Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

"ELES" DIZEM QUE NÃO EXISTE..... E NO ENTANTO EXISTE!

"Estas coisas são do tipo que estão - e sempre estarão - inteiramente fora do seu alcance. Eis porque eles as negam, assim como negam indistintamente tudo aquilo que os ultrapasse de uma ou outra forma, pois todos os seus estudos e suas pesquisas, iniciados a partir de um ponto de vista falso e limitado, só podem terminar, definitivamente, na negação de tudo aquilo que não está incluído neste ponto de vista; e, ainda por cima, estas pessoas estão tão persuadidas de sua "superioridade" que não podem admitir a existência ou a possibilidade do que quer que seja que escape às suas investigações. Seguramente, os cegos também seriam as pessoas indicadas para negar a existência da luz e, baseados nisso, ter um pretexto para se gabar de serem superiores aos homens normais!"

(René Guénon)

 

Sim, são inúmeras e variadas as coisas que "eles" - os céticos, os debochados, os materialistas, e alguns pretensos sábios - negam indiscriminadamente e sem o menor conhecimento de causa. Ou, na grande maioria das vezes, até mesmo para comodamente encobrir as suas totais ignorâncias com relação às coisas que sabem existir e no entanto teimam em não reconhecer! Eis, apenas para começarmos, uma delas: novembro de 2002. A câmera do circuito interno de segurança, instalada no refeitório-biblioteca de uma empresa norte-americana, flagra a estranha movimentação pelo recinto de um vulto assustador e que decididamente não fazia parte da paisagem! Observe com bastante atenção a foto acima.

 

Aqui uma aproximação maior de um dos frames daquela película e, ao lado, o negativo da sua continuidade. Sem dúvida alguma, um convidado bastante "indigesto" que veio para o jantar! Não há mesmo o que negar. As eficientes câmeras e os modernos e além de tudo sensíveis filmes não padecem de alucinações ou ilusões de óptica!

 

A realística e impressionante ilustração acima nos mostra uma idéia do horrível cataclismo que teria sido a submersão da Atlântida pelo mar em fúria, ocorrida há cerca de 12 mil anos atrás na região central do Atlântico Norte. Outro ponto de constante negativa por parte dos setores tradicionalistas e céticos, o perdido continente mostra-se a cada dia que passa uma relidade inconstestável. Aliás, cientistas soviéticos já comprovaram que realmente por volta daquela época uma grande extensão de terras situada em meio ao Atlântico submergira violentamente, tornando-se o que hoje consta nos mapas como a vasta cadeia submersa denominada Dorsal Atlântica! Mesmo nos nossos dias, uma catástrofe como esta não está muito longe de acontecer, transformando todo o planeta em uma nova Atlântida. Os cientistas sabem, porém não divulgam, com receio talvez do pânico generalizado, que as calotas polares estão sofrendo um grande processo de derretimento que poderá causar em época não muito distante a violenta submersão de vários continentes, mudando totalmente a estrutura da superfície terrestre - ou do que restar dela! Por outro lado, os governantes megalomaníacos que sempre assolaram a nossa humanidade ainda hoje insistem em provocar um conflito mundial de grandes proporções, vindo a causar a Terceira (e também aquela que será a ÚLTIMA) das Guerras Mundiais, na qual as bombas nucleares que forçosamente serão utilizadas pelos beligerantes não causarão somente uma, porém várias Atlântidas e Lemúrias, representando assim o fim de toda a vida na Terra!

 

Denominam-se TSUNAMIS (termo de origem japonesa) as enormes ondas de superfície, que podem atingir dezenas de metros de altura, causadas por terremotos submarinos e atividades vulcânicas, que igualmente representam uma ameaça sempre crescente para a nossa civilização tecnológica, inconseqüente e predadora. Extremamente violentas e devastadoras, podem surgir repentinamente e de um só golpe destruir cidades inteiras, ou quem sabe até mesmo continentes! Existem registrados alguns exemplos bastante expressivos: Port Royal, na Jamaica, literalmente sumiu do mapa em 1692 ao ser tragada por uma delas. não houve sobreviventes! Em 1755 Lisboa, Portugal, sofreu as mesmas consequências que causaram 60 mil mortes. O fundo dos nossos oceanos, aliás, jamais foi estático e portanto acha-se em constantes movimentações. Ilhas surgem e desaparecem, outras afundam repentinamente; as atividades sísmicas submarinas aumentam progressivamente, e os relevos costeiros continuamente se transformam. E também as chamadas Zonas de Subducção marcam o encontro de duas placas tectônicas onde ocorre a fusão das rochas. Aí ocorrem atividades sísmicas, além de um intenso vulcanismo!

