Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

DESAFIOS AO ESPELHO OBSCURO

"Não acredite na educação. Seu único modelo deve ser você mesmo, por mais espantoso que seja este modelo"

(Albert Einsten)

 

Desafiar certos poderes, ou forças, desconhecidos, ou mesmo tentar fazer avançar o progresso antes do seu devido tempo, pode se tornar extremamente perigoso e nada salutar. Acima, uma das raras fotos de Rudolph Diesel, o brilhante inventor dos motores que levam o seu nome. No início do Século XX ele embarcou em um navio com destino à Inglaterra, levando para tentar vender ao governo daquele país os seus planos e os esquemas técnicos secretos, relativos a um motor Diesel de última geração, suficientemente leve e revolucionário de modo a servir à aviação. Mas Rudolph jamais chegou à Inglaterra! Desapareceu misteriosamente, juntamente com todos os seus documentos, de dentro do navio e em pleno oceano que por sinal se manteve extremamente calmo durante toda aquela travessia - e sem deixar quaisquer vestígios, como se tivesse sido evaporado! E nunca mais se ouviu falar dele ou sequer de um novo motor Diesel, econômico, leve e dotado de altíssima potência, que servisse à aeronáutica!

 

E foi também no Século XIX que Camille Flammarion, um renomado astrônomo e cientista, baseado nas suas espantosas descobertas ousou afirmar perante a comunidade científica que "As portas de outros mundos abriam-se neste"! Já naqueles tempos Flamarion anteviu as chamadas Portas Induzidas, as múltiplas dimensões e os Universos Paralelos que hoje a Física de Vanguarda tacitamente reconhece. Violentamente perseguido pelos detratores e notadamente por certas correntes ocultas e desconhecidas, o astrônomo foi repentinamente obrigado a interromper as suas pesquisas e a silenciar!

 

Na foto, o brilhante físico e matemático russo Geog Cantor (1845-1918), para quem "A Essência da Matemática é a Liberdade", o homem que ousou revelar suas descobertas a respeito dos chamados "Números Transfinitos" ou, em outras palavras, QUE EXISTEM ENTIDADES MATEMÁTICAS FORA DE NÓS! Ele provou que os números maiores do que o Infinito (em outras palavras, outras dimensões, Universos Paraleos e UFOs) existem realmente! Como seria de se esperar, sofreu ataques violentos e sobretudo injustos, tendo sido, apesar dos seus inúteis protestos, internado como louco e acabado seus dias confinado em um hospício. Hoje as suas fantásticas teorias já estão mais do que comprovadas através da Física de Vanguarda.

 

Como bem disse Lavoisier, "Nada se perde, tudo se transforma". De fato, tudo se "transforma", bastando tão-somente deixar passar o tempo! Essa imagem certamente lhe será muito familiar e você deve ter muitas delas funcionando na sua casa, não é mesmo verdade? Pois é! Essa "moderna" e revolucionária invenção atualmente corre o mundo e subitamente inundou o mercado a preços muito baixos, proporcionando extrema durabilidade e uma economia de energia elétrica fantástica e sem precedentes. Mas..... Você sabia que foi exatamente um brasileiro que há muitas décadas teria inventado esse processo? Seu nome era Ubirajara, engenheiro em Eletrônica, e por sinal nós o conhecemos pessoalmente. Foi mais ou menos em 1975 que ele projetou e inventou um pequeno e barato circuito eletrônico que, embutido em uma plataforma e adaptado diretamente a um bocal rosqueado do tipo usado em uma lâmpada incandescente comum, fazia com que as antigas lâmpadas fluorescentes tubulares se acendessem INSTANTANEAMENTE, DISPENSANDO O USO dos pesados e custosos reatores, dos starts e principalmente das suas complicadas instalações. E ainda por cima conectava-se diretamente aos tetos nos soquetes das lâmpadas comuns! Montou uma pequena indústria e logo requereu a patente desse revolucionário invento, que por sinal começou a vender maravilhosamente bem. Aliás, uma delas que por ele nos foi presenteada, funcionou por durante 10 anos seguidos na nossa casa antes que a lâmpada fluorescente, e não o seu circuito adicional, se queimasse. Bastava, portanto e tão-somente, trocar a lâmpada para que tudo voltasse a funcionar! Subitamente, e segundo ele próprio nos revelou, recebeu um estranho convite e lá compareceu no tal endereço indicado. Julgando que iria vender o seu invento ou obter uma rendosa parceria, foi ameaçado (juntamente com toda a sua família!) e ainda asperamente INTIMADO a abandonar o seu desenvolvimento, pois estaria "prejudicando" a indústria tradicional através de uma suposta "concorrência desleal"! Fazendo pouco caso dessas desaforadas ameaças - aliás proferidas por um sujeito estrangeiro - continuou com a sua pequena indústria, a qual subitamente foi toda destruída através de um incêndio muito suspeito e sobretudo inexplicável. Por outro lado, a patente do seu invento convenientemente "dormiu" nas gavetas da burocracia e jamais foi concedida. Perdendo tudo o que tinha, e não podendo mais pagar aos seus empregados e fornecedores, o engenheiro ficou repentinamente na mais negra miséria e sobrevivia vendendo clandestinamente o seu prodigioso invento de comércio em comércio, de loja em loja e de porta em porta - para total alegria dos comerciantes e dos demais compradores, que por sinal ainda hoje muito possivelmente tenham várias delas em pleno funcionamento nos seus estabelecimentos e nas suas próprias casas!!!

