Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

 

PRINCÍPIOS "ELEMENTARES"

"O princípio mais elementar de todo o engano é atrair a atenção do inimigo para aquilo que você deseja que ele veja e assim distrair a sua atenção para bem longe daquilo que você não quer que ele veja"

(General Archibald Wavell)

 

Princípios bastante "elementares", espalhados por todo o mundo, assim como vemos neste expressivo exemplo da Cidade do Rio de Janeiro: no famoso Morro do Pão de Açúcar, Enseada de Botafogo, o teleférico faz a alegria dos turistas e também da população, constantemente atravessando de uma outra montanha - vista na extremidade direita - para o seu topo. Enquanto isso, todos enxergam a formiga e todavia não vêem o elefante. Ou melhor, os "elefantes" - que de tão nítidos chegam a doer nos olhos! No topo, a espantosa escultura denominada "O Rosto do Faraó" fica bem diante dos passageiros do teleférico e ninguém presta atenção (E note-se que logo abaixo dele há também uma espécie de veste!). Lá em baixo, milhares de pessoas circulam diariamentre pelas movimentadas avenidas e igualmente não enxergam a famosa Íbis - um gigantesco pássaro estilizado que, profundamente gravado em relevo na rocha por quase 700 metros e através de uma fantástica técnica de perspectiva, se torna cada vez mais nítido à proporção em que o Sol se eleva! E isso feito não se sabe feito por quem - e sobretudo mediante quais técnicas - em épocas perdidas no tempo e talvez no espaço!

 

Outro exemplo, ainda no Rio de Janeiro, é a famosa estátua do Mestre Jesus, cartão-postal da cidade e colocada no topo do Morro do Corcovado. Todos admiram e com justa razão essa obra maravilhosa e inspiradora, porém não enxergam o que está logo abaixo dela.... Um perfeito rosto e ainda, bem no seu prolongamento, toda uma enorme montanha moldada sob a forma de um homem deitado!

 

O estranho animal da foto é conhecido como Moa e habita a Nova Zelândia. Parente muito próximo do avestruz, que por sua vez é natural da Austrália, os dois podem ser considerados verdadeiros fósseis vivos, os quais - assim como os tubarões, os dragões de Komodo, o celacanto e alguns outros - conseguiram se adaptar e sobreviver incólumes desde os remotos tempos da pré-história. Ambos têm, como principal e curiosa característica, o exótico costume de enterrarem suas cabeças nas areias, tendo sua visão limitada apenas ao seu pequeno buraco, e ali ficarem estáticos como se nada estivesse acontecendo ao seu redor......

 

E eles não são os únicos na Natureza a assim procederem. Muito embora os céticos de plantão o neguem, as coisas estranhas realmente existem! Esta foto nos mostra uma desconhecida criatura nas mãos dos atônitos pescadores que a capturaram. Trata-se de uma espécie de serpente-marinha de médio porte. Todavia, o que causa maior espanto é a sua face - se é que pode mesmo ser assim chamada.....

 

.... Aqui devidamente aproximada. Observemos com atenção os incríveis detalhes: parece ter uma espécie de chifre e ainda por cima ostenta feições que lembram um cão! Talvez conheçamos mais a superfície da Lua do que as profundezas dos oceanos - que por sinal ainda não foram exploradas em 99 por cento da sua totalidade! E por falar em coisas estranhas, elas estão igualmente aqui por cima, na superfície, e apesar de ostensivamente visíveis, assim como ocorre com o misterioso mar, ainda não foram de todo exploradas........

 

Outro estranho crânio pertencente a uma criatura não-identificada e além de tudo muito antiga, encontrada em ruínas peruanas. Note-se, como sempre, o curioso formato.

 

Nas ruínas maias, outro estranho crânio - dessa feita uma reprodução elaborada em pedra.

 

Os crânios em cristal - obviamente elaborados por uma antiga civilização e confeccionados mediante o emprego de ferramentas desconhecidas - foram encontradas nas Américas do Sul e Central. Mas o quê dizer deste aqui, misteriosamente localizado.... no outro lado do oceano, precismente na Inglaterra?

 

Ferramentas desconhecidas existiram de fato por toda a antigüidade e poderiam certamente explicar inúmeros enigmas que se espalham por toda a face da Terra. Esse relevo, nas ruínas egípcias de Saccara, nos mostra uma delas.

 

Ferramentas fora do seu tempo e da sua época como, por exemplo, aquelas que também permitiram à misteriosa civilização pré-colombiana, denominada Olmeca, talhar e esculpir enormes blocos rochosos - igualmente mostrando a imagem de intrigantes criaturas que povoaram, ou quem sabe visitaram, o nosso remoto e esquecido passado!

 

Ferramentas, sim, tão antigas e paradoxalmente bastante semelhantes - ou talvez até melhores do que as nossas - que por sinal permitiram em todos os quadrantes do mundo moldar montanhas; transportar às grandes alturas, recortar e ajustar com extrema precisão os imensos blocos rochosos que constituem inúmeros e intrigantes monumentos!

