Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

OS SEGREDOS MAIS PROFUNDOS DE NETUNO

"Essas forças, quaisquer que sejam, oferecem provas de causar inesperadas modificações em nossas leis estabelecidas, referentes à matéria, à gravidade, ao espaço e ao tempo"

(Charles Berlitz)

 

Netuno, o mitológico Senhor dos Mares, guarda certamente com muita avareza os insondáveis mistérios dos seus vastos e desconhecidos domínios! Ruínas enigmáticas de perdidas civilizações; rostos estranhos que fitam os atônitos mergulhadores com os seus milenares olhos cavos; criaturas do reino animal, exóticas e dotadas de uma beleza ímpar - tudo isso está presente nesse reino silencioso, de certa forma assustador e ainda inexplorado. Contudo, existem muitas, MUITAS coisas mais.......

 

Não; não se trata como pode parecer das luzes de uma cidade vistas de alto mar! O que você vê na foto acima é precisamente aquilo muito pouco divulgado e que chamam de "O Fogo Mágico" - uma curiosa manifestação luminosa de alta intensidade à beira d'água que ocorre na Mar do Japão, sempre que os UFOs circulam lá por aquelas bandas. Aliás, assim como no famigerado Triângulo das Bermudas - este o recordista absoluto - o Mar do Japão é o segundo lugar na Terra em ocorrências de misteriosos e inexplicáveis desaparecimentos de navios, aviões e seres humanos!

 

Sim, além dos UFOs que circulam por sobre ele (e que, por sinal, DENTRO DELE possuem as suas bases) e além das misteriosas ruínas submersas de várias perdidas e desconhecidas civilizações, o misterioso mar também possui as suas estranhas e não menos conhecidas criaturas! Aqui, a incrível foto dos restos de um monstruoso animal marinho, capturado pelas redes dos pescadores na Tasmânia!

 

E veja outra raridade cuja carcaça foi recolhida por pescadores japoneses do navio Zuyo Maru. E ela está olhando bem para você, Prezado Visitante! Observe com bastante atenção a parte inferior da foto.

 

Veja-a mais de perto e em melhor perspectiva. Obviamente, tal criatura não é catalogada em nenhum tratado de biologia! O que seria então? Muito provavelmente o mar deve guardar nas suas insondáveis profundezas inúmeras criaturas originárias dos tempos pré-históricos, as quais sobreviveram e se adaptaram através dos tempos a um novo habitat. E, de acordo com todas as evidências, parece que quanto a isso não há mesmo muito o que se discutir!

 

Mas.... Olhe com muita atenção para a ampliação da "face" (se é que assim podemos chamar) dessa criatura verdeiramente muito misteriosa e sobretudo insólita!!!

 

Como de fato, coisas bastante bizarras circulam nos oceanos da Terra! "Atenção pescadores: antes de descartar coisas esquisitas capturadas, olhe as sua redes. 500 Dólares de recompensa pelo espécime de um animal não identificado, parecido com isso. A recompensa será paga pelo espécime (e todos os direitos de publicidade) somente se um especialista confirmar que o o exemplar não é pertencente a uma espécie conhecida. Recompensas especiais para fotografias de qualidade serão consideradas.......".

 

Inegavelmente, a vida surgiu nos oceanos da Terra. E não há nada de surpreendente no fato de que verdadeiros fósseis vivos ainda assombrem os nossos mares. O tubarão - um exemplo típico - sobreviveu a todas as mudanças terrestres por incontáveis milhões de anos e é capaz de se adaptar e viver por muitos outros milênios. Na foto, obtida em abril de 2003, apenas um "filhote" com quase três metros de comprimento é exibido por militares do Corpo de Bombeiros, após ser capturado em uma praia da Cidade do Rio de Janeiro, quando juntamente com o seu bando (que por sinal destruiu as redes de vários pescadores), procuravam banhistas, ou quem sabe alguns "sarados" surfistas mais desavisados, para o seu "almoço"!!! (FOTO: Jornal O GLOBO)

 

E nesta foto vemos um monstruoso e desconhecido espécime de calamar - capturado em 1996 na Nova Zelândia! A lula, muito próxima da sua família, é certamente uma fina e muito saborosa iguaria. Porém, esta aí de cima faria certamente qualquer gourmet, ou gourmand, perder o apetite e se tornar radicalmente vegetariano - principalmente se a encontrasse dentro d'água. E, é claro, se escapasse do seu sempre certeiro, mortífero e devastador ataque!

 

Porém, existem, sem qualquer dúvida, coisas ainda bem maiores do que aquela! As antigas crônicas do mar relatam inúmeros e pavorosos ataques efetuados contra os antigos veleiros, precisamente nos tempos das grandes navegações. Polvos e calamares gigantescos fizeram certamente muitas vítimas pelos oceanos afora, até mesmo destruindo navios! E isso se torna perfeitamente crível, e até bastante compreensível, pelo fato de as antigas embarcações terem sido muito lentas e sem mobilidade, o que impedia qualquer possibilidade de evasão diante desses ataques.

 

Esta é uma antiga gravura mostrando a aparição de uma colossal serpente marinha em meio às embarcações de um porto britânico. Mera abstração? Não mesmo! E agora responda rapidamente qual a diferença que existe entre essa imagem, elaborada há muitas décadas atrás, quando a navegação ainda era rudimentar, e a próxima - bastante moderna - que você vai ver logo abaixo.......

 

..... Nenhuma diferença! Justamente porque essa foto, ao que parece obtida no litoral do Rio de Janeiro - já que vemos ao fundo a imagem de uma montanha muito semelhante ao Corcovado, que por sua vez se situa na Baía de Guanabara - nos dá a mais plena certeza de que as antigas lendas dos marinheiros sobre as aparições de serpentes marinhas não eram mesmo simples lendas ou sequer frutos das mentes excessivamente imaginosas dos antigos navegantes!