 

Este é o Papiro Ipwer, também conhecido como Leiden 344, atualmente sob a guarda do Museu da Holanda, tratando-se de uma cópia efetuada na XIX Dinastia Egípcia de um original muito mais antigo e que tacitamente relata a tragédia de um grande continente que afundou nas terras do Ocidente (isto é, a Oeste e em relação ao Egito onde exatamente se situa o Oceano Atlântico) causando a morte de todos os seus evoluídos habitantes. Aliás, os egípcios denominavam o Ocidente de "A Terra dos Mortos" e até mesmo sepultavam os seus soberanos no Oeste, como uma antiga recordação daquele evento histórico que por sinal desde os primórdios da sua civilização eles sobejamente conheciam!

 

Existiriam misteriosas energias geradas, e simultaneamente atraídas, pelas pirâmides ou até mesmo pelas suas simples formas geométricas? SIM! E por mais que os céticos esperneiem isso já está definitivamente provado! Sabe-se que comprovadamente fluem por intermédio dessas estruturas (mesmo que nas simples réplicas) três tipos de energias: Eletrostática, Piezelétrica e uma terceira, desconhecida, temporariamente batizada de "Energia X". A Grande Pirâmide de Gizé, síntese absoluta dos mais elevados conhecimentos descobertos e ainda por descobrir, NÃO FOI UMA OBRA DOS ANTIGOS EGÍPCIOS mas, sim, de uma outra civilização muito mais antiga e ainda por cima dotada de uma tecnologia com a qual jamais poderíamos sonhar!

 

Aliás, façam umas consultas às mais bem equipadas e grandes firmas construtoras e de engenharia de todo o planeta e perguntem se eles - mesmo hoje e com os modernos equipamentos e as avançadas técnicas de que dispõem - seriam capazes de fazer uma réplica da Grande Pirâmide de Gizé. Mas não vale utilizar explosivos e cimentos. E também terão que cortar com precisão mais de 2.600.000 blocos de pedras, transportá-las desde a sua origem e colocá-las sob a forma piramidal a 146 metros de altura (o equivalente a um moderno edifício de 49 andares). Porém, isso não é tudo: será necessário, TAMBÉM, construir, desde dentro, as imensas câmaras que fazem parte da original, conforme vistas na ilustração acima: A = entrada, B = grande canal descendente, C = Câmara do Caos, D = canal de serviço, E = canal ascendente, F = Câmara da Rainha, G = canais de ventilação, H = Grande Galeria, I = Antecâmara, J = Câmara do Rei e K = câmara de descarga. Isso sem contar as outras câmaras e galerias secretas e desconhecidas, as quais comprovadamente existem e que somente agora começam a ser devidamente descobertas! Faria também parte do trato, que a réplica que elas eventualmente possam vir a construir possua forças no seu interior que desvie raios cósmicos sem utilizar quaisquer fontes artificiais de campos magnéticos. E, também, que POSSUA NO SEU INTERIOR UMA FORMA DIFERENTE DO EXTERIOR, assim como inexplicavelmente ocorre na original a ser imitada, criando aquilo que cientificamente se batizou de "Pregas Topológicas" ou "Superfícies de Riemann"!!! E agora responda rápido: QUAL DESSAS MODERNAS FIRMAS DE ENGENHARIA IRIA SER CAPAZ DE FAZER ISSO E ACEITAR TAL EMPREITADA?