 

O ar, assim como o mar, guarda também os seus segredos e os seus mais profundos mistérios! Na foto, um imenso avião bombardeiro B-24, largamente utilizado durante a Segunda Guerra Mundial pela Força Aéra Norte-Americana. E foi exatamente em abril de 1995, e portanto bem recentemente, que soldados brasileiros do Terceiro Batalhão de Infantaria da Selva, encontraram nas selvas do Estado do Amapá os destroços de um B-24H que estava desaparecido há exatamente 51 anos! Em 11 de abril de 1944, segundo dados da USAF, o enorme avião cuja tripulação era composta por dez homens, decolou da Base Waller Field, em Trinidad Tobago, com destino a NATAL e com escala prevista em Belém, Pará. Estranhamente, as equipes de resgate não encontraram as ossadas dos tripulantes, os quais deixaram nos destroços as suas armas, munições, roupas e talheres. Na medida do possível, tudo estava em perfeita ordem naquele avião, exceto pela inexplicável falta dos vestígios dos seus dez ocupantes que parecem ter sido sugados para o nada. O mais curioso é que o Estado do Amapá é relativamente pequeno. Jamais destroços de quaisquer aeronaves poderiam permanecer tanto tempo sem serem descobertos! E, mais estranhamente ainda, as autoridades americanas recusaram-se a fornecer os nomes daquela tripulação!

 

Esta é a chamada "Pedra Furada", situada na Serra das Capivaras, Estado do Piaui, Brasil, um vasto repositório arqueológico que não só prova a antigüidade do homem no imenso território brasileiro, como também......

 

.... Nos mostra que além de hábil artista, o homem daqueles tempos retratou nos seus inúmeros afrescos - se é que podem ser assim chamados pelo fato de serem comparáveis ou até melhores do que os situados nas Grutas de Lascaux, França - a presença das mais estranhas e desconhecidas criaturas junto a ele e ao seu povo!

 

Além da beleza dos desenhos, da incrível perspectiva e também do fantástico emprego das cores que inexplicavelmente não se desbotaram desde muitos milênios, você pode ver claramente as imagens de dois ALIENÍGENAS do tipo humanóide, à sua direita e do lado esquerdo do estranho personagem central! E ainda duas criaturas usando mantos brancos e que parecem usar antenas!!!

 

Tem alguma dúvida? Veja então os tais alienígenas mais de perto! E até mesmo parecem que estão operando algum tipo de máquina!

 

E - vejam só - os homens daqueles recuados tempos, que por sinal sempre aparecem nos petróglifos em atitude de adoração àquelas estranhas criaturas, não eram - como tradicionalmente se supõe acerca de toda a população da chamada Pré-História - absolutamente semi-macacos ou mesmo bárbaros..... Uma vez que até mesmo usavam ROUPAS!

 

A presença dessas estranhas criaturas no nosso passado remotíssimo representa uma das faces mais espantosas do nosso espelho obscuro. Não é possível que a suposta "imaginação" dos artistas pré-históricos fosse a mesma em todos os quadrantes do planeta. Nas fotos, mais pinturas rupestres encontradas em território norte-americano (respectivamente em Thompson Wash e Mckee Springs) e que claramente nos mostram seres alienígenas. O da esquerda possui quatro dedos em cada mão, pés palmados (característica marcante dos humanóides da tipologia "gray"), e o outro usa capacete!

 

Esta outra antiga pintura foi encontrada no misterioso Deserto de Mojave, também nos EUA, e nos mostra de maneira muito mais nítida uma outra imagem de um ET. Repare no formato do seu crânio. Imaginação do antigo artista?.....

 

..... ABSOLUTAMENTE NÃO! Veja o estranhíssimo e além de tudo enorme crânio que foi encontrado em um antiqüíssimo sítio arqueológico da pré-história, situado no México! Ao lado, o negativo permite mehor visualização.

 

Isso sem contar as bizarras múmias que constantemente têm sido encontradas e por isso mesmo tornam-se objetos da mais pesada cortina de silêncio. Na foto, a múmia de uma "criança" encontrada em Huaral, Peru, que remonta a uma cultura andina bem anterior às tradicionalmente conhecidas. Observe bem: há uma protuberância enorme na região superior central do crânio, além de uma grande testa! Possui vastas cavidades oculares e profundas fossas nasais. Além disso, a sua estrutura óssea difere totalmente do padrão terrestre! É, portanto, conhecida como "O Marcianinho" pelo fato de não pertencer a nenhum tipo humano catalogado!

 

Hoje, a Ciência já admite que a vida na Terra tenha se originado do espaço sideral. Esporos orgânicos dos mais diversos tipos verdadeiramente viajam pelo espaço sideral, através da luz e latentes, aptos a se desenvolverem assim que tocam o solo de um corpo celeste mais propício. Os nossos mares, por vezes, igualmente nos apresentam muitas estranhas criaturas, tais como essas duas aí das fotos. Assim, NADA impede que se trate de organismos alienígenas que encontraram nos nossos oceanos um habitat favorável. E quem sabe não se trate de criaturas inteligentes? Tudo é possível, jamais duvidemos de nada!

 

E quando elas surgem nas redes dos barcos pesqueiros ou então são capturadas nas grandes profundezas, logo são classificadas como "peixes" e até recebem sugestivos nomes. O da esquerda, por exemplo, é o "peixe-diabo". Mas, Prezado Visitante, observe atentamente a foto anterior e também esta aí de cima. E agora responda sinceramente: você, de sã consciência, concorda com essa classificação? Mas que raios de "peixes" mais exóticos e marotos, não é mesmo?

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

 

Próxima Página

Página Anterior

Refueling Base - DOOM2 music