 

Porém, o mar guarda ainda outros mistérios - muito mais sinistros e sutis. Desde a antigüidade mais remota, o sumiço dos tripulantes das mais diversas embarcações (de várias nacionalidades!) tem causado assombro e perplexidade. Contudo, um dos casos mais espantosos foi o do veleiro mostrado na ilustração acima, o escocês Dundee Star. Além de toda a sua tripulação ter desaparecido como que por encanto, a embarcação fantasma, sem nenhum comando, deu praticamente a volta ao mundo, vagando a esmo pelos oceanos por durante quatro anos até ser finalmente recolhida na Ilha Midway em 1891!

 

Pode-se até pensar que coisas estranhas verdadeiramente realizam as suas caçadas nos mares! Essa outra ilustração nos mostra o Kobenhaven, navio-escola dinamarquês que sumiu sem deixar quaisquer vestígos - juntamente com toda a tripulação e os setenta cadetes da marinha daquele país que estavam a bordo em missão de treinamento! O mais estranho é que aquela embarcação militar possuía motores diesel auxiliares e um completo equipamento de radar e radiotransmissão. E nenhum pedido de socorro foi emitido. Parece que foram tragados no ar!

 

E mesmo nos tempos modernos e com toda a tecnologia disponível, alguma coisa no mar caça os nossos navios e submarinos. Na foto, duas belonaves e dois trágicos destinos: à esquerda o Tresher, movido a energia nuclear e misteriosamente desaparecido com seus 129 tripulantes, desde 10 de abril de 1963 quando submerso na região próxima da Nova Inglaterra. E, ao seu lado, o também norte-americano Scorpion......

 

...... Outro imenso mistério, o Scorpion, também um submarino movido a energia nuclear, que desapareceu para sempre com os seus 99 tripulantes - desde 27 de maio de 1968 - quando estava a cerca de 10 mil pés de profundidade na área situada a sudoeste dos Açores - região bastante estranha onde aliás suspeita-se que existam as submersas ruínas da perdida Atlântida!

 

E a caçada, ou melhor dizendo, os caçadores, não respeitam mesmo quaisquer fronteiras, bandeiras ou nacionalidades. O francês S647-Minerve também desapareceu misteriosamente durante um exercício naval em 27 de janeiro de 1968, no Mediterrâneo. Simplesmente sumiu com toda a sua tripulação no fundo do mar e diante dos outros navios que o acompanhavam..... Sem deixar quaisquer vestígios! E esses casos não foram os únicos. Existe uma extensa lista, muito embora nunca divulgada, de DEZENAS de submarinos desaparecidos em condições semelhantes! O quê, ou QUEM, exatamente estaria por trás de tudo isso?

 

E ao que tudo indica haveria um certo "interesse" pelos submarinos nucleares. O estranho caso do submarino russo Kursk não foi bem um desaparecimento. Ao contrário, um misterioso acidente cujas verdadeiras causas até hoje são mantidas sob o mais rigoroso sigilo! Oficialmente, em 12 de agosto de 2000 e quando submerso no Mar de Barents - uma explosão a bordo, logo seguida de uma pane desconhecida, literalmente "apagou" todos os reatores nucleares a uma grande profundidade, causando a lenta e horrível morte por asfixia de toda a sua tripulação (mais de 100 tripulantes!), aprisonada na alucinante escuridão por durante vários dias e sem qualquer chance de socorro! E você quer saber a verdadeira causa do "acidente"? O fato ocultado ao público é que o Kursk (de acordo com os rastreamentos efetuados por vários navios militares ocidentais que estavam nas proximidades) foi interceptado e talvez tenha colidido (ou ainda - quem sabe - deliberadamente atacado ou vítima de uma tentativa de seqüestro?) por um Objeto Submarino Não Identificado, que logo depois evadiu-se em altíssima velocidade pelas profundezas!!! Na foto AP, à direita, os perplexos peritos russos examinam alguns destroços decorrentes da tal inexplicável colisão, os quais foram recolhidos muito tempo depois daquele inusitado "acidente".

 

O quê exatamente estaria por trás de tudo isso? Talvez aquilo que furtivamente também percorre os nossos céus - tal como este da foto acima, fotografado na Califórnia em 1997. E de onde viriam essas máquinas fantásticas e sobretudo desconhecidas que parecem desprezar as leis da Física, do espaço e do próprio tempo?

 

Talvez de muito mais próximo do que possamos imaginar! Pois, certamente, coisas bastante estranhas além dos monstros marinhos se movimentam pelas profundezas dos nossos mares! E esta foto nos mostra uma delas: um dos chamados USO - Unidentified Submarine Objects (Objetos Submarinos Não identificados), fotografado por um atônito mergulhador na região maldita das Bermudas. Em outras palavras, um UFO que com obscuros propósitos (e ainda mais furtivamente) se locomove embaixo d'água. E isso sem a menor das cerimônias - nos nossos vastos oceanos, nos nossos grandes rios e até mesmo nos mais distantes lagos deste planeta!

 

E esta outra intrigante foto supostamente nos mostraria um desconhecido, e além de tudo imenso, domo submarino que teria sido fotografado por uma robô aquático de prospecção a uma grande profundidade no Oceano Atlântico, em local obviamente mantido em sigilo! Provavelmente se trata de uma base de UFOS (que aliás as grandes potências mundiais SABEM existir) e isso explicaria a intensa atividade deles, notadamente nos nossos oceanos - lugares ainda totalmente desconhecidos e inexplorados que, justamente por isso, se tornam um perfeito e muito apropriado esconderijo!!!

 

 

Próxima Página

Página Anterior

Neurolin