 

E existiria uma História desconhecida no nosso planeta, que diz respeito a uma época muito remota do nosso passado e na qual, assim como comprovam todas as evidências, aqui estiveram espalhadas civilizações muito evoluídas e além de tudo dotadas de tecnologias que ainda não sonhamos atingir, mesmo com os tão decantados progressos do nosso século XXI? Mais uma vez a resposta será SIM! E "eles", os negadores, sabem muito bem disso - só que não querem dar os braços a torcer. Preferem, de maneira simplista, classificar como erosão certas coisas como a mostrada na foto acima, situada entre os Municípios do Rio de Janeiro e Friburgo, onde se vê por toda extensão de uma montanha um enorme rosto, talvez dotado de características alienígenas, voltado para o céu! E não só por todo o Brasil, como também por todos os quadrantes do globo, imensas montanhas (e até mesmo CADEIAS INTEIRAS DE MONTANHAS) foram moldadas sob as mais diversas formas por intermédio de uma ciência - ou melhor, de uma fantástica tecnologia que ainda hoje não poderíamos emular!

 

E os vestígios de uma antiqüíssima civilização que se espalhou por toda a face da Terra em épocas muito distantes e esquecidas estão presentes por todos os lugares, muito embora não o queiram reconhecer ou comodamente finjam que não vêem. Na ilustração acima, você vê a reprodução de sinais encontrados em Mohenjo Daro, no Vale do Indo (parte superior) e logo abaixo a impressionante semelhança (que aliás não pode ser mera coincidência, pois são absolutamente idênticos) com os encontrados na distante Ilha de Páscoa, isolada em meio ao Oceano Pacífico e muito provavelmente uma pequena parcela, ainda na superfície, do perdido Continente Lemuriano. Aliás, em contraposição aos céticos, a Lemúria está provando que, assim como a Atlântida, não se trata de uma simples lenda. Recentes expedições arqueológicas encontraram nas proximidades do Japão, precisamente em Yonaguni, as impressionantes edificações submersas obviamente produzidas por uma fantástica civilização (inúmeras fotos, aliás, estão exibidas neste site)!

 

Viagens no tempo? Outra fonte de gracejos e pilhérias para os céticos, aliás os mesmos que há algumas décadas diziam ser impossível o homem voar e até mesmo atingir a Lua! Na ilustração acima você vê aquilo que cientificamente é denominado "Wormhole" (literalmente "Buraco de Verme"). Alguns cientistas de vanguarda acreditam que a utilização dos chamados "Buracos Negros", resultados da implosão de uma estrela ou até mesmo de galáxias inteiras, como fonte de formação de "atalhos" para as viagens espaciais e através do tempo, poderiam ser tecnicamente inviáveis pelo fato de as forças de aceleração das suas "marés" serem de tal intensidade que inapelavelmente esmagariam qualquer espaçonave e obviamente os seus respectivos tripulantes! Além disso, as fronteiras limítrofes de um Buraco Negro - também conhecidas como "Horizontes dos Acontecimentos" - seria um "Stargate" de um só sentido. Qualquer viagem, portanto, somente seria de IDA! Ao contrário deles, os Wormholes (atalhos hipotéticos que interligam duas regiões do espaço-tempo, ou em outras palavras o próprio HIPERESPAÇO tão caro as escritores de ficção científica e que realmente EXISTE) permitiriam rápidas e seguras viagens interestelares! O Wormhole, que PODE PERFEITAMENTE SER CONSTRUÍDO, contém duas entradas, chamadas de "Bocas", ligadas por um túnel cuja circunferência mínima denomina-se "Garganta". Os cientistas Carl Sagan e Kip Thorne, posteriormente ao próprio Einstein, desenvolveram um complexo esquema técnico das suas fantásticas aplicações, o qual certamente será plenamente empregado e até corriqueiro no futuro da astronáutica.

 

Acima, segundo o cientista Kip Thorne, a esquematização de uma travessia de Wormhole. Segundos alguns pesquisadores da Física de Vanguarda não é de todo impossível que avançadas civilizações inegavelmente presentes no Universo tenham sido capazes de elaborar seus próprios Wormholes destinados ao "encurtamento" das dimensões e das distâncias nas suas viagens espaciais e interestelares! O cientista Thomas Roman foi, porém, mais longe e acredita que os Wormholes podem tranqüilamente ser utilizados como MÁQUINAS DO TEMPO, muito embora e apenas teoricamente, raciocinando-se em termos puramente "terrestres", seja violado o Princípio da Causalidade onde o efeito sempre precede à causa. O Dr. Francisco Lobo, uma autoridade nesse assunto, é da seguinte opinião: : - "Apesar de todas as dificuldades apresentadas, não existe qualquer prova irrefutável que proíba a existência de wormholes como soluções das equações de Einstein da gravitação. De modo que não nos resta senão admitir os Wormholes Transitáveis no Espaço-Tempo como uma possibilidade real".