 

Quer tenham sido eles Atlantes, Lemurianos, terrestres ou extraterrestres, existiram de fato os antepassados superiores, muito embora os ortodoxos radicais, mantendo-se sempre apegados aos seus empoeirados e convencionais tratados, o neguem peremptoriamente. Nesta foto, mais uma intrigante imagem proveniente das imponentes ruínas de Chizen-Itzá: um "deus" dotado de feições bastante diferentes dos demais rostos retratados em outros relevos, porta na mão direita uma nítida ferramenta - bastante semelhante a um martelete elétrico ou a uma serra. Note-se a sua roupa; o cinto; principalmente as botas e também que este estranho personagem parece usar uma espécie de óculos!

 

Outra embaraçosa e bastante "indigesta" preciosidade encontrada em milenares ruínas na Colômbia: elaborada no mais puro ouro, a perfeita imagem de mais uma das inúmeras aeronaves da antigüidade- confeccionada em uma época em que nem sequer se sonhava que elas viessem a existir! Tem até asas-delta, os lemes e o cockpit do piloto!!!!!

 

Misteriosas e além de tudo muito evoluídas civilizações que deixaram as suas indeléveis marcas por todo o planeta, como por exemplo aquela que edificou as pouco conhecidas e além de tudo enigmáticas estruturas circulares de Gilgal, em Israel!

 

E quem sabe de onde veio, que raça elaborou isso e principalmente de que maneira o fez? Em Wiltshire, Inglaterra, bem próximo do outro antigo monumento de Stonehenge, esse campo está tomado de estranhos montes artificiais sob a forma de enormes discos e domos!

 

Também na Inglaterra, o imenso "Cavalo Branco de Uffington" é - juntamente com as misteriosas Linhas de Nazca, no Peru - um dos mais intrigantes mistérios da Terra! Atravessando imensas extensões de vales e montanhas, essa imagem que ratrata um curiosos animal que jamais foi um cavalo, somente pode ser vista do alto...... COMO, QUANDO e principamente QUEM? Será a sempre insistente pergunta, impossível de ser silenciada!

 

As imagens, já dizia um velho ditado, valem mais do que mil palavras. O simbolismo, sempre de acordo com a compreensão das épocas, por vezes guarda verdades históricas, bastando apenas que seja devidamente interpretado. Neste mural mesopotâmico, uma criatura alada - ostentando os mesmos atributos do deus-falcão egípcio Horus - asperge uma árvore.... A árvore da vida na Terra! Contudo, este nosso modesto Site já demonstrou por dezenas de vezes que infelizmente existe o outro lado desta intrigante moeda.......

 

Aqui, uma nova e recente imagem do Very Chip, uma "novidade" da nossa moderna tecnologia que estranhamente é uma réplica fiel dos implantes de uma outra raça alienígena que vêm sendo largamente empregados no nosso mundo por aquelas desconhecidas entidades . Do tamanho de um grão de arroz, tal dispositivo fabricado pela Applied Digital Solutions, de Palm Beach, EUA, já começa a ser amplamente utilizado, não somente para monitorar e rastrear 24 horas por dia (e onde quer que se encontrem) certas pessoas importantes, suscetíveis de seqüestros, como também agora voltado para finalidades médicas.

 

Em maio de 2002, toda uma família norte-americana da Flórida foi implantada com o Very Chip, através de uma operação extremamamente simples e que por sinal não leva mais de 1 minuto. Nesses chips, todos os dados das pessoas são identificados (telefones, nomes, endereços, etc.), bem como o seu histórico clínico completo, relatando inclusive o tipo sangüineo, as doenças existentes, as eventuais alergias e quais os medicamentos que lhes são favoráveis, bem como aqueles que devem ser evitados! A leitura dos dados poderá ser feita por um computador seja portátil ou não, como também por qualquer tipo de impressora. No caso de um acidente ou uma internação súbita, a disponibilidade imediata desses dados poderá ser extremamente importante e vital.

 

Nenhuma novidade, portanto! Haja vista que dispositivos de controle de natureza idêntica vêm servindo aos obscuros propósitos dos alienígenas humanóides (se é que são mesmo alienígenas), que fazem a nossa espécie de cobaias involuntárias. Só que os dispositivos deles são bem mais avançados e sofisticados, pois além de constantemente rastrearem as suas vítimas podem também efetuar controle mental e físico! Denunciantes dizem que existe um verdadeiro exército de humanos implantados, que sequer sabe disso uma vez que suas mentes são "apagadas" com relação aos seqüestros que sofrem. E - muito pior - que tal exército composto por milhões de criaturas humanas.... Pode em determinado momento ser usado pelos intrusos (e potenciais invasores) contra nós mesmos!

 

Essa ilustração reproduz uma cena verídica, mostrando militares resgatando o cadáver de um humanóide grey junto aos destroços de sua nave. Essa, aliás, tem sido uma fonte bastante interessante e produtiva no que tange à obtenção de uma avançada porém potencialmente perigosa tecnologia que permitirá enormes saltos, também para a nossa Ciência! Só que por trás disso reside certamente o maior de todos os perigos. Imaginemos, por exemplo, se chegar um tempo talvez não muito distante em que governos e governantes - totalitários e megalomaníacos - resolvam também compulsoriamente implantar e controlar mentalmente seus cidadãos, ou quem sabe toda a humanidade, através dos seus minúsculos e diabólicos chips! Um mau e bastante perigoso exemplo que veio "de cima".......

 

 

Próxima Página

Página Anterior

Path of Destruction