tanques especiais e..... Seres humanos aprisionados em jaulas, muitos deles clamando em desespero por socorro! Essas visões do inferno levaram Thomas Costello a obter e reunir fotos e filmes secretos, dali se desligando o mais rapidamente possível e denunciando ao mundo essas barbaridades praticadas mediante a colaboração e a complacência dos nosso próprios semelhantes terrestres! Simplesmente apavorante!

 

OLÁ VISITANTE! QUER CONHECER O CIRCO ALIENÍGENA

DOS HORRORES? ENTÃO CLIQUE EM MIM!

Próxima Página

Página Anterior

Borderline