 

Tais revolucionários conceitos, aliás, antedatam até mesmo ao brilhante Einstein! Em 1931, os cientistas ingleses Cockfoft e Walton já vislumbravam, estudavam e até mesmo desenvolveram em experiências de laboratório o chamado "Efeito Túnel" - segundo o qual alguns prótons de energia fraca poderiam penetrar nos núcleos. Geoge O'Smith, cientista e inventor, já achava que este tipo de efeito poderia abrir aos homens os espaços interestelares, não tão distantes assim como se parecem. H.G.Wells, escritor, também abraçava essa opinião e certa vez até escreveu que "Existem alguns universos que estão mais distantes de nós que a nebulosa mais afastada e no entanto mais próximos do que as nossas mãos e pés"! Hoje, os cientistas de vanguarda sabem que no nosso planeta - como também ao redor dele e em todo o Universo - flutuam verdadeiras "portas", ou se preferirmos "portais", que levam a regiões desconhecidas, talvez dimensionais ou espaço-temporais! O "Stargate" (mostrado aliás no filme do mesmo nome) pode ser uma realidade em um futuro bem próximo, uma vez que, DE FATO, existem aqui mesmo na Terra barreiras de forças e dobra dimensionais que podem ser facilmente vencidas, ou devidamente exploradas, através do muito promissor "Efeito Túnel"! São as chamadas "Portas Induzidas", onde aliás costumam desaparecer (sem deixar vestígios) os navios, os aviões e também os seres humanos!

 

Curiosamente, existe também um Wormhole, ou quem sabe um "Efeito Túnel", que ocorre nas chamadas EPM, ou ESPM - Experiências Sensoriais Próximas à Morte! A Parapsicologia e a Ciência em geral registram vários casos em que pessoas passam por algum tempo pela experiência da morte e depois e retornam à vida. Em todos os relatos, porém, os testemunhos são unânimes: quando a vida chega ao fim, a consciência é mantida na ocasião em que o corpo e o cérebro se tornam desnecessários. Elas se sentem flutuando, inclusive e de certa forma podendo "ver e ouvir" os acontecimentos ao redor, para então, logo em seguida entrarem, ou serem literalmente sugadas, por um túnel escuro e espiralado onde ao final existe uma luz muito forte. Dependendo da vida que levaram, há inclusive visões de seres muito puros e benevolentes, ou então criaturas demoníacas, que as recebem e com elas também se comunicam! Milhões de pessoas já passaram por isso, até mesmo os céticos, que ao retornarem adotam uma nova concepção de vida. Os materialistas, como sempre incrédulos e mecanicistas, preferem atribuir tais experiências à anoxia (falta de oxigênio no sangue e nos tecidos) ou então à segregação de endorfinas (substâncias semelhantes à morfina que o cérebro produz em caso de estresse), porém suas teorias caíram por terra porquanto inconsistentes, assim como provaram alguns outros cientistas dotados de mentalidades abertas. Aliás, nesse ponto a antiga URSS avançou consideravelmente e até mesmo os seus cientistas, teoricamente ateus, já provaram que a alma EXISTE e tem até um peso específico! Suas avançadas experiências, realizadas com pessoas moribundas e submetidas a balanças de altíssima precisão, demonstraram que quando ocorre a chamada "morte", algo intangível e incorpóreo - mas que no entanto É REAL e faz parte integrante do ser humano - também abandona o corpo e a sensível balança acusa a sua falta...... E PESA EXATAMENTE 2,5 GRAMAS!

 

CLIQUE NA IMAGEM ACIMA PARA VER MAIS FOTOS

 

Próxima Página

Página Anterior

Wiseman