Home

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO

TEMPO X TEMPO = TEMPO!

"A prova de que a Terra foi outrora governada por seres de outros planetas seria a descoberta fundamental do nosso século; os testemunhos da literatura antiga podem ser confirmados sem dúvida alguma pelos arqueólogos, que tão brilhantemente têm ressuscitado grande parte da antigüidade perdida; esperamos que algum dia uma pá desenterre algum novo pergaminho ou escultura que prove que os deuses eram astronautas"

(W. Raymond Drake)

 

O que se vê aqui é um antigo mapa, elaborado em Paris no ano distante ano de 1737, mostrando a Antártida sem a sua capa de gelo e - o mais impressionante de tudo - UM SÉCULO ANTES QUE ELA FOSSE DESCOBERTA! A segunda surpresa é que este mapa mostra aquele região como sendo constituída por duas massas de terra. E foi somente durante o Ano Geofísico Internacional, realizado em 1968, que essa incrível realidade foi constatada por intermédio de diversas sondagens! Obviamente isso era impossível de ser conhecido no ano em que este mapa foi produzido e além de tudo atesta que, sem a menor dúvida, foi copiado de alguma fonte secreta. Tal perfeição de detalhes serve para provar que nosso planeta abrigou civilizações muito avançadas do que se pensa. E de fato tão antigas que até mesmo conheceram a Antártida sem as suas geleiras, tendo ainda por cima telemetrado o nosso planeta talvez do espaço sideral - o que mais tarde viria a proporcionar este espantoso, extemporâneo e sobretudo inexplicável trabalho de cartografia!

 

 

Esta impressionante foto nos mostra mais um detalhe da famosa Muralha de Bimini, situada na região do chamado Triângulo das Bermudas. Possivelmente restos dos complexos arquitetônicos da submersa Atlântida, essa colossal estrutura se estende por mais de 500 metros antes de continuar a sua trajetória, mergulhando nas inatingíveis profundezas abissais!

 

Estrutura aliás incrivelmente semelhante ao que vemos, por exemplo, no Peru - obras de uma antiga e desconhecida civilização que precedeu os Incas. Em uma época em que - segundo a Ciência - teoricamente não se conhecida a roda ou sequer as mais rudimentares ferramentas, note-se o preciso encaixe dos imensos blocos de pedras e também a perfeição das linhas curvas! E também, não se sabe exatamente como, essas rochas, algumas pesando várias toneladas, foram misteriosamente transportadas a centenas de metros de altura.

 

Mais um expressivo e incontestável exemplo da utilização de ferramentas em plena pré-história clássica! Essas "indigestas" preciosidades são originárias da Nova Zelândia e nos mostram trabalhos de entalhes - que, além de belos, são perfeitíssimos. À direita, vemos um colar moldado em ossos, perfeitamente simétrico, que jamais poderia ter sido elaborado sem o auxílio de um torno, de um esmeril ou de quaisquer outras aparelhagens semelhantes!

 

O renomado cientista e arqueólogo Dr. J. Manson Valentine descobriu nos arquivos da Universidade da Pensilvânia um estranho artefato em ouro, encontrado no Panamá e proveniente de uma desconhecida civilização pré-colombiana. O tal objeto, classificado como um "jaguar estilizado", logo chamou a atenção do pesquisador que examinando-o atentamente descobriu coisas simplesmente espantosas: ele contém rodas dentadas, montadas entre um eixo com balancins, além de reproduções de várias engrenagens! O desenho acima - de sua autoria, já que por motivos desconhecidos o tal "jaguar" não pôde ser fotografado - retrata aquilo que poderia ser a incrível resposta para o enigma de as antigas civilizações terem movimentado imensos blocos rochosos.......

 

...... Como por exemplo a espantosa comparação que fez entre aquilo que o objeto representa e uma das nossas modernas máquinas removedoras e transportadoras de terras - denominadas "bulldozers"!!!! Qualquer semelhança, pois, não terá sido mera coincidência......

 

Também de autoria do Dr. Sanderson, a reprodução de duas curiosas criaturas retratadas na famosa Porta do Sol, em Tiahuanaco, Bolívia - onde inclusive está estampado um calendário do planeta Vênus. Note-se que os "deuses" alados ostentam curiosos artefatos ns costas, que sugerem propulsão. E além disso possuem nas cabeças algo que lembra capacetes - também orlados pela representação de engrenagens ou quem sabe artefatos eletrônicos desconhecidos!

 

E também o famoso "Astronauta de Palenque" - imenso painel rochoso artisticamente trabalhado que perfazia a cobertura de uma misteriosa lápide nas imponentes ruínas, supostamente atribuídas aos Maias - foi devidamente interpretado à luz da moderna engenharia.....

 

John Sanderson, engenheiro aeronáutico norte-americano, examinou detalhadamente os contornos desse insólito monumento e confirmou tudo aquilo que os pesquisadores isolados já tinham revelado e a Ciência clássica por sua vez contestado: SIM; não restam mais quaisquer dúvidas: trata-se da minunciosa representação técnica de uma máquina voadora a reação, semelhante a um foguete. E, diga-se de passagem, perfeita nos seus mínimos detalhes!

 

Próxima Página

Página Anterior

Heretic